Relacionamentos pessoais relacionamentos online

Novembro, mês de novo desafio para treinar a nossa Inteligência Emocional! Este mês é tempo de desenvolvermos os Relacionamentos InterPessoais. Este tema é muito importante e traz um impacto tremendo no nosso bem-estar e felicidade. Antes de lançarmos o novo desafio do mês, vamos recordar os últimos 10 desafios de 2019: Janeiro: Autoconsciência (consultar aqui) Fevereiro: Autoestima ... Bem vindos ao relacionamentos.pt, o site que tem como objetivo explorar os relacionamentos pessoais e os sentimentos de quem deseja viver as relações da melhor maneira possível, aproveitando-as ao máximo. Para começar, nada melhor do que explorar quais os tipos de relações humanas. O que são Relacionamentos? Como vivenciá-los de forma saudável? Como progredir e prosperar nas relações pessoais sem cair no interesse ou uma simples troca de favores? Todos sabemos que existem virtudes a serem praticadas nos relacionamentos e o que as pessoas valorizam em geral no que se refere a Valores! Mas ao… A Revolução Nos Relacionamentos Pessoais,As empresas que prevalecerão serão aquelas que compreendam que os relacionamentos com os clientes serão o factor... Baixar ou Ler Online Mil Vezes Adeus Livro Grátis (PDF ePub Mobi) - John.. Não Julgue, Relacionamentos Saudáveis, Aurora Bela Adormecida, Citações. Sunni Jantri 2020 PDF Free Download Janela, Magia Negra, Bons Livros.. 2020/09/16 21:30:41. Comunicacao nao-violenta tecnicas para aprimorar relacionamentos pessoais e profissionais. Dicas para Encontros Pessoais de Namoros Online por Sites De Relacionamentos mar 21, 2017 Conhecimento Bom 0 Comentários Ela pode ser assustadora para encontrar um desconhecido, pela primeira vez, especialmente se você tem antes e que não saíram tão bem. Relacionamentos Interpessoais. Fazer aulas grátis Matricule-se agora por R$ 50,00 10 vídeos 1 prova 1 texto 5 horas e 20 minutos 1. Importância dos relacionamentos. Grátis. 2. Quem somos, determina como vemos e agimos. Como Funciona o Curso; Apostila; 3. Mecanismos de Defesa ... Media Books Comunicação não-violenta: Técnicas para aprimorar relacionamentos pessoais e profissionais (Portuguese Edition) Do you know of any more places to download free digital books? Comunicação não-violenta: Técnicas para aprimorar relacionamentos pessoais e profissionais (Portuguese Edition) is a most popular online book library. download all books just single click. Site de relacionamentos grátis e serviço de matchmaking para solteiros. 3,000,000 Usuários Online Diariamente. As redes sociais vieram para ficar e é inevitável termos algum tipo de presença online. No entanto, de que forma essa presença poderá afectar os nossos relacionamentos? A necessidade de estar online. Hoje em dia qualquer pessoa que tenha conta numa rede social tem uma vida dupla: a vida offline e a vida online.

Falso webnamoro

2020.06.08 15:56 CagayPraVida Falso webnamoro

A história é longa, mas espero que gostem.
Hey, people! É o seguinte, jogo lol a muito tempo, desde que lançou, e nessa época que aconteceu está história tinha dado um tempo por ter enjoado de jogar todos os dias; eu também estava sem celular, porque o meu estava ruim e precisava consertar. Só descobri que isso realmente aconteceu ano passado, quando voltei a jogar, depois de ter parado por quase quatro anos diretos, não sei ao certo.
(Contexto)
Como todo jogo online, tem a galera que é de boa, tem a galera que faz de tudo para conseguir skin, tem a galera tóxica e a galera que webnamora (eu fazia parte desta última comunidade). Em mais ou menos 2014 conheci um garoto, vamos chamá-lo de Carls e nós nos aproximamos muito rapidamente, chegando em um ponto que o considerava melhor amigo. Morávamos no mesmo estado, na mesma cidade e ficamos com aquele fogo de nos encontramos pessoalmente e sermos amigos de fato, não só virtualmente. Com o passar dos meses nossa comunicação e, consequentemente, confiança foram aumentando ainda mais, até chegar o momento de eu começar a me abrir sobre meu relacionamentos familiares, sentimentos pessoais, que raramente eu contava aos outros e tals. E depois de um tempinho, mesmo ainda não nos visto ainda, ele disse que estava gostando de mim e queria algo além de uma amizade, mas eu não o via deste jeito, o considerava como irmão. Passou um tempo, depois de um término de namoro do qual eu nunca queria lembrar. O Carls viu uma oportunidade e me pediu em namoro novamente e eu aceitei e ficamos webnamorando por um tempo, mas depois terminamos. Isso aconteceu mais duas vezes e não deu certo até desistirmos de fato. Mas na última vez foi o período que dei um intervalo no lol e estava sem celular. Basicamente ele conheceu um cara (vamos chamá-lo de Farls), que para acreditar em tudo, estava aparentemente carente e queria uma namorada, nem que fosse somente pela internet.
Como Carls e eu fomos amigos por um bom tempo, ele sabia muita coisa de mim e acabou usando isso a seu favor. Neste tempo que não jogava ou usava o celular, meu amigo e ex webnamorado (Carls) começou a webnamorar o Farls pela minha conta do lol, com meu nome e com as minhas situações. Houve um tempo da minha vida em que eu estava com depressão e ansiedade e tals e acabei contando essa situação a ele, para tentar desabafar um pouco. No webnamoro entre Carls e Farls (que trabalhava e tinha dinheiro) eles conversavam e tals, mas meu ex webnamorado contava as coisas que já tinham acontecido comigo, como por exemplo, meus problemas familiares, um relacionamento abusivo que eu tinha com um garoto e sobre a minha depressão. Com essas situações ele ficava comprando o Farls para que ganhasse skins todas as semanas na conta que era realmente dele (ele dava desculpas sobre a minha conta está sendo rackeada e não poderia arriscar, até porque poderia perde-la). Resumindo, uma pessoa que eu confiei acabou enganando outra para conseguir skins no lol. EU nem sei como isso tudo aconteceu de fato, mas é isto. Mês passado conversei com o Carls sobre ele ter feito isso e ele disse que aconteceu porque ele queria e assim fez, além de ficar fazendo piada com a minha depressão, relacionamento abusivo e com a minha TAG (problema de ansiedade que eu tenho hoje em dia).
submitted by CagayPraVida to TurmaFeira [link] [comments]


2020.05.23 19:03 merluzanotucupi Sou babaca por tentar ficar com minha amiga em um relacionamento ''aberto''?

Olá Luva, editores, possível convidado, bonecos de papelões sobreviventes e leitores. Pra ajudar a voz, sou menino mineiro. Estou no segundo ano da faculdade e desde o ínicio eu tenho meu grupinho de amigos formado, tá, aí no meio do ano passado meu grupo acabou se aproximando de uma menina, vou chamar de Carla, que era meio excluida. Ela é bem bonita e tals e logo despertou meu interesse (não como relacionamento, mas atração sexual mesmo).
O problema é que ela tava em um relacionamento com um cara do utlimo ano da facul, 6 anos mais velho (temos 20), e por tá sempre junto esse cara acabou ficando meio conhecido do grupo, e eu fui obrigado a esconder qualquer interesse por ela, pelo menos eu achava q tava escondendo. Eu tava sempre com ela (ela se divertia e ria muito mais comigo do q com o namorado dela, vivia reclamando dele), e nas primeiras semanas de aula desse ano ela acabou comentando junto com o meu grupo, que estava em um relacionamento aberto com ele e tava se adaptando e tals. Pessoalmente eu disfarcei pois nao queria demonstrar tão precoce que tava interessado, mas por dentro tava criando expectativa.
A gnt as vezes conversava no pv do Whatsapp, mas na maioria das vezes era no grupo com todo mundo. Acontece que em certo momento a gnt começou a conversar muito pelo pv, ela me perguntava coisas da facul, as vezes umas coisas pessoais e etc, tava até achando estranho. E como a gnt se zuava bastante um dia eu mandei o site https://seoi.net/penint/ pra ela dizendo "voce começa a desenhar e o site adivinha oq vc ta pensando" (é uma zoeira sempre vira um pinto), e ela disse "o site acertou o q eu tava pensando" e eu fiquei "opa ta pensando em pinto", a partir dai a gnt começou uma conversa mais quente, ela deu muito mole, e eu acabei falando q tinha interesse em dar uns pegas nela, apesar da situação do relacionamento dela. Era uma sexta a noite e ELA ACEITOU e disse que também queria, até que a gnt marcou de se encontrar logo no fim de semana.
ótimo, domingo, me arrumei, me depilei, tomei banho e tudo q tinha direito pra ficar top e ir encontrar ela. Peguei o ônbus, e fui conversando com ela pelo wpp pra ela saber onde eu tava. Eu ia descer perto de um shopping movimentado, mas ela pediu pra eu descer umas ruas depois, que o onibus entra numa rua mais deserta e tem uns mato - já pensei 'opa vai ter logo de cara'. A hora que eu desci no ponto, não vi ninguém, fiquei esperando.... ai do nada surge o namorado dela de trás de umas arvores perto e me pegou de surpresa, ele é meio fortão, me grudou numa grade segurando minha camisa com força e falando "quer pegar minha garota é vagabundo" bem pistola, ele me deu uma joelhada no saco enquanto me segurava, e a Carla veio atrás dele rindo, não passava ninguem naquela rua pra me ajudar, ele falou "vai ter que me dar agora, pq era comigo que vc tava conversando otário (no sense)", "sabia q vc queria pegar ela", me xingou de varios nomes e eu só consegui ficar parado quieto constrangido e quase sufocando pq o cara segurou minha gola e tava meio q apertando meu pescoço. Em um momento de sorte que ele se mexeu e olhou pra Carla atrás dele, eu empurrei ele e saí correndo que nem o usain bolt, e sumi virando a esquina, ele nao veio atrás. Umas horas depois ela (ou ele), mandou mensagem no whats, me xingando mais e falando "q se te ver na rua vc morre', etc. (desculpa apaguei as mensagens faz tempo, pq fiquei nervoso demais nem pensei em vcs na hora kk). Mas é isso, aparentemente eu não escondia tão bem o interesse nela, era realmente bem dificil, e eles desconfiaram e fizeram tudo isso pra me testar.
Pra finalizar, por jesus, na segunda-feira eu faltei e na terça já cancelaram as aulas por causa do Corona virus. To em casa desde então. Nas aulas online eu nunca mais liguei minha camera de vergonha, e a menina me bloqueou em todos os cantos. Também descobri semana passada que ela trancou a faculdade por que não tava curtindo o curso, e isso já tirou um peso de mim. Não sei como seria se tive aula presencial com ela todo esse tempo kkkk. Acho que é isto, Adios!
submitted by merluzanotucupi to TurmaFeira [link] [comments]


2020.04.16 05:30 TheGoldenMorn Pessoas Fechadas

Oi, gente, primeiro post meu aqui. Eu sempre procurei não esconder as coisas num relacionamento. Sabe, me colocar no lugar do outro, tentar esclarecer as coisas, colocar os pingos nos i's. Obviamente, não NASCI assim, mas foi algo que vi que só trazia vantagens pra qualquer relação. Bom, comecei um relacionamento recentemente e logo depois disso, a quarentena começou. Morando longe, nem mesmo se quiséssemos furar a quarentena nos encontrar seria viável.
Bom, apesar disso, nos damos muito bem e procuramos sempre interagir o máximo (vídeochamadas, vendo filmes online através de aplicativos de sincronização, jogando, conversando, se paquerando). Apesar dela ser uma pessoa bem sincera no que toca a nossa relação, falando na lata o que incomoda ou não, ela é extremamente reservada nos problemas pessoais. Sempre que passa por algum aperreio na família ou de maneira individual, ela me fala praticamente nada. Fica estranha, não dialoga, muda totalmente o comportamento. E assim, o ponto pra mim não é eu querer que ela fique bem por mágica e tudo volte ao normal, é ela me deixar totalmente avulso na situação e tentar agir como se nada tivesse acontecendo, mesmo estando fria e mudada.
Eu sei que ela não tinha esse costume antes (de se abrir) e que isso requer tempo, mas, considerando minhas experiências anteriores em relacionamentos com pessoas assim, já me dá uma sensação ruim antecipada de tudo o que ser fechado, não desabafar com o outro, não demonstrar confiança, acarreta numa relação. Eu não sei o quão escroto é eu estar esperando que ela "fique bem o suficiente pra contar comigo". Não quero que isso soe também como um ato de birra da minha parte esperando que ela me deixe bem, mesmo estando mal, não é isso. Minhas ex agiam assim e, sinceramente, ficar às cegas, vendo a outra pessoa agindo estranho e não confiando em você é tão ruim...

Como agir nessas situações? Que tipo de abordagem devo tomar pra que ocorra uma aproximação? Ah, enfim, é como diz esse lugar... É mais um desabafo.
submitted by TheGoldenMorn to desabafos [link] [comments]


2018.08.24 14:30 ShinobiKrow O nível ridículo de invasão de privacidade das redes sociais

Há quem argumente que cada um é responsável por aquilo que faz. Ninguém tem de se inscrever numa rede social. Ninguém tem sequer de mostrar toda a sua vida online, como tantos fazem. E quem o faz, decerto que não tem grande apreço pela sua privacidade. Ainda assim, tendo em conta o poder que possuem, não deviam as redes sociais ser o mais transparentes possíveil em relação às suas práticas? É que a mim não me parece que a maior parte da população esteja verdadeiramente informada sobre o que é feito com as suas informações pessoais, nem me parece que essa informação seja disponibilizada onde quer que seja. Pelo menos, não de uma forma clara, fácil de entender por qualquer pessoa.


A motivação para este tópico surge-me após uma sucessão de situações caricatas que me levam a sentir-me espiado muito para além daquilo que alguma destas empresas algum dia me deu a entender que eu era. Por exemplo:


- Falo de problemas conjugais com uma amiga no Instagram, e ela diz-me que começa a receber publicidade para apps que prometem ajudar com relacionamentos.


- Vou no carro com um amigo a falar de óculos de sol Hawker, e mais tarde recebo publicidade sobre essa mesma marca. Eu nem sequer pesquisei tal coisa. Será que ouvem o que digo?


- Noutra situação semelhante, mostraram-me a foto de um par de sapatilhas, presencialmente. Nesse mesmo dia recebo publicidade do mesmo par de sapatilhas. Mais uma vez: ouvem o que digo? É que nunca ninguém me informou de tal coisa.

- Pesquiso máquinas de lavar no site da Worten e depois recebo publicidade no facebook sobre aquilo que pesquisei. Esta situação em particular é muito recorrente. Mas quantas pessoas são realmente informadas de que todos os seus passos estão a ser vigiados pelo facebook, mesmo quando não estão no site/app? Realisticamente, que percentagem da população faz a mínima ideia desta invasão de privacidade?


A mim parece-me que isto está a cair no ridículo, de tão abusivo ser, sem que nada seja feito quanto a isso. E parece-me um mal geral, não só do facebook. Mas deverá isto ser permitido? E se sim, porquê? Se comprar um vaso, também deverá vir instalado com um microfone sobre o qual ninguém me informou? A mim o que me parece é que a tudo o que se passa online é sujeito a regras completamente diferentes daquelas que se aplicam no mundo offline, mas as consequências não são necessariamente diferentes.
submitted by ShinobiKrow to portugal [link] [comments]


2018.05.28 13:19 RicardoGrilo Problemas existenciais: preciso de um website?

Coloca com frequência a questão: “Preciso de um website?”
Se a resposta é afirmativa está perante uma crise existencial do foro digital. Consegue identificar uma marca de sucesso do século XXI que não esteja online? Acabou de encontrar a solução para o seu impasse.

Preciso de um website?

#1 – O meu negócio é nacional e não vendo online
A premissa de qualquer página de Internet é gerar valor para a marca ou empresa que a detém. No entanto, os websites não têm apenas o propósito de realizar vendas.
Vantagens de ter um website
  1. Atrai novos clientes.
  2. Expande recursos.
  3. Aumenta a notoriedade.
  4. Reforça relações.
  5. Permite comunicação direta.
  6. Diversifica a proposta de valor da marca.
  7. Permite monitorizar comportamentos.
  8. Transmite credibilidade e profissionalismo.
  9. Contribui para a imagem social.
  10. Define primeiras impressões.
#2 – Tenho apenas uma micro ou média empresa
O website é um canal digital particularmente eficiente para lançar pequenas empresas e startups, sobretudo se integrada numa estratégia de inbound marketing mais alargada. Competir com empresas maiores é sempre um desafio.
A batalha de David e Golias
Na Internet, os websites com maior destaque não correspondem necessariamente a empresas de grande dimensão. A Web tem enorme potencial por agarrar e permite que pequenas e grandes empresas estejam em permanente competição.
#3 – Já tenho um página profissional no Facebook. Não chega?
Ser social é requisito obrigatório para responder à exigência dos utilizadores, cada vez mais sedentos por experiências especiais e personalizadas. A proximidade das redes sociais não pode ser substituída por nenhum outro canal digital. Tal como as redes sociais não conseguem substituir o investimento num website.
Leia também: Guia de Social Selling: os ventos de mudança chegaram à sua loja online
Entre os objetivos das redes sociais, estão as conversões para o website ou loja online, a promoção de conteúdo publicado no blog e a divulgação de campanhas de produtos ou serviços. Logo, as redes sociais têm esta função de encaminhar a comunidade para sítios pré-definidos como um website, uma landing-page, uma ficha de produto numa loja online, entre outros.
#4 – A minha empresa tem interesse em ser encontrada na Internet?
A vantagem competitiva de uma empresa já não reside na qualidade dos produtos, na política de preços ou na rapidez do serviço.
O que é ser diferente?
O apoio ao cliente, a experiência digital que proporciona, as relações que constrói e o elo entre o online e o offline são os parâmetros que hoje distinguem marcas e permitem atingir o sucesso. Preciso de um website?
A resposta começa a clarificar-se e o fantasma da crise existencial a esbater-se.
#5 – Ter um website transmite confiança?
Ainda faz compras sem pesquisar primeiro na Internet? A sua resposta é subjacente à questão colocada anteriormente e torna clara a relação entre ter um website e transmitir confiança.
Aproveite para recordar: O seu website pode ser um campeão a gerar leads
Quando procura uma empresa na Web e não encontra resultados, fica desconfiando ou é indiferente na tomada de decisão de comprar? Um website tem o papel de ser um primeiro cartão de visita da empresa e que não deve ser estático. Nunca.
#6 – Os pedidos de contacto através do website não são sempre uma perda de tempo?
Atrair, converter, relacionar e vender são quatro fases de uma pirâmide cheia de segredos. Vender é sempre o argumento para qualquer investimento. Os formulários de um website podem gerar oportunidades de negócio com grande valor e contribuir para a negociação integrativa de dados pessoais.
Humanos, bots e perigos
Existe sempre o risco de receber spam ou pedidos que não se concretizam em vendas. Todavia, ferramentas como os reCaptcha permitem proteger o website de spam e abusos.
#7 – O website da minha empresa pode ser um biscate de um amigo que tem jeito?
O website de uma empresa deve refletir a sua cultura organizacional. Certifique-se que o seu amigo tem conhecimentos suficientemente aprofundados para construir um website que é uma vantagem e não um pesadelo.
#8 – Deve ser uma prioridade?
Vender é uma prioridade do seu negócio? Não precisamos de acrescentar mais nada.

Preciso de um website?

Um website é pedra basilar para estratégias de marketing digital e social fortes, integradas no plano de negócios de empresas competitivas e sustentáveis. O foco está nos resultados. As vantagens incluem:
– Credibilidade.
– Autoridade.
– Expansão.
– Notoriedade.
– Relacionamento.
– Compromisso.
– Existência (em última instância).
Leia ainda: Rapsódia boémia: o marketing digital em Portugal é uma criação poética?

Sim!

Caso a sua empresa ainda não tenha um website, é o momento ideal para começar a cuidar da saúde digital da sua marca. O planeamento é vital e a digitalgreen pode ajudar. O percurso exige tempo, análise e estratégia. Alguns dos parâmetros a considerar:
– Para que quero um website?
– O que está a fazer a minha concorrência?
– Já defini personas?
– Qual é o design mais adequado?
– O que é que já existe e o que tem de ser criado de raiz?
– Tenho recursos internos?
As perguntam-se vão surgindo a por isso mesmo a contratação de uma agência de marketing digital pode ser a decisão mais sábia. Existem vários tipos de websites e quanto mais souber sobre cada um deles mais fácil será a escolha. Destacamos três:
  1. Site institucional.
  2. Site de página única.
  3. Site dinâmico.

Estamos aqui

Preciso de um website?
Fale connosco se estiver à procura de dar à sua marca a presença digital que merece. Desenvolvemos soluções à medida, de acordo com os mercados em que atua, o orçamento disponível e as expectativas. Os websites com a chancela digitalgreen:
– Consideram as tendências.
– Combinam design, funcionalidade e dados.
– São responsivos e mobile.
– Garantem autonomia aos proprietários / clientes.

Sente-se um extraterrestre?

Não se preocupe. Nós continuamos aqui.
submitted by RicardoGrilo to u/RicardoGrilo [link] [comments]


2017.07.04 20:21 feedreddit Cibersegurança para todos: como proteger a privacidade de suas conversas com o Signal

Cibersegurança para todos: como proteger a privacidade de suas conversas com o Signal
by Micah Lee via The Intercept
URL: http://ift.tt/2tNJqLd
Video de Lauren Feeney
O conteúdo das suas conversas – sejam elas pessoais, profissionais ou políticas – pode ser alvo da espionagem de um governo local ou estrangeiro. Além disso, o envio de uma senha ou número de cartão de crédito pelo celular também pode ser interceptado por um criminoso. Ou então você pode querer se candidatar a um emprego sem o conhecimento do seu chefe atual; discutir um assunto delicado com um advogado; conversar com amigos sobre a ida a uma manifestação, um aborto ou a compra de uma arma; enviar fotos íntimas ao seu parceiro(a) sem que ninguém as veja; ou querer manter segredo sobre um novo relacionamento no trabalho. Esses são apenas alguns exemplos de como a privacidade pode ser importante.
Felizmente, a privacidade é um direito fundamental do ser humano.
Infelizmente, a maioria das ferramentas utilizadas para se comunicar via celular – ligações, mensagens de texto, e-mails, Facebook, Skype, Hangouts etc. – não são tão privadas como poderíamos pensar. Sua operadora de telefonia, seu provedor de internet e as empresas que criam os aplicativos que você usa para se comunicar podem interceptar o que você diz ou escreve. Seus bate-papos podem ser acessados pela polícia e por agências de espionagem como a NSA. Eles também podem ser vistos por _qualquer um_que pegar e vasculhar o seu telefone. Algumas mensagens podem ser lidas mesmo com o celular bloqueado, na tela de notificações.
Mas é possível garantir a privacidade das suas conversas. O primeiro passo é instalar um aplicativo chamado Signal – e seus contatos devem fazer o mesmo. Então é só configurar o programa para bloquear as ameaças.
O Signal é fácil de usar, funciona tanto no iOS – o sistema operacional dos celulares da Apple – quanto no Android – do Google – e criptografa suas mensagens de forma que apenas você e seu interlocutor possam decifrá-las. Além disso, ele é um software de código aberto, então qualquer especialista pode verificar se o programa é realmente seguro. O Signal pode ser baixado na Play Store do Android e App Store do iPhone.
Embora o Signal seja um software muito bem feito, você precisa fazer alguns ajustes para maximizar a segurança de suas conversas. Já escrevi sobre algumas dessas configurações no ano passado, mas o programa mudou muito desde então, e talvez você não conheça algumas de suas funcionalidades mais úteis.
Vou falar sobre elas em detalhes mais abaixo – e no vídeo acima, criado por Lauren Feeney.
Para ir diretamente a um item específico, clique no link correspondente abaixo:

Recomende o Signal a seus amigos

Você só pode enviar mensagens criptografadas e fazer ligações protegidas para outros usuários do Signal. Não adianta instalar o programa e continuar usando torpedos não criptografados para se comunicar. Faça com que seus amigos também instalem o aplicativo.
Se você é um ativista, recomende o Signal aos participantes da próxima reunião ou manifestação; se é jornalista, fale com suas fontes e editores; se está se candidatando a algum cargo político, use o Signal para se comunicar com sua equipe de campanha.

Bloqueie seu telefone

O Signal usa uma rigorosa criptografia de ponta-a-ponta, que, quando verificada, impede que o conteúdo das mensagens seja decifrado por um intermediário, como os criadores do Signal, operadoras de telefonia, provedores de internet – ou pela NSA e outras agências de espionagem que coletam dados em massa na internet.
Mas a criptografia do Signal não pode impedir que alguém pegue o seu telefone e abra o aplicativo para ler suas mensagens. Para isso, é preciso bloquear o acesso ao telefone com uma senha ou outra forma de autenticação. Você também deve habilitar a criptografia de dados do aparelho e atualizar o sistema operacional e aplicativos com frequência, pois isso dificulta consideravelmente a ação dos hackers.
No Android:
No iPhone:

Oculte as mensagens do Signal na tela de bloqueio

A criptografia do Signal será de pouca serventia se outras pessoas puderem ver as mensagens que você recebe na tela bloqueada do seu celular. Se o seu telefone costuma estar ao alcance de pessoas que não deveriam ler suas mensagens – colegas de quarto, colegas de trabalho e seguranças de aeroporto, por exemplo – desative a pré-visualização de mensagens do Signal na tela de bloqueio do telefone.
À esquerda, notificação do Signal em um iPhone bloqueado. À direita, notificação do Signal em um Android bloqueado.
Siga estes passos para desativar as notificações do Signal:
No Android:
No iPhone:
À esquerda: notificações do Signal oculta em um iPhone bloqueado. À direita: notificação do Signal oculta em um Android bloqueado.

Não guarde suas mensagens para sempre

Quando uma mensagem criptografada é enviada pelo Signal, apenas dois dispositivos guardam cópias do texto trocado: o seu celular e o do destinatário. Diferentemente de outros aplicativos de troca de mensagens, o servidor do Signal nunca tem acesso às mensagens, e os conteúdos criptografados permanecem online por muito pouco tempo. Isso significa que, quando você apaga uma mensagem do seu telefone – e o destinatário faz o mesmo – esse conteúdo deixa de existir. É uma boa ideia apagar seu histórico de mensagens frequentemente, principalmente quando se trata de conversas confidenciais. Dessa forma, se o seu telefone for vasculhado, as conversas de um ano atrás de que você nem se lembrava – e aquela conversa confidencial da semana passada – não serão encontradas.
O Signal permite programar a exclusão de mensagens depois de um certo tempo (entre cinco segundos e uma semana), tanto do telefone do remetente quanto do destinatário. Essa função se chama “Mensagens efêmeras”. Porém, nada impede que o seu interlocutor grave as mensagens antes que elas sejam excluídas – por meio de captura de tela, por exemplo.
Se você costuma mandar mensagens confidenciais para amigos ou grupos do Signal (vou falar sobre grupos mais adiante), recomendo ajustar a exclusão programada das mensagens para uma semana depois de lidas. Você também pode ativar as “mensagens efêmeras” para um contato e logo depois desativá-las, o que pode ser útil para o envio de uma senha, por exemplo.
No Android:
No iPhone:
Neste exemplo, as mensagens desaparecerão depois de cinco minutos.
Você também pode apagar manualmente mensagens individuais – ou mesmo conversas inteiras – do seu telefone. Mas você não pode, é claro, apagá-las do telefone do destinatário; isso só é possível com a opção “Mensagens efêmeras”.
No Android:
No iPhone:

Como enviar e receber fotos e vídeos privados

O Signal facilita o envio de fotos e vídeos criptografados – inclusive _gifs_animados. Quando estiver conversando com alguém, basta dar um toque no clipe de papel para abrir sua coleção de fotos ou acessar diretamente a câmera do celular.
O Signal também tem outro dispositivo de segurança: as fotos e vídeos gravados a partir do próprio aplicativo não são salvos automaticamente na memória do telefone. Da mesma forma, as fotos e vídeos que você receber também não serão gravados automaticamente. Se você quiser adicionar uma foto à coleção do celular, basta dar um toque longo na foto e salvá-la.
Por que isso é importante? Muitas pessoas sincronizam automaticamente fotos e vídeos com serviços de armazenamento em nuvem como iCloud, Google e outros. Elas também costumam permitir que aplicativos como Facebook e Instagram tenham acesso à galeria de imagens do telefone. Por mais cômodo que seja, isso significa que o provedor do serviço de armazenamento em nuvem também terá acesso às suas imagens, podendo entregar os dados a terceiros, como uma agência governamental. Da mesma forma, suas imagens podem ser acessadas por hackers, como em 2014, quando fotos de celebridades nuas foram publicadas na internet depois de um ataque a suas contas no iCloud.
Portanto, se você fotografar um documento confidencial para um jornalista – ou tirar uma _selfie_sensual para o(a) namorado(a) –, envie as fotos diretamente pelo Signal, que é capaz de criptografar uma imagem da mesma forma que uma mensagem de texto.

Como criar grupos de discussão seguros

Para mim, uma das funcionalidades mais úteis do Signal é a possibilidade de criptografar uma conversa em grupo. Qualquer pessoa pode criar um grupo no Signal e adicionar quantas pessoas quiser; as mensagens de todos os membros serão criptografadas. Assim como nas conversas individuais, você pode habilitar a exclusão programada de mensagens, fotos e vídeos. Veja alguns exemplos de situações em que os grupos do Signal podem ser úteis:
Veja como usar os grupos do Signal:
No Android:
No iPhone:
Os grupos do Signal são úteis, mas não são perfeitos. Os problemas podem ser resolvidos em versões futuras, mas, por enquanto, são os seguintes:

Como fazer chamadas de voz e vídeo seguras

Além de permitir o envio de mensagens de forma segura, o Signal também pode ser usado para fazer ligações criptografadas de voz e vídeo. Basta selecionar o ícone de telefone para ligar para um contato. Trata-se de uma ligação telefônica normal, mas com a segurança da criptografia de ponta-a-ponta. Para iniciar uma chamada de vídeo, toque no ícone de câmera durante a ligação para ativar a câmera – simples assim.
Durante uma chamada de voz ou vídeo, seu interlocutor pode ver o seu endereço IP, o que pode ser utilizado para determinar a sua localização. Na maioria das vezes isso não importa, mas às vezes pode ser um problema – se você não quiser revelar de que país está ligando, por exemplo. Nesses casos, é possível redirecionar a ligação através dos servidores do Signal, fazendo com que o único IP visível no outro lado da linha seja o do próprio Signal. Essa função diminui ligeiramente a velocidade da conexão, o que pode reduzir a qualidade da ligação. Veja como habilitá-la:
No Android:
No iPhone:

Como enviar mensagens sem adicionar o destinatário aos contatos

A maioria das pessoas sincroniza seus contatos com o iCloud, Google, a empresa em que trabalham ou outros serviços de nuvem. Isso é muito conveniente; se você perder o telefone e comprar um novo, poderá recuperar seus contatos. Porém, isso quer dizer que sua lista de contatos pode ser acessada pelos provedores do serviço de sincronização, que, por sua vez, podem fornecer os dados para a polícia ou agências governamentais.
Você pode querer conversar com certos contatos de maneira segura, mas sem adicioná-los à sua lista de contatos. Por exemplo, se você quiser vazar uma informação para um jornalista sem ser investigado por isso, é melhor não salvar o número do repórter na nuvem.
O Signal permite que você converse com pessoas que não estão na sua lista de contatos. Para fazer isso, abra o aplicativo, selecione o ícone de caneta para iniciar a conversa e digite o número de telefone no campo de busca. Se a pessoa em questão for usuária do Signal, você poderá trocar mensagens criptografadas com ela sem ter que adicioná-la aos seus contatos.

Use números de segurança para se proteger de ataques

Esta seção pode parecer um pouco confusa – o funcionamento da criptografia é uma coisa meio complicada mesmo. Mas o mais importante aqui é aprender como verificar os números de segurança.
Mais acima, eu disse que o Signal garante a privacidade das suas conversas quando devidamente verificado. Para usar o Signal corretamente, é preciso verificar se suas comunicações não estão sendo interceptadas em um ataque man-in-the-middle.
Um ataque man-in-the-middle(“homem no meio”, em tradução literal) acontece quando duas pessoas – Alice e Bob, por exemplo – pensam que estão conversando diretamente uma com a outra, mas, em vez disso, tanto Alice quanto Bob estão conversando com um intermediário, que intercepta tudo o que está sendo dito. Para proteger totalmente as suas conversas, é preciso verificar se a troca de informação criptografada está sendo feita diretamente com seus contatos, e não com algum impostor.
Você tem um “número de segurança” em comum com cada contato do Signal. Por exemplo, Alice tem um número de segurança em comum com Bob e outro com Charlie. Quando Alice liga para Bob, se o número de segurança que aparecer no celular de ambos for igual, isso significa que a conexão é segura. Porém, se os números forem diferentes, tem alguma coisa errada; talvez Alice ou Bob estejam vendo o número de segurança que têm em comum com o interceptador, o que explicaria a discrepância.
É improvável que alguém tente atacar a sua conexão _na primeira vez_que você entrar em contato com um amigo. Por isso, o Signal considera como seguro o primeiro número de segurança atribuído para cada contato. Mas, se o conteúdo da conversa for confidencial, é melhor confirmar assim mesmo.
Para verificar a integridade da criptografia, acesse a tela de verificação da seguinte forma:
À esquerda: tela de verificação do número de segurança no iPhone. À direita: tela de verificação do número de segurança no Android.
Existem algumas maneiras de verificar com um amigo se seus números de segurança são iguais. A mais fácil é presencialmente, juntos no mesmo lugar, mas também é possível fazê-lo à distância.
Como verificar um contato presencialmente
Se você puder se encontrar com seu contato, basta escanear o código QR (um código de barras quadrado) dele. No Android, toque no círculo com o código para escanear; no iPhone, selecione o ícone “Escanear código”. Aponte a câmera para o código QR de seu amigo: se o processo for completado normalmente, isso significa que a criptografia é segura.
Como verificar um contato à distância
Se vocês não puderem se encontrar pessoalmente, é possível verificar os números de segurança à distância, embora o processo seja um pouco trabalhoso.
Você e seu contato devem enviar o número de segurança por meio de um canal externo – ou seja, por fora do Signal. Envie uma mensagem no Facebook, Twitter, um e-mail ou faça uma ligação telefônica – ou então use outro aplicativo de mensagens criptografadas, como WhatsApp ou iMessage. Se estiver realmente preocupado com uma possível interceptação, recomendo fazer uma ligação; se você conhece a voz do seu contato, é muito difícil alguém se fazer passar por ele.
Quando seu contato receber seu número de segurança, ele deverá acessar a tela de verificação e comparar – algarismo por algarismo – o que você enviou com o que ele está vendo. Se os números forem idênticos, a conexão é segura.
Tanto no Android quanto no iPhone, você pode tocar no botão de compartilhamento na tela de verificação para enviar o número de segurança via outros aplicativos ou copiá-lo para a área de transferência do telefone.
Verifique novamente contatos que trocarem de telefone
De vez em quando, você pode ver a seguinte mensagem no Signal: “Número de segurança modificado. Toque para verificar.” Isso pode signifcar uma das duas seguintes possibilidades:
  1. Seu contato instalou novamente o Signal, provavelmente por ter comprado um novo telefone.
  2. Alguém está tentando interceptar suas conversas.
A segunda alternativa é menos provável, mas a única maneira de ter certeza é verificar novamente o número de segurança com o seu contato.

Como usar o Signal no seu computador

Embora seja necessário instalar o Signal no celular para começar, também é possível instalar o aplicativo no seu computador. O programa não tem todas as funcionalidades da versão para celular – ainda não é possível fazer chamadas ou modificar grupos –, mas pode facilitar muito a vida de quem usa o Signal. Principalmente se, assim como eu, você passa o dia inteiro na frente do computador e precisa do Signal para trabalhar.
Trata-se de uma extensão para o navegador Chrome. Ou seja, primeiro é preciso instalar o Chrome no seu computador. Só então você pode baixar o Signal na Chrome Web Store. Ao executar o programa pela primeira vez, siga as instruções na tela para conectá-lo ao Signal do seu smartphone.
No entanto, instalar o Signal no seu computador proporciona mais uma possibilidade de ataque e interceptação de dados. Quando você usa o Signal apenas no telefone, se alguém quiser ler suas conversas, ele terá que hackear o seu celular. Mas se você também usa o aplicativo no computador, um hacker pode atacar _tanto o seu telefone quanto o seu computador_– o que for mais fácil. Por causa das diferenças na arquitetura dos sistemas operacionais de celulares e computadores, o mais provável é que o seu computador seja o alvo mais fácil.
Além disso, seus dados do Signal são armazenados de forma mais segura no telefone. No Android e no iOS, suas mensagens – e chave criptográfica – são armazenadas pelo próprio Signal, e outros aplicativos não têm acesso a elas. Já no Windows, MacOS e Linux, esses dados são guardados em uma pasta do seu disco rígido, e praticamente _todos_os seus aplicativos têm acesso a ela. Portanto, em certas situações, talvez o mais prudente seja não instalar o Signal no computador.
Tradução: Bernardo Tonasse
The post Cibersegurança para todos: como proteger a privacidade de suas conversas com o Signal appeared first on The Intercept.
submitted by feedreddit to arableaks [link] [comments]


2017.01.21 09:02 LZBr Embarco em uma viagem sozinho?

(Por questões de privacidade não irei entrar em muitos detalhes em alguns assuntos, mas se alguém achar que alguma informação seria útil para algo, eu posso dar uma revisada)
Moro em uma cidadezinha no interior (bem cidadezinha mesmo) de SC, tenho 21 anos e ainda não entrei em uma faculdade. Terminei o colégio, passei em uma faculdade, mas por ser longe de casa (500km) resolvi esperar mais um ano (que acabaram virando 2) e tentar novamente.
Sou o típico "anti-social" atual, não curto sair em festas, sociais e etc, no máximo algo em família e ainda assim, raramente. Passo boa parte do tempo em frente ao PC (felizmente na maioria das vezes fazendo algo (que eu creio ser) produtivo, não apenas jogando). Atualmente meu mundo gira basicamente em: acordar, trabalhar (no PC), meus projetos (no PC), jogaassistir algo (no PC) e dormir.
Minha infância considero que foi "normal", ainda que sempre fui desse jeito. Festinhas na escola me deixavam nervoso, gincanas e campeonatos eram um saco. E isso continuou até a adolescência, se fui em um ou dois churrascos/festas com amigos foi muito. Nunca fumei (e nem pretendo), nunca ingeri uma gota de álcool até hoje. Mantenho contato com 1 ou 2 amigos (verdadeiros) da época de escola. Praticamente nunca tive um relacionamento. Não tenho muito problema em me socializar profissionalmente, na verdade até prefiro dessa maneira. Sempre preferi conversar mais com adultos do que pessoas da minha idade. Grande parte disso tudo, creio que tenha sido pelo modo como fui criado, pais super protetores, sempre perto e cuidando de tudo (até demais). Além do que, morar em uma cidade pequena, é difícil achar pessoas que curtem as mesmas coisas e assuntos que você.
Resumindo, sempre fui meio isolado, quase sempre por opção e eu me sentia (e me sinto ainda) bem com isso. Mas ultimamente eu ando querendo mudar isso um pouco.
Antes de terminar o colégio, montei o meu primeiro PC para jogos (que até então nunca tinha tido nem mesmo um console, com exceção daqueles "PolyStations" e um PC que mal rodava CS 1.6). Tempo vai e tempo vem, a gente começa a participar de comunidades, grupos, Skype, TS e etc. Com a conectividade hoje em dia, de tantos grupos, comunidades, pessoas de diferentes lugares, pensamentos, gostos e etc a gente acaba encontrando pessoas que pensam parecido conosco, e com isso acabei criando algumas amizades que considero extremamente verdadeiras, pessoas (da minha idade) que curtem as mesmas coisas, assuntos, pensam parecido e etc, e que eu tenho mais vínculo, contato, consideração e confiança do que meus ex-colegas de escola e amigos daqui da cidade. Conheço alguns deles já fazem quase 3 anos e de 2 anos pra cá nós nos falamos todos os dias (literalmente todos os dias, nesses 2 anos (que mais parecem 10) não houve um único dia que não teve um "Bom dia", "o que estão fazendo" ou algo do tipo), jogamos toda semana, jogamos conversa fora, conversamos sobre problemas pessoais e etc e nos entendemos uns aos outros, ou seja, são com aquelas pessoas que eu sinto que quero estar e que deveria ter crescido junto. Sempre nós comentávamos que um dia precisaríamos nos conhecer pessoalmente, bater um papo e se divertir um pouco.
Provavelmente irei pra faculdade esse ano, sinto que talvez não estaria preparado para morar sozinho, ser independente e etc sendo esse expert social que sou atualmente. Foi então que me surgiu uma ideia de um tratamento de "choque". Final de Janeiro terá a Campus Party em SP, um evento que eu sempre sonhei em ir, não só pela diversão mas por algumas palestras que são muito interessantes e relacionadas com os meus projetos. Esses amigos já me chamaram (e foram) na Campus de 2016 e me chamaram novamente esse ano. Foi ai que eu associei tudo: eu estaria realizando um sonho indo na CP; estaria indo conhecer outros estados e lugares (até hoje só saí do estado para visitar uns parentes no PR); conhecer pessoalmente meus amigos; sem falar nas experiências únicas que isso pode me trazer pessoalmente (até hoje nunca fui nem para a cidade vizinha sozinho) e profissionalmente. Apesar de ser uma viagem relativamente longa (+- 700km, quase 11h de ônibus), seria "tranquila" (no máximo uma ou duas trocas de ônibus), embarcar em SC e desembarcar à 5km do Anhembi. Já estaria combinado com alguns amigos lá, de me buscarem na rodoviária (por morar em cidade pequena, comparado com SP, a chance de se perder é enorme) ou então Taxi/Uber estão ai pra isso. Se for o caso, é possível ir até mesmo de avião (que talvez seria até melhor, nenhuma conexão, voo direto). Sempre mantendo contato em casa, com 3G/4G e um celular decente, kilometros viram milissegundos. Apesar de ser esse "desastre" social, sei me virar quando preciso, tenho consciência de certo e errado, sei até onde posso ir e etc, sou anti-social mas não um inválido (inexperiente e de responsabilidade duvidosa por outro lado...). Hoje em dia mantendo celular com internet e bateria, cartão/dinheiro e documento no bolso, você consegue ir pra qualquer lugar. (Lógico que tomando algumas precauções: separando dinheiro e cartão entre carteira/mochila/mala, preferir andar com cópia autenticada dos documentos e etc. Ou seja, celular, dinheiro e documento, você pode até perder um ou dois (mas não os três) que você ainda estará "tranquilo").
Já falei sobre isso com meus pais, achei que precisaria ser mais convincente mas até que me apoiaram bem, apesar de ser uma família "conservadora", do interior e acharem coisa de outro mundo você conhecer alguém online e acharem que toda pessoa que você conhece são sequestradores/ladrões de órgãos atrás de uma vítima. Acham sim que estou meio imaturo ainda para fazer isso (e até eu concordo com isso), mas caso eu insista eles acabam liberando sem problemas.
Só que o problema nem é com eles, apesar de estar animado para ir é impossível não ficar assustado e com um pé atrás (ou até os 2) sobre isso. Tudo isso não passa de uma possibilidade, nada confirmado e eu já estou ansioso como se fosse embarcar amanhã. Só que lá no fundo, bem lá no fundo, debaixo de toneladas de medo, apavoramento, ansiedade e inexperiência, eu sinto que se eu não fizer isso eu sempre serei desse jeito, nunca conseguirei ser totalmente independente, "me virar" no mundo lá fora e com isso trazer várias complicações, até mesmo para o nível profissional futuramente.
A viagem em si está todo planejada, avião/ônibus (itinerário pronto, nos dois casos), hospedagem (na própria CP e alguns até ofereceram a casa pra eu ficar e etc, além de que em ultimo caso qualquer hotel com uma cama é suficiente), orçamento feito incluindo comida, mantimentos, gastos extras e emergências, plano de saúde com cobertura nacional, seguro-viagem, internet banking no celular pronto pra qualquer transfêrencia/transação que possa ser necessária, cartões liberados, irei providenciar dados de contato/emergência e etc, ou seja, pronto para tudo o que é previsto e até para alguns imprevistos. Com dinheiro, comunicação, mantimento e informação, na maior cidade do País, só não teria como dar jeito na morte (hu3hu3).
Pontos negativos: Ir sozinho, nunca andei de avião (tem mais essa), ir pra um lugar que eu nunca fui (street view não conta), conhecer gente que eu nunca vi pessoalmente.
Pontos positivos: Ir sozinho (criar coragem), nunca andei de avião (primeira vez), ir pra um lugar que eu nunca fui (novos lugares para se conhecer), conhecer gente que eu nunca vi pessoalmente (e muito provavelmente fortalecer amizades incríveis).
Ou seja, tem tudo para ser uma experiência única, tanto para o lado bom quanto para o lado ruim.
Continuo em minha zona de conforto (sabe-se lá até quando) ou fecho os olhos, ignoro o medo, jogo tudo pra cima e vou, esperando que isso possa trazer algo de bom?
Está tudo em cima da hora, o tempo está passando e está nas minhas mãos decidir se eu vou ou não, e agora?
submitted by LZBr to desabafos [link] [comments]


'Mooji, Como Pode um Relacionamento Não Ser Pessoal?' Relacionamento #GiResponde Episódio 19 - YouTube Retiro GOBAM 2020 - Pregação 3 – CURA DE RELACIONAMENTOS PESSOAIS INTELIGÊNCIA EMOCIONAL NOS RELACIONAMENTOS PESSOAIS E PROFISSIONAIS Video #14 Necessidades Pessoais nos Relacionamentos Coaching de Vida nos Relacionamentos Pessoais - Isabela Cenachi Pesce Relacionamentos pessoais: como eles apontam para nossa postura com cães. Nossos relacionamentos pessoais - Robinson Grangeiro ENEM 2019 Um aplicativo de relacionamentos funciona da ... MELHOR SITE DE RELACIONAMENTOS (grátis) - YouTube

Dicas para Encontros Pessoais de Namoros Online

  1. 'Mooji, Como Pode um Relacionamento Não Ser Pessoal?'
  2. Relacionamento #GiResponde Episódio 19 - YouTube
  3. Retiro GOBAM 2020 - Pregação 3 – CURA DE RELACIONAMENTOS PESSOAIS
  4. INTELIGÊNCIA EMOCIONAL NOS RELACIONAMENTOS PESSOAIS E PROFISSIONAIS
  5. Video #14 Necessidades Pessoais nos Relacionamentos
  6. Coaching de Vida nos Relacionamentos Pessoais - Isabela Cenachi Pesce
  7. Relacionamentos pessoais: como eles apontam para nossa postura com cães.
  8. Nossos relacionamentos pessoais - Robinson Grangeiro
  9. ENEM 2019 Um aplicativo de relacionamentos funciona da ...
  10. MELHOR SITE DE RELACIONAMENTOS (grátis) - YouTube

Relacionamentos pessoais são projetados por Deus. Eles alcançam os lugares em que outros relacionamentos não conseguem alcançar e expõem seus medos mais profundos... Desta vez falamos sobre as necessidades pessoais nos relacionamentos e do quanto é fundamental mantê-las. Alimentar e cuidar do 'Eu', permite-nos cuidar do 'Tu' e criar e cuidar de um ... VISITE Site de relacionamentos grátis: https://qualsitedeencontros.com.br/visite/relacionamento/ Facebook:https://www.facebook.com/ingred.castro.543 E-mail:c... INTELIGÊNCIA EMOCIONAL NOS RELACIONAMENTOS PESSOAIS E PROFISSIONAIS Fim do MiMiMi. ... Se você deseja adquirir o programa CURA DOS RELACIONAMENTOS. Segue link de compra por 10 x R$ 39,70 ... ATENDIMENTO ONLINE por Vídeo Conferência, ACESSE - https://isabelacoach.wordpress.com/atendimento/ . Os Desafios dos Relacionamentos Pessoais e o Coaching - ... Relacionamento #GiResponde Episódio 19 - No #giresponde de hoje falei sobre relacionamentos e responde segundo o olhar da psicologia e também sobre a minha ó... Retiro GOBAM 2020 TEMA: ATITUDE! - Amar o Deus. Fazer o Bem. Ser a Diferença. Pregação 3 – CURA DE RELACIONAMENTOS PESSOAIS - Dia 11/07/2020 “Saber que precisamos uns dos outros, sozinho ... Relacionamentos pessoais: como eles apontam para nossa postura com cães. ... Onde encontrar material online educativo sobre treinamento de cães: https: ... ASSISTA MAIS: http://bit.ly/PNO-YOUTUBE SIGA NOSSO PERFIL no Instagram: http://bit.ly/PNO-INSTAGRAM Tem uma dúvida? Envie em http://perguntarnaoofende.com Qu... (ENEM 2019) Um aplicativo de relacionamentos funciona da seguinte forma: o usuário cria um perfil com foto e informações pessoais, indica as características ...