Tempo para casais

O Curso para Casais (Ela & Ele), é uma série de sete sessões, pensadas para todos os casais que desejem passar tempo juntos num espaço acolhedor e investir numa relação sã e duradoura. 25 Temas para encontro de casais e mensagem para quem vai fazer encontro de casal. Os famosos encontros casais com cristo. Confira algumas sugestões de temas para casal evangelico, palestra, roteiro, acampamento de casais, dinamica, liturgia e outras atividades. O número de casais que dizem não ter tempo um para o outro é incrível. E, além disso, eles confundem o tempo do casal com o tempo que passam com seus filhos. Atenção para isto: o tempo com as crianças é muito importante, mas é chamado de “tempo para a família”. O tempo do casal é, em vez disso, um tempo de qualidade entre os dois. Para testar este efeito, os pesquisadores do Texas se uniram a Eli Finkel, professor de psicologia na Universidade de Northwestern, também nos EUA, em um estudo de casais que foi publicado em julho na revista “Psychological Science”. Alguns dos casais estavam casados há cinco décadas; outros estavam namorando há apenas alguns meses. Consulte O Tempo em Casais do Monte, Distrito de Viseu para os próximos 14 dias, previsão atualizada do estado do tempo. Temperaturas, probabilidade de ocorrência de precipitação e intensidade do... Mas ainda é possível reservar algum tempo em casa para vocês dois curtirem juntos como namorados. A psicóloga Kelifern Pomeranz recomenda que os casais reservem pelo menos uma hora por semana ... Previsão do Tempo em Casais, os próximos 14 dias, com as últimas previsões meteorológicos. Informações sobre precipitação, umidade, vento, temperatura.... 7/fev/2017 - Explore a pasta 'Linha do Tempo do Casal' de A Ana Faz no Pinterest. Veja mais ideias sobre Linha do tempo, Poster digital, Casal. Tempo em Cascais, os próximos 14 dias, com as últimas previsões meteorológicas e Meteored.com dados. Os dados do tempo: temperatura, velocidade do vento, humidade, cota de neve, pressão, etc. Cascais

A ignorância é uma bênção

2020.09.19 14:53 TezCalipoca A ignorância é uma bênção

A ignorância é uma bênção. Não sei se alguém já cunhou essa frase antes, mas cada vez mais consigo perceber o quão verossímil ela é.
Não me refiro a ignorância bruta, à forma humana agressiva e violenta, de tratar das coisas sem conhecimento. A ignorância de não saber o que aconteceu com o computador e tentar consertar através de golpes na máquina. A ignorância de um homem que é incapaz de compreender a liberdade e a independência de uma mulher e com isso, parte para agressões, como maneira de justificar a posição superior que supõe estar.
Falo de uma ignorância intelectual. De uma falta de interesse sobre o mundo. Até mesmo de uma falta de ambição. Uma despreocupação com o futuro, com o que se passa em Brasília, com qualquer outra coisa que não seja o agora. Grande parte da população brasileira (quiçá latino-americana) se encontra nesse âmbito da ignorância.
Essas pessoas não possuem grandes metas de vida. Normalmente, no caso masculino, a grande preocupação, o grande sonho, é possuir um carro. Não precisa ser um carro completo, não tem problema pagar 72 prestações de R$500,00. O importante é ter um carro para chamar de seu, que possa usar nos fins de semana, ou quando quiser “dar uma banda”, como se diz por esses rincões gauchescos.
Até mesmo o carro pode ser algo simples. Afinal, o Gol caixa de 1992 é estiloso. Esses homens, que denomino aqui como ignorantes (e veja bem, não me cancele antes de entender o significado e a razão pela qual uso dessa nomenclatura!) almejam, simplesmente, um carro. Trabalham suas oito horas por dia em fábricas, lojas, mecânicas, eventualmente escritórios, com seu salário em torno de R$1.700,00 por mês. Não precisam de mais do que isso. É o suficiente para pagar as prestações do financiamento, os boletos de água, luz, internet e da TV a cabo que não usa. Até consegue fazer sobrar um dinheiro para sair beber uma cerveja com os amigos no fim de semana, ou ir em uma “baladinha pegá as mina”. Ou para tornar esse texto mais próximo da minha realidade geográfica, “pra pegá muié”.
Qual é a meta desses homens, após conseguir seu carro? Investir em uma educação, para poder ter um emprego melhor e que lhe seja mais aprazível? Preparar-se para viajar para lugares diferentes do mundo? Abrir um empreendimento? Não. O homem ignorante não tem ambição, não tem a capacidade de planejar. Para ele, alcançado o seu sonho de ter um carro com 24 anos de idade, é hora de seguir com a vida.
Muitos passam mais alguns anos usando o salário para fazer investimentos. Mas não em ações, negócios ou educação. Investimento no carro. Rodas, som, estofamento de couro, qualquer coisa é suficiente para que o homem ignorante queira usar seu suado dinheiro para fazer seu Kadett 1988 ficar mais atraente, mais potente, mais bonito. Outros homens, porém, não sentem tanta atração assim pelo seu carro. Que fazem então com seu salário? Usam com sua namorada.
A namorada. A mulher. Todo homem ignorante quer ter uma companheira. Não significa que ele seja fiel a ela, ou que ele a ame de verdade. O mesmo talvez seja verdade para com a mulher. O homem ignorante quer uma mulher porque para ele, somente assim ele poderá ter uma família. Mas que tipo de mulher iria se interessar por esse tipo de homem?
A resposta é muito simples. A mulher ignorante. Assim como sua contraparte masculina, ela também não tem ambição, não tem metas, não tem planos. Findo o Ensino Médio, com sua gloriosa festa de formatura, momento mais alto de sua vida, onde está embebida do carinho (nem sempre verdadeiro) de suas amigas. Onde recebe elogios pelo simples fato de respirar. Onde sente que alcançou uma conquista deveras relevante – e que talvez realmente o seja, se considerarmos o contexto da mulher ignorante.
Após esse apogeu da sua juventude, a mulher ignorante segue o mesmo caminho do homem ignorante. Algum trabalho simples, com pouco esforço intelectual, em lojas, supermercados, eventualmente como secretárias ou recepcionistas. Ninguém quer lhe oferecer uma função melhor. Ela não quer uma função melhor.
Qual o sonho dessa mulher ignorante? Ao contrário do homem, não é algo que se materializa em um carro. É algo maior: uma família. Em cidades interioranas, a forte presença de ideários machistas ainda faz as mulheres sonharem em ter um casal de filhos e um marido, em um casamento onde dificilmente haverá amor. Mais justo dizer que há uma obrigação nesse casório. Não querem ter suas vidas, seus sonhos, seus projetos. Querem apenas um lar para cuidar.
É nesse momento que os dois ignorantes se encontram e assim, dão início a sua longeva vida como casal. Talvez se conheçam em uma festa genérica. Talvez se conheçam nas redes sociais, com uma conversa genérica. Talvez sejam apresentados por amigos em comum, também genéricos. Independente de tudo, os ignorantes se encontram e começam sua vida ignorante de maneira conjunta.
Aos poucos os filhos nascem. Normalmente os ignorantes querem um casal de crianças, para que o guri seja educado pelo pai e a guria pela mãe. Assim como seus progenitores, esses pequenos também serão ignorantes, também herdarão essa falta de ambição, de visão, de planejamento.
Mas não vamos nos adiantar. Antes, vamos analisar o casal ignorante. Muitas vezes as amarras machistas se mantem nesses casais, onde a mulher assume o papel de dona-de-casa, como isso função natural feminina. Mas existem casos – muito mais movidos pela necessidade material – onde ambos trabalham. De qualquer forma, a rotina da família é sempre a mesma. As crianças estudam, pai e mãe trabalham. Às vezes há a visita de familiares, primos e tios igualmente ignorantes. As férias, no máximo, consistem em viajar para uma praia. E durante todo o tempo, a família ignorante vai para a mesma praia e faz a mesma coisa. Sentam-se na areia olhando para o nada, bebendo cerveja e mexendo no celular. As crianças, como lhes é próprio da infância, aproveitam para brincar no mar. A imaginação faz com que qualquer grão de areia possa ser único e divertido à sua maneira.
Mas as crianças viram adolescentes. Adolescentes ignorantes. Não há um interesse em estudar, a maior preocupação são as fofocas dos amigos (e dos inimigos) e dar uns beijos, eventualmente. Pai e mãe não fazem essa cobrança dos estudos. Afinal, única coisa que importa é passar de ano. Para que exatamente, não se sabe, mas é importante.
Durante toda essa existência familiar, esse homem, essa mulher e essas crianças ignorantes não almejam nada que esteja fora do alcance. Talvez não saibam da possibilidade disso. São facilmente maleáveis pelos fluxos constantes da sociedade, em suas vertentes sociais e políticas. O pai não entende nada de economia, mas sempre dá sua opinião infundamentada sobre alguma coisa. Normalmente leva em conta o que alguém lhe disse em uma mesa de bar. A mãe, se quer se preocupa com esses assuntos. À mulher ignorante lhe interessa apenas a fofoca, a intriga, os assuntos mundanos próximos da sua realidade. O arroz está caro? Que pena, mas sabia que a tia da Neusa, que era casada com o Robson, agora se casou pela terceira vez, dessa vez com um paranaense?
E os adolescentes ignorantes? São esponjas de ondas políticas e sociais, nem sempre com boas intenções. Quantos por aí sequer abriram um livro na vida? Não possuem nenhum senso de cultura a não ser aquilo que a massa consome. Tom Jobim? Legião Urbana? Djavan? O que lhes interessa é o MC alguma coisa, a dupla sertaneja de nomes genéricos, no máximo alguma cantora pop de renome internacional, como uma Anitta.
Ainda assim, essas pessoas são felizes. A maior preocupação é o entretenimento. O homem ignorante só quer sair nos fins de semana com seus amigos beber cerveja, comer carne e assistir ao jogo de futebol. Mesmo depois de casado, sua maior preocupação continua sendo o futebol e uma eventual bebedeira com seus amigos. A mulher ignorante, mais limitada ainda, só se preocupa com a vida dos outros. Nada lhe deixa mais feliz do que se reunir com suas amigas para conversar sobre a vida das vizinhas. Não há satisfação maior na vida.
E aqui venho novamente dizer que a ignorância é uma bênção. Por quê?, talvez você me pergunte. Afinal, após toda essa crítica a esse lifestyle dos ignorantes, como posso afirmar que isso é uma bênção?
Certa manhã, estava eu, estudando, como tenho feito nos últimos meses. Após estudar o que havia planejado, decido ouvir um pouco de música. Minha criação não foi a mesma de uma pessoa ignorante. Desde criança, minha mãe sempre me incentivou a estudar. Quando eu tinha cinco anos, ela me comprou uma Revista Recreio. A partir daí, desenvolvi um grande interesse pela leitura, pelo conhecimento. Paleontologia, arqueologia, história, até mesmo a criação geológica do planeta, tudo isso me fascinava e me instigava a ir atrás de explicações, de respostas.
Mas estou divagando. Voltemos à música. Meu gosto musical, não sei como foi desenvolvido, mas é um tanto, digamos exótico. Sou um grande aficionado por estilos musicais que não são muito ouvidos pelos rincões do Rio Grande do Sul, onde vivi minha adolescência e meus primeiros anos como adulto. Tango, salsa, jazz, blues, bossa nova, só para mencionar alguns. É claro, não quero dizer que sou um erudito, até porque também gosto de ouvir estilos musicais mais populares.
O ponto que quero tratar aqui, é que nessa manhã, após os estudos, decido ouvir um tango, enquanto me arrumava para sair. A elegância e a qualidade musical me deixaram estupefato de maneira única e logo comecei a refletir sobre meu futuro e como adoraria, em alguns anos, visitar novamente Buenos Aires.
Logo que penso nisso, vejo o que tenho feito da minha vida. Quantas preocupações, ânsias, tormentos não tenho passado por conta do futuro? Em pensar se terei sucesso no que almejo? Não pretendo compartilhar meus sonhos, mas com certeza é algo muito mais grandioso (é claro que é relativo, mas me refiro no sentido de esforço) do que um simples carro.
Pensar em quanto eu e tantos outros, que estão fora dessa categoria de ignorantes, se preocupam com essas questões, me deixou reflexivo. Basta ver a quantidade de pessoas ansiosas no Brasil. Ansiosas por esses mesmos temores: será que terei sucesso? Será que conquistarei o que almejo? Será que vai dar tudo certo? Preocupações essas que os ignorantes não possuem. Afinal, a cerveja da sexta-feira é garantida.
É claro, os ignorantes ainda se preocupam em quem sabe perder o emprego. Mas normalmente, seus trabalhos não requerem muito esforço. Os ignorantes só querem receber o salário, sem se preocupar em buscar uma posição melhor, uma renda melhor.
Com isso concluo que a ignorância é uma bênção. A ignorância lhe permite ter uma vida feliz. Uma vida simples, sem variar muito, mas sem dúvida feliz. Uma vida protegida das hostilidades do mundo, uma vida abençoada, pela ignorância. Através desse véu que ilude e que engana, os ignorantes são satisfeitos.¹
¹É claro que existem inúmeras questões sociais em torno do que compõe os ignorantes. Educação fraca, ausência de ações sociais, pobreza, enfim. Mas o propósito desse devaneio, não é questionar esses problemas, ou sequer apontar as consequências dessa ignorância intelectual. É refletir sobre como a vida é simples para aqueles sem conhecimento. Se você considera como boa, ou ruim, depende de você.
submitted by TezCalipoca to desabafos [link] [comments]


2020.08.20 21:37 boaconversa Culpa pós fim de relacionamento

Os términos de relacionamentos em geral, podem gerar culpa entre os casais e serem muito dolorosos na vida do indivíduo. Aprenda a lidar com isso antes que se perca pelos pensamentos negativos. A culpa pode te levar para um inferno emocional, um negativismo interno que impossibilita o pensamento racional. Quem sente culpa sofre muito e pede perdão a todos, mas não consegue perdoar a si mesmo.
A culpa surge de algo que não foi tratado ou corrigido. Se você fez algo que se recusou a reconhecer como prejudicial ao relacionamento, será muito doloroso depois. A maioria de nós nunca acredita que tenha feito algo errado. Pensamos que todos nossos atos foram certos, mas esquecemos de olhar com os olhos do outro. Com o tempo,podemos chegar a perceber nossos erros e então tudo se perde. Sentimentos de culpa, portanto, assumem o controle e tornam a vida muito difícil.
Solução: Faça o que eu sugiro. Faça uma sondagem interna e note como está se sentindo. Reconhecer o estado em que estamos é o primeiro passo. Reflita sobre cada detalhe do relacionamento sem perder nenhum fato marcante. Onde falhou, peça desculpas a si mesmo sem discutir. Não crie justificativas internas para seus atos, apenas os reconheça. Peça desculpas profundamente a si mesmo e depois tente esquecer tudo. Perdoe-se e siga em frente com sua vida. Dessa forma, você evitará muitos sentimentos de culpa que podem surgir mais tarde. Aja agora e mude o curso da sua vida.
submitted by boaconversa to u/boaconversa [link] [comments]


2020.08.15 21:11 Lin0x_11 Crianças e suas verdades!

Olá turma, editores e Luba tudo bem?
Vou contar uma história que aconteceu comigo que só descobri agora quando falava com a minha mãe! Com os meus 3 anos de idade eu fui para praia, conhecer o mar junto com a minha mãe e a amiga dela, do lado da gente tinha dois casais que estavam conversando. Até que as duas mulheres do casal decidiram ir para água, e eu não parava de olhar para elas pois o tamanho delas era muito grande. Derepente os maridos chamaram elas para comer, elas voltaram correndo do mar e eu fiquei observando os movimentos delas, até que eu decidi gritar pra praia INTEIRA: "Mãe, olha o tamanho delas! Elas são muito enormes!". Todo mundo que olhou para mim e para elas começaram a rir, inclusive os maridos delas. As mulheres ficaram muito putas comigo, e minha mãe roxa de vergonha tentou me distrair para eu parar de gritar, mas eu continuava gritando e falando: "As barrigas delas está fazendo ondas quando andam!" E todo mundo rindo como não houvesse amanhã! Depois de um tempo as mulheres também começaram a rir! E até hoje minha mãe quando lembra disso sente uma vontade "imensa" de me afogar no mar!
submitted by Lin0x_11 to TurmaFeira [link] [comments]


2020.08.10 01:58 YatoToshiro Fate/Gensokyo Jeanne (Lancer - Alter- Lily)


https://preview.redd.it/18imf01ze2g51.png?width=350&format=png&auto=webp&s=aa332a3b4a031077b332eba41c134abfcffb0be8
A segunda geração é Alter-chan ~ 2016 Natal ~
Jeanne Alter encontra Gilles de Rais tarde da noite para falar sobre o Natal. Frustrada com o Papai Noel, ela diz a Gilles que vai roubar seu saco e distribuir os presentes antes que o Papai Noel o faça. Esse ato, ela acredita, fará as crianças e o Papai Noel chorarem. Gilles diz a ela que roubar o saco do Papai Noel será difícil, já que nenhum dos dois tem Ocultação de Presença. Em resposta, Jeanne Alter revela que Child-Gil deu a ela uma poção de invisibilidade. Enquanto estiver sob os efeitos da poção, ela roubará o saco do Papai Noel e passará a noite entregando os presentes. Assim, enquanto as crianças abrem alegremente os presentes amanhã, ela terá prazer nas lamentações de Santa Alter. Acreditando que seu plano seja perfeito, Jeanne Alter se prepara para beber a poção. Ela é cautelosa sobre beber, explicando que ela perguntou a Child-Gil sobre seu eu adulto como precaução. No entanto, apesar de seus medos, ela continua a beber a poção. Gilles aponta que ela não é invisível, portanto, Jeanne Alter acredita que Child-Gil a enganou. Mas, assim que ela se prepara para roubar a poção da invisibilidade real, ela de repente se transforma em uma criança, revelando que a poção é a Poção da Juventude. Esta versão infantil chama o plano de seu eu adulto de se tornar um malvado invisível, mas mesmo assim decide realizar seu desejo de ser o Papai Noel por respeito a esse desejo. Apresentando-se como Jeanne Alter Lily, ela anuncia que nasceu para se tornar o próximo Papai Noel. Depois que ela se chama de idiota por causa de seu plano de invisibilidade, Gilles pergunta se ela tem um plano. Alter Lily responde que ela não precisa de um plano, em vez disso, ela apenas convencerá o Papai Noel de que ela é o melhor Papai Noel. Ela então vai para o quarto do Papai Noel para fazer o que ela se propôs a fazer, mas ela é imediatamente e violentamente expulsa. Ao ouvir a comoção, Jeanne d'Arc vê Alter Lily e exige uma explicação de Gilles. Depois de obter uma explicação, Jeanne leva Alter Lily para o quarto de Ritsuka.
No quarto de Ritsuka, Jeanne explica a situação para Ritsuka, e Alter Lily se apresenta como Jeanne d'Arc Alter Santa Lily, Servo da classe Lancer. Ela então tenta e falha várias vezes em dizer seu nome mais rápido a pedido de Ritsuka, mas para quando Jeanne aponta que Ritsuka estava brincando com ela. Depois que Child-Gil se desculpa por dar a ela a poção errada, Alter Lily o critica por seu descuido. Ela também chama seu eu adulto de imprestável, culpando Jeanne por sua má atitude, estragando-a. Santa Alter então entra na sala, pedindo para falar com Ritsuka e Jeanne, e diz a Mash para brincar com Alter Lily. Alter Lily tenta exigir o saque de Papai Noel para ela, mas a ameaça de Papai Noel a faz parar. Enquanto Papai Noel fala com Ritsuka e Jeanne, Mash pergunta a Alter Lily por que ela quer ser Papai Noel. Ela responde que é porque seria o melhor Papai Noel de todos os tempos, acreditando que pode entregar os presentes adequados e ideais para todos. Ela critica o Papai Noel por dar presentes inúteis quando Mash se lembra da expressão vazia de EMIYA ao receber as chaves pretas no último Natal. Sabendo do Natal passado graças às memórias de sua personalidade adulta, Alter Lily afirma que pode dar presentes melhores que todos vão adorar. Quando Santa Alter volta de uma conversa com Ritsuka e Jeanne, Alter Lily fica com medo dela e se esconde atrás de Ritsuka. Santa Alter se prepara para dar o saco de Alter Lily, tendo decidido que ela pode ser o Papai Noel este ano. Mas antes disso, ela testa o valor de Alter Lily em ser o Papai Noel no simulador de combate. Passando no teste de Papai Noel, Alter Lily recebe sua sacola e, em seguida, sai com Ritsuka para entregar os presentes.
Voando pelo céu em Llamrei II, Alter Lily critica "The Gift of the Magi", dizendo que sua lição de moral cai por terra, já que os presentes dos casais se tornam inúteis no final. Mais tarde, ela lê que o primeiro pedido é de Jing Ke, que no ano passado pediu uma adaga afiada, mas em vez disso conseguiu um "elegante cavalheiro mais velho". Acreditando que ela tem o melhor presente para ela, Alter Lily e Ritsuka voam até o esconderijo da caverna de Jing Ke. Entrando na caverna, Alter Lily decepcionantemente testemunha Jing Ke, Ushiwakamaru e Mata Hari enquanto eles provocam Tarasque. Ela se anuncia quando Santa Marta percebe ela e Ritsuka, e começa a repreender todos eles por terem se embriagado. Ela fica com medo e se esconde quando Jing Ke a toca em seu estado de embriaguez. Ela fica ainda mais assustada quando Ushiwakamaru ameaça queimar tudo para fazê-la sair do esconderijo. Ela é então desafiada por Martha a lutar com ela e as outras meninas, o que ela aceita de bom grado. Depois de derrotá-los, Alter Lily dá às meninas seus presentes, que são todos desintoxicantes. Ela os repreende novamente por ficarem bêbados, dizendo que não é algo que Servo deveria fazer. Assim, ela lhes diz que o remédio é para que cumpram seus deveres como Servos, mas avisa que isso também significa que eles sofrerão danos se beberem álcool. Martha pergunta se ela fez o remédio, ao que Alter Lily responde que ela fez um Conjurador que usava roupas brancas, apesar de não conhecê-lo. Enquanto Jing Ke, Ushiwakamaru e Mata Hari partem para matar o Conjurador, Alter Lily sai com Ritsuka e segue para a próxima parada. Ela rapidamente agarrou Martha, que começou a perguntar o que ela pensava quando escolheu aqueles presentes. Alter Lily responde que ela queria dar presentes a Jing Ke, Ushiwakamaru e Mata Hari que seriam úteis para eles. Martha discorda desse sentimento, porém, acreditando que os presentes de Natal têm mais a ver com alegria do que com práticas. Alter Lily discorda fortemente de Martha, porém, acreditando que um presente prático é melhor do que aquele que traz alegria. Ela então sai com Ritsuka depois que Martha agradece pelo presente e lhe deseja boa sorte.
Em seguida, Alter Lily e Ritsuka voam para o Japão para entregar presentes aos servos de lá. Ao pousar, ela cumprimenta Fuuma Kotarou e se apresenta como Papai Noel. Em resposta à confusão de Kotarou sobre o Papai Noel ser uma criança, ela proclama mais uma vez que é o Papai Noel e não uma criança, fazendo beicinho sobre todos sempre tratarem como uma criança. Ela rejeita a oferta de doces de Tawara Touta, afirmando que tudo sabe que você não deve aceitar coisas de estranhos. Depois de rejeitar a oferta de doces de Ritsuka, ela dá a Kotarou seu presente, um dicionário Japonês-Inglês. Ela diz a ele que o nome de Noble Phantasm tem muitos problemas gramaticais e coisas, então o dicionário é para traduzi-lo para o inglês adequado para um nome de Noble Phantasm adequado. Touta chama seu presente de terrível, mas Alter Lily o defende, alegando que é para o próprio bem de Kotarou. Quando Touta diz que um presente de Natal deve trazer alegria, Alter Lily afirma que um presente não é bom se não for útil. Ela continua que, se esse não for o caso, então dar presentes é apenas trazer alegria ao doador. Ela afirma que presentes que trazem alegria não fazem o mundo melhor, acreditando que o Papai Noel precisa dar presentes úteis às pessoas para que possam melhorar. Ela então entra em uma discussão infantil com Kotarou sobre o que ela acabou de dizer, o que aumenta até ela ser desafiada a lutar com ele e Touta. Depois de ser derrotado, Kotarou aceita o presente de Alter Lily, mas diz a ela que não mudará o nome de seu Noble Phantasm, em vez de usá-lo para aprender algumas palavras da língua de seus antepassados. Alter Lily fica desapontada consigo mesma quando descobre que o Nobre Fantasma de Kotarou tem valor sentimental para ele. Ela é agradecida pelo dicionário e depois sai com Ritsuka. Mais tarde, no céu, ela pondera se seu presente para Kotarou foi útil e percebe que ser Papai Noel é mais difícil do que ela pensava. De repente, um "misterioso" Servo se apresentando como Santa Island Mask embarca no Llamrei II. Ele diz a Alter Lily para perseverar em seu papel de Papai Noel, dizendo que é função do Papai Noel sempre se levantar e dar sempre sorrisos. Alter Lily decide aceitar o Papai Noel como seu mentor para guiá-la a ser um Papai Noel melhor.
Alter Lily e Ritsuka chegam em um labirinto, mas estão perdidos graças à falta de direção dela. Ela provavelmente encontra pessoas por perto, presumindo que foram elas que pediram presentes ao Papai Noel. Ela se apresenta e se prepara para dar o presente a eles, mas as chamadas pessoas acabam sendo monstros. Depois de matar os monstros, Alter Lily ouve vozes de crianças chamando pelo Papai Noel. Gritando em resposta, ela é encontrada por Nursery Rhyme e Jack, o Estripador. Garantindo que ela está bem, Alter Lily pergunta se foram eles que pediram presentes ao Papai Noel. Eles confirmam, mas estão confusos, pois ela não é o Papai Noel. Jack e Nursery Rhyme contam a Alter Lily sobre como Papai Noel lhes deu muitos presentes no último Natal. Alter Lily é então forçado a lutar contra eles, já que Papai Noel ensinou Jack e Nursery Rhyme que eles precisam lutar para ganhar seus presentes. Ela os derrota, e eles explicam que não ganham presentes desde que perdidos, embora ela tenha presentes para eles. De repente, uma chave preta rosa cai no chão marcando a chegada de Santa Mask. Santa Mask convence Alter Lily a fingir que perdeu para Jack e Nursery Rhyme. Ela passa a fingir que foi derrotada por Jack e Nursery Rhyme, explicando que a vitória tardia é porque eles usaram Damage ao longo do tempo. Fingindo estar muito fraca para se mover, ela decide dar seus presentes. Santa Mask agradece a Alter Lily por um trabalho bem feito, embora ela se sinta culpada por mentir. Depois que o Papai Noel vai embora, Jack e Nursery Rhyme convidam Alter Lily para o chá. Ela agradece pelo convite e avisa que lá entregará seus presentes. Chegando na festa do chá, ela deduz que nem EMIYA nem Asterios pediram presentes. Ela pergunta a Asterios se ele quer alguma coisa para o Natal, mas ele responde que não. Acreditando que duvida que ela seja o Papai Noel desde criança, Alter Lily diz a ele que ela é de fato o Papai Noel e exige saber o que ele quer. Asterios responde que quer que dias divertidos como o de hoje durem o máximo possível, um desejo que Alter Lily percebe que ela não pode conceder. Rejeitando a oferta de comida de Asterios e a tentativa de EMIYA de falar sobre ela, ela dá presentes a Jack e Nursery Rhyme. O presente é um eremitério, pois Alter Lily acredita que Jack e Nursery Rhyme precisam de um lugar tranquilo para estudar em vez de brincar. Ela tenta explicar por que isso seria bom para eles, mas então decide que não seria e foge. Enquanto ela corre, Alter Lily percebe que é praticamente tudo o que ela tem, e que ela tem desejo nem esperança, já que a existência dela é impossível. No entanto, apesar disso, ela pensou que poderia conceder os desejos dos outros em vez dos seus próprios, e é por isso que ela queria ser o Papai Noel. No entanto, ela acredita que falhou em ser o Papai Noel, pois não sabe o que faz as pessoas felizes. Sozinho no meio de um campo de neve, Alter Lily é finalmente encontrado por Ritsuka, Jack e Nursery Rhyme. Ela se sente abatida quando eles devolvem o presente para ela, mas eles dizem que querem ver o mar. Santa Mask então aparece e a incentiva a atender o pedido de Jack e Nursery Rhyme, já que ela pegou o presente de volta. Alter Lily diz a Jack e Nursery Rhyme para embarcarem no Llamrei II para que ela possa levá-los ao mar. Antes de sair, ela agradece ao Papai Noel e garante que fará o possível.
Enquanto o grupo voa para seu destino, eles são repentinamente puxados para baixo por um Servo. Após um pouso forçado, eles são confrontados por Leonidas, que proclama que não pode deixar Alter Lily conceder o desejo de Jack e Nursery Rhyme de ver o mar. Questionado sobre o motivo por Alter Lily, ele explica que é por ordem de um gênio que ele não pode deixá-los passar. Alter Lily então luta com ele, alegando que é função do Papai Noel conceder desejos. Após a derrota, Leônidas diz a Alter Lily que há um grupo de Servos esperando à frente, e avisa que sua jornada até o mar não será fácil. Ela pergunta por que ele está tentando impedir o Papai Noel de realizar um desejo, mas ele apenas responde que ela terá que pedir detalhes ao próximo Servo. Depois que Leonidas desaparece de volta para Caldéia, Alter Lily confirma a condição de todos quando o Papai Noel aparece novamente. Ele pergunta a ela se ela ainda está disposta a continuar sua jornada, apesar de saber que ela não receberá nenhuma recompensa por realizar um desejo. Hesitante a princípio, ela responde que quer conceder o desejo de Jack e Nursery Rhyme, em vez de forçar um presente que eles não querem. O Papai Noel diz a ela para proceder com cautela, e cabe ao Papai Noel conceder ou não um desejo. Depois que ele sai dizendo que Papai Noel pode não ser um santo, Alter Lily pensa em como ela queria refutar isso. Ela queria dizer que o Papai Noel é um nobre santo que realiza o desejo de todos, por isso ela escolheu se tornar o Papai Noel. No entanto, ela não pode deixar de sentir que o que o Papai Noel disse pode ser verdade. Ela treme de medo do que acontecerá depois do Natal e se pergunta se ainda terá permissão para existir. O grupo percebe que não pode mover o trenó, então eles decidem seguir em frente sem ele.
Montando acampamento em uma floresta, o grupo come o banquete que a EMIYA preparou anteriormente. Mais tarde naquela noite, Alter Lily fala com Ritsuka sozinho enquanto Jack e Nursery Rhyme estão dormindo. Ela pergunta por que eles estão dormindo, já que são servos, e acreditando que estão desperdiçando energia mágica desnecessária, ela pergunta a Ritsuka se eles estão incomodando. Ritsuka responde que eles não se importam, mas Alter Lily responde que ela sente que é mais apropriado para um Servo permanecer na forma espiritual durante os tempos de descanso. Seguindo essa crença, ela se prepara para entrar na forma espiritual, mas antes disso, ela pergunta a Ritsuka se eles já viram o mar. Depois de darem suas respostas, Alter Lily se pergunta se é bom para Jack e Nursery Rhyme ficarem ansiosos para ver o mar. Ela continua que não tem nenhuma memória do mar, já que seu eu adulto nunca o viu. Ela então pergunta qual é o sentido de ir ao mar durante o inverno, já que eles só podem vê-lo, em vez de no verão, quando podem nadar nele. Ritsuka diz a ela que provavelmente ela vai gostar.
Na manhã seguinte, o grupo se prepara para continuar para o oeste em direção ao mar quando Mash detecta dois Servos. Hassan, do Braço Amaldiçoado, aparece declarando que não pode deixar o grupo ir para o mar. Em resposta a Alter Lily perguntando o motivo, ele responde que é porque o verdadeiro Papai Noel está aqui. Alter Lily suspeita de suas respostas, já que pareceu que ele pensou nisso quando Ritsuka disse que havia outros papais noéis. Evitando a acusação, Cursed Arm apresenta o verdadeiro Papai Noel, Santam, que pergunta o que é Papai Noel. Alter Lily responde que Papai Noel é o concedente de desejos, alguém que traz alegria trazendo presentes. Santam responde: Papai Noel é um vigia sem rosto que trabalha nas sombras e depois se revela. Alter Lily, Jack e Nursery Rhyme imediatamente percebem que Santam é apenas EMIYA usando uma máscara; algo que o choca, já que eles não conseguiram descobrir a identidade do Papai Noel. Ignorando isso, EMIYA diz a Alter Lily que ele veio para corrigir sua visão equivocada do Papai Noel. Ele diz a ela que ela não é um verdadeiro Papai Noel se ela hesitar ou fugir dessa jornada. Ele a desafia a lutar com ele se ela realmente acredita ser o Papai Noel. Alter Lily está cheia de dúvidas sobre ser o Papai Noel, acreditando que talvez EMIYA seja um Papai Noel melhor do que ela. No entanto, apesar de suas dúvidas, ela decide lutar, declarando-se o Papai Noel, uma vez que lhe foi confiado o saco do Papai Noel. Depois que ele é derrotado, EMIYA diz a Alter Lily para seguir em frente, nunca esquecendo que ela é um verdadeiro Papai Noel. Depois que ele sai dizendo a ela para não esquecer seus deveres, Alter Lily parece deprimido, mas ela diz a Ritsuka que ela ficará bem.
Conforme o grupo se aproxima do mar, Alter Lily se pergunta se ela ainda poderá ser o Papai Noel ou se desaparecerá. Ela, Jack e Nursery Rhyme são carregados por Ritsuka enquanto fogem de uma horda de bonecas vivas. Ritsuka tropeça em uma pedra, então o grupo é forçado a lutar contra as bonecas. Depois que as bonecas são destruídas, Santa Mask aparece e trai Alter Lily, alegando que ele a levou para sua armadilha. Querendo pegar o saco do Papai Noel como seu, ele explica que a primeira regra do Papai Noel é que o Papai Noel deve ser indiferente, mas justo. Eles realizam desejos e dão presentes de maneira justa, sem preconceitos e sem interesses próprios. Ele diz que Alter Lily está perdida, perplexa e angustiada, mas ela continua. Alter Lily questiona se é ruim estar perdido e perplexo, ao que Santa Mask disse que é. Alter Lily então pergunta se o interesse próprio é desnecessário, mesmo o desejo de conceder desejos; Santa Mask diz que não é necessário para o Papai Noel. Jack pergunta a Alter Lily se ela vai com ela e Nursery Rhyme para o mar, pois os dois querem que ela vá. Chamando seu desejo de absurdo, Santa Mask exige o saco novamente, mas Alter Lily se recusa a dá-lo a ele. Ela declara que não vai entregar o saco para alguém que insulta crianças e decide que deve derrotar o Papai Noel. Depois de derrotá-lo, Alter Lily diz a Santa Mask para se afastar, o que ele faz porque a viu decidida como Papai Noel. Enquanto ela continua em direção ao mar, Alter Lily começa a tremer com a sensação que ela continua tendo. Jack e Nursery Rhyme seguram suas mãos, e os três continuam à frente de Ritsuka. Ao anoitecer, as meninas alcançam a costa e, ao ver o mar, Alter Lily pensa que provavelmente falhou como Papai Noel. Ela começa a chorar alto, agora percebendo que era ela quem queria ver o mar. Ela pede desculpas a Jack e Nursery Rhyme por terem vindo ao mar para realizar seus desejos, mas para conceder os dela. Eles dizem a ela que está tudo bem, acreditando que ela fez o melhor que qualquer Papai Noel poderia. Ela então ouve as ondas com eles. Depois, ela corre para Ritsuka, que a observava de longe, e diz a eles que é o Papai Noel, embora seja jovem, imatura, egoísta e indefesa. No entanto, apesar de suas falhas, ela quer ajudá-la a Ritsuka. Ela pergunta a eles se pode ficar com eles mesmo depois do Natal e depois. Ritsuka a aceita, então Alter Lily agradece e os abraça.
submitted by YatoToshiro to Fate_GensokyoBR [link] [comments]


2020.08.08 15:22 moonlich A origem dos conflitos raciais contemporâneos

Deixando de lado todo aquele papo de escravidão e tráfico negreiro, vamos estudar as relações de nossa era.
Muitos já devem ter ouvido a triste história do garoto negro e pobre de favela cujo o pai era motorista de ônibus e via os seus coleguinhas, filhos de traficantes, ficando ricos, saindo com as menininhas e esnobando. Esta é a típica versão do high school onde o protagonista ascende à posição de um maloqueiro por começar a roubar já que não via o pai enriquecer e sua vida ruindo.
O problema, é que esta vida materialista afasta as pessoas umas das outras pois um ladrão começa a se identificar com a essência dos objetos e no fim das contas, ele acaba esquecendo a garota por conta da vida boa. Sim, isto era uma história de amor.
Este e muitos casos de egocentrismo, que culmina em alcoolismo e traições, são refletidas em várias castas e bairros das cidades e o quê podemos fazer sobre isto?
Trouxemos aqui o professor Windfrey Petrekins da Universidade da Cochinchina para falar sobre o tema:
Olha, primeiramente muito bom dia.
Não dá pra fazer nada. Cê vai passar mó raiva, cê vai ouvir altas asneiras, vai dar vontade de praticar atos de autodestruição e falar bobeira pra quem você queria do seu lado. Quando você não tem em suas mãos a possibilidade de comprar e viajar, toda hora parece que o mundo está contra você. E quando você fica mais velho, não dá pra contar com muitas pessoas porque as pessoas não gostam de velhos. Tem que ter paciência e todos estes sonhos são alcançados quando se está mais velho, logo o quê uma pessoa poderia fazer é decidir que quer sossegar. Vai ser meio chato porque quem te conheceu quando você é novo, vai achar que você continua indo pra farra gastar sua grana. E como se sabe, o poder da memória e do pensamento persiste enquanto não for contraditado mas o problema é que quem tem o seu poder, está longe pois todas as tolices que dizíamos quando éramos jovens, sejam por palavras ou nos chats, são carregadas de nossa energia vital. Olhando por um ponto de vista positivo, a pessoa que recebe seu poder faz dele um meio de sobrevivência que não é crucial para ela mas é um símbolo de confiança. Até porque, se ela não quisesse, xingar-te-ia no momento em que você disse.
E o quê você acha que faz as pessoas aceitarem tanta asneira diariamente, professor?
Olha, por fora, a pessoa é forte e bonita mas o ser humano é uma criatura biológica e que envelhece. Sabendo disto, tem momentos de fraqueza constantes e por isto ouve e se submete à várias humilhações. Humilhações estas se estamos comparando o indivíduo com o estado da arte da evolução humana que seria uma máquina ou um deus. Quem se destaca nisto tudo é quem resiste mais pois como eu disse anteriormente, mesmo que a pessoa não diga na hora, ela pode não resistir e contar para uma terceira, descontar em objetos e até transformar esta carga em trabalho. É por isto que é importante conversar mas o quê fazem depois de adquirir a energia social continua sendo um problema. Mesmo uma pessoa que não conversa diretamente com outra mas ouve um diálogo também recebe esta energia.
Que legal, professor Windfrey! O quê o senhor pode nos dizer de pessoas que dizem muitos palavrões?
Hahaha esta é muito divertida ! Então, todo mundo já ouviu um palavrão. Mas tem um pouco a ver com o sexo. Normalmente, ninguém espera que uma pessoa bem aparentada esculache soltando pérolas imundas isto porque, entende-se que alguém bem aparentado estudou e aprendeu bons modos e que mesmo não tendo convívio com ela, ela usa palavras mais rebuscadas diariamente. Isto explica brigas de casais, garotinhas com raiva, homens sozinhos todos falando o quê não se espera deles. A esperança aqui é que tenhamos visto estas cenas em um momento único da pessoa e que ela normalmente não diz isto mas isto é se iludir para manter a imagem viva da pessoa divina que você tem. Sabemos que comprar e assistir televisão são formas de mentir para si mesmo pois a pessoa só é ela mesmo em momentos de explosão emocional, quando está sentando em uma privada, quando come e dorme. Resumindo e respondendo aos seus olhos, sim. Você deve se apaixonar pelos erros da pessoa caso queira ficar mais tempo com alguém.
Nossa, gente! O professor Petrekins sabe de tudo mesmo, né? Quantos mols de água tem no chuveiro?
6,02x10³³³³
Que horas são?
Tá na hora de puxar sua cueca pela bunda
Qual é o melhor: este ou este?
Nenhum dos dois, é aquele.
Fim de jogo, ponto pro time da casa.
submitted by moonlich to u/moonlich [link] [comments]


2020.08.07 04:33 rafaelgato55 Eu fui babaca por tentar ajudar minha amiga??

Olá luba, editores, gatas, papelões mortos, possível convidado e turma que está a ver. Eu conheci iarls no twitter, fomos conversando e ficamos muito próximos. encontrei ela pessoalmente num curso preparatório para o if, na época a nossa amiga em comum larls estava namorando uma menina do curso chamada farls, essa menina era muito toxica com ela, tanto que todo os dias do curso, que era uma vez por semana, a larls chorava por alguma coisa no relacionamento com ela (eu não falar muito sobre isso, pq eu não sei toda a historia delas). ai a larls terminou com a garota toxica e passou. Depois de um tempo a farls começou a conversar com a iarls, eu não me importei muito, pq elas eram amigas e tals. depois de um tempo a iarls disse que a farls falou que estava gostando dela, e eu respondi tipo: cuidado, lembra oq ela fez com a larls! e ela falou para eu ficar despreocupado, então fiquei de boa. Ai depois de um tempo, a iarls disse que começou a namorar a farls, eu fiquei muito preocupado, pq oq ela fez com a larls podia tranquilamente fazer com ela, a iarls falou para eu ficar despreocupado, pq ela estava ligada. passou um tempo e a farls começou a soltar aquelas famosas frases, essa roupa não está muito curta?? e etc. a gota d'agua veio quando eu a iarls e uma amiga nossa estávamos jogando ludo, a farls não parava de mandar mensagem, dizendo q ela não respondia, que era pra responder ela, e tipo uma partida de ludo demora um pouco, então tipo só por aquele tempo q iarls não respondia a farls surtou, eu e nossa amiga falamos com ela, sobre a menina tóxica e dissemos que ela já tava dando sinais e era pra ela cair fora, então foi e ela terminou o namoro com a farls. Porém a iarls era apaixonada ainda pela por ela e eu falava sempre pra iarls superar, na verdade eu só falava isso, todas as vezes, pq eu não sabia como ajudar, na minha cabeça ela tinha que dar um jeito de superar, já que farls fez muito mal pra ela e iarls tinha que esquecer de qualquer jeito. eu, ela e nossa amiga tínhamos um grupo no whatsapp que a gente trocava videos, e sempre nesse grupo a gente mandava videos de casais e tal falando que iamos morrer sozinhos. sendo que todas as vezes ela lembrava da falrs e eu falava sempre pra ela tentar forçar uma superação sla, eu só não queria ver ela triste por causa de uma pessoa que não vale a pena. um dia a gente chegou no assunto da falrs e eu falei a mesma coisa pra ela superar e tal, e ela foi e falou que estava tentando e eu fui e falei a maior merda "parece que tu nem tenta", ela ficou muito puta e falou "não sou obrigada a ler uma merda dessas", e saiu do grupo. depois nossa amiga que tava no grupo tbm disse que a gente não sabia como foi o relacionamento e que nós não poderíamos julgar e que era pra eu falar com ela. eu fui e falei (segue os prints). eu fiquei bem mal, pq na minha concepção eu estava ajudando, mesmo só falando que era pra ela superar. no final eu me afastei dela por um tempo, para não fazer mais nenhuma merda e não deixar ela mais triste.
então, eu fui o babaca?
http://imgur.com/a/ipgI1X5 (pf borra o nome dela que tá na conversa!)
submitted by rafaelgato55 to TurmaFeira [link] [comments]


2020.08.05 17:58 robby_dsg Forjaram prints contra mim e eu sai como errado

Caros Luba, editores, gatas, falecidos papelões, turma e possível convidado, OI! Antes de mais nada se sinta a vontade para ler isso com a voz q preferir. Um pouco de contexto: desde sempre me mudo bastante de cidade/escola, mais de escola, e moro em uma cidade consideravelmente pequena. Minha mãe tem depressão e um período da minha infância ela passou internada, sempre protegi ela com unhas e dente msm ñ demostrando pra ela... enfim vcs vao entender.
Qnd eu entrei no ensino médio (integral) eu resolvi "remodular minha pessonalidade" por causa de timidez eu tinha perdido muita oportunidade e por ser uma escola nova tentei não ser a pessoa estranha/excluida. Deu certo... fiz amigos, juntei casais, só não me apaixonei pq eu n sou muito desses. Enfim em meu grupo de amigos tinha o casal que eu juntei que eram os meus melhores amigos, um garoto que eu gostava, e mais 3 pessoas. A garota(pode chamar de Carls) se mudou no meio do ano e o casal teve que terminar. Continuamos no falando e tals. Não muito tempo depois DESCOBRI que o cara do casal (vamos chamar de LG) tava namorando outra mina(vamos chamar de LS), no começo eu não sabia q o LG e a Carls tinham terminado, então quando eu vi a Raynara e o LG se pegando achei que a Calrs tinha levado chifre.
(Essa Raynara por coincidência estudou comigo no fundamental que fui um dos períodos que eu não tava bem por causa da minha mãe. Eu me apoiei muito nela na época e ela espalhou pra sala toda que minha mãe era loca.)
Depois da cena do chifre que não foi chifre(perguntei pra Carls se eles ainda tavam namorando e ela confirmou q não) qse um mês dps LG queria que eu ficasse amg da Raynara e que ela qria fazer as pazes. Eu disse que já conhecia ela e q não era o tipo de pessoa que eu qria perto de mim. Eu achava ela muito tóxica eu só não disse isso, também não quis falar com precisão o q ela fez pq isso afetaria o julgamento dos nossos amgs sobre ela. LG insistiu um tempo dps dai eu falei "Cara na boa vc se enfia onde quiser só não me pede pra ir junto.". Dps disso ele parou de falar cmg e com o tempo todos se afastaram de mim, perguntei para o garoto que eu gostava o q tinha acontecido e ele falou para eu parar de pagar de sonsa e que eu era muito rancorosa. Uma amg minha chegou em mim no mesmo dia e me explicou, disse que não achava justo eu ficar sem saber o porquê de todos se afastarem. LG tinha mostrado prints onde eu puxava briga e ameassava a Raynara, precinando ela a terminar o namoro. Fiquei P* da vida! Essa amg me mandou os prints e analisei junto com a carls que tbm tinha sido vitima de prints forjados. Os de carls ela falava que era a ex e que ele ainda voltaria pra ela e que raynara era só um tapa buraco. Eu não tenho mais os prints pq já faz uns 4 anos que isso aconteceu, mas basicamente eram chats de Messenger, sem data nem hr, o formato dos balãozinhos estava no formato antigo, meu jeito de escrever tava diferente, tava NÍTIDO que ano era eu e muito menos a Carls. Mostrei para todos e não acreditaram em mim, então eu montei um print de Whatsapp melhor e mais bem bolado que da Raynara e mostrei para o LG os dois prints e disse que eram falsos disse que que não faria ele escolher mas que ele não poderiaĺ continuar acreditando naquilo. Ele ficou quieto e eu eu dei um murro na carteira que fez a turma dele me taxar de louca pelo resto do ano. Mostrei para o garoto que eu gostava e ele disse pra eu deixar quieto pq ele conhecia bem o LG e que ele era escravoceta e gado desde o fundamental. Eu nao desisti. A garota era de outra escola e conseguia me infernizar msm longe. Na saida da escola naquele dia Raynara foi buscar o LG e eu, TROUXA, fui "tira satisfação" com ela, falou que eu tava imaginado coisa e que eu tava ficando louca igual minha mãe. Eu não me aguentei e "voei" em cima dela, infelizmente não acertei nem um tapa pq me seguraram. Cheguei em casa fumaçando e contei o basico pra minha mãe (que a mina tinha chamado ela de louca e que eu fui pra bater nela) minha mãe me chamou de idiota e falou não fazia diferença nenhuma na vida dela quem a chamava de louca, disse também que se eu apanhasse pq comprei briga eu apanharia quando chegasse em casa. Matei uns dois dias de aula sem minha mãe saber e quando chegay na escola falaram que eu tinha tentado bater na Raynara pq ela tava grávida e que o LG era meu crush. Achei um absurdo mas eu tava cansade de manter a pessoa extrovertida por tanto tempo. Parei de almoçar na escola, tentava ficar o max longe de onde tinha muita gente. E quando me alguém me perguntava se era verdade eu não fazia questão de confirmar ou negar nada. Depois de três meses todos descobriram que a Raynara não tava gravida por*a nenhuma e que ela chifrava o LG com o professor da escola dela. Eu não voltei a falar com ninguém daquele grupinho e aos poucos me juntei a um outro mas que hoje tbm não converso com ninguem de lá.
Se tu leu até aqui obrigada! Ficou longa mas é uma historia que tem me tirado o sono pq não sei se fui Babaca msm ou foi tudo manipulação da Raynara... Enfim Beijos!
submitted by robby_dsg to TurmaFeira [link] [comments]


2020.08.04 06:54 Phoebird "Eu costumava achar que a pior coisa na vida era acabar sozinho. Não é. A pior coisa na vida é acabar com pessoas que te fazem sentir sozinho", Robbin Williams.

Eu não as culpo por me fazerem sentir assim. Afinal, o único fator em comum em todos esses relacionamentos sou eu.
Talvez eu só pense muito. Talvez a solidão faça parte da própria existência humana, eu só a percebo mais que as outras pessoas. Será que no fundo até os casais mais fofos, aconchegados um no outro, momentos antes de dormirem no maior conforto do mundo pensam o mesmo?
Gosto de estar só na maior parte do tempo. Ler um livro, tomar um chá, escrever ouvindo barulho da chuva (no YouTube geralmente). Sinceramente, acho que isso é mais uma romantização da solidão que eu faço. Eu não sei como é ter a opção de não estar sozinho e agora é tarde demais. Seria como um pássaro criado a vida inteira numa gaiola, fugindo para o mundo, eventualmente morrendo por não saber onde conseguir alimento e desconhecer os perigos e as regras do convívio.
Nem por isso deixo de tentar. Sem sucesso, é claro. Aparentemente eu devo primeiro não querer que as pessoas gostem de mim para que elas gostem de mim, mas se eu já não mais me importo com as pessoas, qual é o ponto de tê-las ao meu redor? Se o meu sucesso depende só de mim, então significa que todas as minhas falhas também são culpa minha.
As vezes que fiz terapia foram as que mais me senti incompreendido e sozinho. Tudo são traumas da infância, sintomas de uma doença, deveres de casa imbecis, a mesma conversa todas as semanas. Nunca me senti à vontade ou que aquelas pessoas realmente se importavam em me ajudar. Nem minha própria mãe se importa em escutar. Me dói muito não poder contatar ninguém numa hora dessas.
Quando foi a última vez que você recebeu uma mensagem de um amigo ou colega apenas perguntando como está? Eu não consigo lembrar. Isso pode fazer o dia de uma pessoa. Por isso, incentivo que as poucas pessoas que estejam lendo isso façam isso com mais frequência.
Já eu, sei que vou morrer da mesma forma que os meus heróis.
submitted by Phoebird to desabafos [link] [comments]


2020.07.28 01:20 Demantoide SOU BABACA POR INTERFERIR NO PENSAMENTO DA CRIANÇA QUE SOU BABÁ?

Olá Luba, editores, gatas, papelões falecidos e turma que está a veler. Meu nome é Renan (nome fake) e tenho 17 anos. Durante meu tempo livre da escola (faço segundo ano) eu cuido do filho de 8 anos de uma amiga da minha mãe. Ela me paga pra ficar com ele a tarde nas sextas e segundas que são os dias que ela faz tempo integral. Vamos chamar ela de Karen e o filho de Carls. Pois bem, em um dia desses, Karen pediu pra eu ficar com ele e disse que eu deveria levá-lo na sorveteria já que ela tinha prometido pra ele (Nesse dia ela sairia mais cedo e pediu pra eu levá-lo na frente que ela nos encontraria lá). Chegando lá nos pedimos os sorvetes e nos sentamos nas mesas. Na mesa do nosso lado haviam dois homens. Karen finalmente chegou e se sentou conosco. Conversamos por um tempo e então o show começa. Os homens ao nosso lado dão um selinho (Eles eram namorados). Imediatamente a Karen chama a moça que estava atendendo e diz o quanto aquilo era inapropriado para seu filho e que se eles não parassem ela iria embora. A moça diz que não tem problema, afinal ali é uma sorveteria onde muitos casais se encontram e eles haviam dado apenas um Celinho. Ela fica furiosa, paga os sorvetes e nos leva embora. No caminho ela fala pro seu filho o quanto aquilo é errado e que dois homens não podem fazer aqui. Eu fiquei furioso ( Sou Bi ainda no armário kkk) e eu a refutei falando que aquilo não era errado e que todos merecem respeito. Depois disso, ela pegou seu filho e foi embora espumando. Ela me demitiu e falou pros meus pais o quanto eu tinha sido inconveniente e irresponsável com seu filho. Meus pais ficaram do meu lado e de brinde eu revelei minha sexualidade e tirei um peso terrível das minhas costas. Eles ainda estao se acostumando. Mas eles disseram que eu não deveria ter influenciado na forma de criação da Karen com seu filho. O lado ruim é que acabei sem a renda extra que me ajudava na escola. Enfim, fui babaca por ter influenciado o filho da Karen?
submitted by Demantoide to TurmaFeira [link] [comments]


2020.07.27 21:15 Coffe_is_vida O meu,seu,nosso namorado?

Oi Luba,editor,possivel convidado,Gatas,Papelões falecidos,gatas e turma que está a veassistir!
(Se tiver como fazer uma voz de menina agradeço) Bem a minha história foi meio doida e aconteceu comigo minha amiga e uma menina que eu não gostava mas agora somos outra coisa!
Titulo: O meu,seu,nosso namorado?
Contesto: Eu tinha depressão na época que isso aconteceu,mas consegui sair da depressão,graças a você,o jean,meus melhores amigos e a menina que eu não gostava! então muito obrigada Luba!
Ano passado,antes da pandemia,eu namorava um menino (coloque um nome nele) e ele era atencioso comigo no começo da relação! Assistiamos séries,saiamos para passear e etc...Mas...quando completamos 1 mês de namoro ele começou a parar de ser atencioso.Então como eu tinha meus melhores amigos e minha melhor amiga eu comecei a sair com eles para me distrair e me divertir! Daí meus amigos e eu começamos a planejar um encontro de casais.Meus amigos com os boys deles e eu e minha amiga com os nossos!( Nós nos apelidamos carinhosamente de Bi chifrudos!kkkkk acho que vc já imagina o motivo!) E daí nos fomos e marcamos de fazer o encontro numa festa que aconteceria na escola e um dos meus amigos era irmão da menina que eu não gostava e claro ela foi com no encntro pois ele tinha chamado! Quando chegou um dia antes da festa (que era a fantasia, por causa do Halloween) Minha amiga falou que o namorado dela não ia e por "puro azar" o meu namorado não ia! então falamos assim ok né? devia ter outra coisa para fazer! daí quando chegou o dia da festa todos os meus amigos foram e levaram os boys e eu e minha amiga de vela!ksks Daí chega a irmã do eu amigo sem par, fui perguntar o porque dela estar sem par e ela falou que o namorado dela ia chegar um pouco atrasado! Pensei "blz"!
Nós tinhamos acabado de virar amigas e eu tinha perdido a minha impressão dela! Só que toda a diversão acabou quando o namorado dela chegou...! Então ela viu ele chegar e foi correr para abraçar ele,só que eu a impedi e perguntei quem era o namorado dela e ela respondeu falou que era o menino que tinha acabado de chegar! mas daí minha amiga escuta e fala que aquele era o namorado dela! daí pra amenizar a situação eu pedi para elas apontarem quem era e não foi uma boa ideia! pois elas apontaram para a mesma pessoa e quando eu fui reparar eu percebi que era o meu namorado tb! Falei assim"Meninas calma vamos conversar com ele!" e elas concordaram então a minha amiga foi e falou " Oi amor tudo bem? E já foi logo tacando o beijo nele" daí como tinhamos planejado ela levou ele para um canto que tinha na escola! e quando ela chegou lá a irmã do meu amigo foi e falou" Oi amor!" Daí eu atrás falei o mesmo! Luba eu te juro o menino era pardo e ficou mais branco que a cor branca! (Eu só pensei na hora que queria dar um soco na cara do Muleke)
Só lembro Luba que a irmã do meu amigo me segurou pra eu não bater no guri! Mas não lembro de mais nada pois isso meio que aconteceu e depois eu fui curtir um pouco da festa, enfim todas nós terminamos com ele, eu fui e pra esquecer (e pra não perder o meu tempo) fiquei com algumas pessoas! Só lembro que no outro dia foi só conversa disso no nosso grupo.Mas tenho uma boa notícia! Eu e a irmã do meu amigo estamos namorando, minha amiga está de vela ainda! (rsrsrs) Mas é isso Lubinha ( Se vc estiver pensando que é fanfic eu juro pra você que não é e como eu queria não ter mais um galho na minha cabeça) Um beijo=1.000 e mais uma vez muito obrigada por fazer conteudos Fod*s que ajudam as pessoas! Te amo de verdade e espero um dia te conhecer! Tchau
submitted by Coffe_is_vida to TurmaFeira [link] [comments]


2020.07.23 10:09 diplohora Mes estudos para o CACD - Bruno Pereira Rezende

Livro do diplomata Bruno Pereira Rezende
INTRODUÇÃO
📷📷Desde quando comecei os estudos para o Concurso de Admissão à Carreira de Diplomata (CACD), li dezenas de recomendações de leituras, de guias de estudos extraoficiais, de dicas sobre o concurso, sobre cursinhos preparatórios etc. Sem dúvida, ter acesso a tantas informações úteis, vindas de diversas fontes, foi fundamental para que eu pudesse fazer algumas escolhas certas em minha preparação, depois de algumas vacilações iniciais. Mesmo assim, além de a maioria das informações ter sido conseguida de maneira dispersa, muitos foram os erros que acho que eu poderia haver evitado. Por isso, achei que poderia ser útil reunir essas informações que coletei, adicionando um pouco de minha experiência com os estudos preparatórios para o CACD neste documento.
Além disso, muitas pessoas, entre conhecidos e desconhecidos, já vieram me pedir sugestões de leituras, de métodos de estudo, de cursinhos preparatórios etc., e percebi que, ainda que sempre houvesse alguma diferenciação entre as respostas, eu acabava repetindo muitas coisas. É justamente isso o que me motivou a escrever este documento – que, por não ser (nem pretender ser) um guia, um manual ou qualquer coisa do tipo, não sei bem como chamá-lo, então fica como “documento” mesmo, um relato de minhas experiências de estudos para o CACD. Espero que possa ajudar os interessados a encontrar, ao menos, uma luz inicial para que não fiquem tão perdidos nos estudos e na preparação para o concurso.
Não custa lembrar que este documento representa, obviamente, apenas a opinião pessoal do autor, sem qualquer vínculo com o Ministério das Relações Exteriores, com o Instituto Rio Branco ou com o governo brasileiro. Como já disse, também não pretendo que seja uma espécie de guia infalível para passar no concurso. Além disso, o concurso tem sofrido modificações frequentes nos últimos anos, então pode ser que algumas coisas do que você lerá a seguir fiquem ultrapassadas daqui a um ou dois concursos. De todo modo, algumas coisas são básicas e podem ser aplicadas a qualquer situação de prova que vier a aparecer no CACD, e é necessário ter o discernimento necessário para aplicar algumas coisas do que falarei aqui a determinados contextos. Caso você tenha dúvidas, sugestões ou críticas, fique à vontade e envie-as para [[email protected] ](mailto:[email protected])(se, por acaso, você tiver outro email meu, prefiro que envie para este, pois, assim, recebo tudo mais organizado em meu Gmail). Se tiver comentários ou correções acerca deste material, peço, por favor, que também envie para esse email, para que eu possa incluir tais sugestões em futura revisão do documento.
Além desta breve introdução e de uma também brevíssima conclusão, este documento tem quatro partes. Na primeira, trato, rapidamente, da carreira de Diplomata: o que faz, quanto ganha, como vai para o exterior etc. É mais uma descrição bem ampla e rápida, apenas para situar quem, porventura, estiver um pouco mais perdido. Se não estiver interessado, pode pular para as partes seguintes, se qualquer prejuízo para seu bom entendimento. Na segunda parte, trato do concurso: como funciona, quais são os pré-requisitos para ser diplomata, quais são as fases do concurso etc. Mais uma vez, se não interessar, pule direto para a parte seguinte. Na parte três, falo sobre a preparação para o concurso (antes e durante), com indicações de cursinhos, de professores particulares etc. Por fim, na quarta parte, enumero algumas sugestões de leituras (tanto próprias quanto coletadas de diversas fontes), com as devidas considerações pessoais sobre cada uma. Antes de tudo, antecipo que não pretendo exaurir toda a bibliografia necessária para a aprovação, afinal, a cada ano, o concurso cobra alguns temas específicos. O que fiz foi uma lista de obras que auxiliaram em minha preparação (e, além disso, também enumerei muitas sugestões que recebi, mas não tive tempo ou vontade de ler – o que também significa que, por mais interessante que seja, você não terá tempo de ler tudo o que lhe recomendam por aí, o que torna necessário é necessário fazer algumas escolhas; minha intenção é auxiliá-lo nesse sentido, na medida do possível).
Este documento é de uso público e livre, com reprodução parcial ou integral autorizada, desde que citada a fonte. Sem mais, passemos ao que interessa.
Parte I – A Carreira de Diplomata
INTRODUÇÃO
Em primeiro lugar, rápida apresentação sobre mim. Meu nome é Bruno Rezende, tenho 22 anos e fui aprovado no Concurso de Admissão à Carreira de Diplomata (CACD) de 2011. Sou graduado em Relações Internacionais pela Universidade de Brasília (turma LXII, 2007-20110), e não tinha certeza de que queria diplomacia até o meio da universidade. Não sei dizer o que me fez escolher a diplomacia, não era um sonho de infância ou coisa do tipo, e não tenho familiares na carreira. Acho que me interessei por um conjunto de aspectos da carreira. Comecei a preparar-me para o CACD em meados de 2010, assunto tratado na Parte III, sobre a preparação para o concurso.
Para maiores informações sobre o Ministério das Relações Exteriores (MRE), sobre o Instituto Rio Branco (IRBr), sobre a vida de diplomata etc., você pode acessar os endereços:
- Página do MRE: http://www.itamaraty.gov.b
- Página do IRBr: http://www.institutoriobranco.mre.gov.bpt-b
- Canal do MRE no YouTube: http://www.youtube.com/mrebrasil/
- Blog “Jovens Diplomatas”: http://jovensdiplomatas.wordpress.com/
- Comunidade “Coisas da Diplomacia” no Orkut (como o Orkut está ultrapassado, procurei reunir todas as informações úteis sobre o concurso que encontrei por lá neste documento, para que vocês não tenham de entrar lá, para procurar essas informações):
http://www.orkut.com.bMain#Community?cmm=40073
- Comunidade “Instituto Rio Branco” no Facebook: http://www.facebook.com/groups/institutoriobranco/
Com certeza, há vários outros blogs (tanto sobre a carreira quanto sobre a vida de diplomata), mas não conheço muitos. Se tiver sugestões, favor enviá-las para [[email protected].](mailto:[email protected])
Além disso, na obra O Instituto Rio Branco e a Diplomacia Brasileira: um estudo de carreira e socialização (Ed. FGV, 2007), a autora Cristina Patriota de Moura relata aspectos importantes da vida diplomática daqueles que ingressam na carreira. Há muitas informações desatualizadas (principalmente com relação ao concurso), mas há algumas coisas interessantes sobre a carreira, e o livro é bem curto.
A DIPLOMACIA E O TRABALHO DO DIPLOMATA
Com a intensificação das relações internacionais contemporâneas e com as mudanças em curso no contexto internacional, a demanda de aprimoramento da cooperação entre povos e países tem conferido destaque à atuação da diplomacia. Como o senso comum pode indicar corretamente, o
diplomata é o funcionário público que lida com o auxílio à Presidência da República na formulação da política externa brasileira, com a condução das relações da República Federativa do Brasil com os demais países, com a representação brasileira nos fóruns e nas organizações internacionais de que o país faz parte e com o apoio aos cidadãos brasileiros residentes ou em trânsito no exterior. Isso todo mundo que quer fazer o concurso já sabe (assim espero).
Acho que existem certos mitos acerca da profissão de diplomata. Muitos acham que não irão mais pagar multa de trânsito, que não poderão ser presos, que nunca mais pegarão fila em aeroporto etc. Em primeiro lugar, não custa lembrar que as imunidades a que se referem as Convenções de Viena sobre Relações Diplomáticas e sobre Relações Consulares só se aplicam aos diplomatas no exterior (e nos países em que estão acreditados). No Brasil, os diplomatas são cidadãos como quaisquer outros. Além disso, imunidade não é sinônimo de impunidade, então não ache que as imunidades são as maiores vantagens da vida de um diplomata. O propósito das imunidades é apenas o de tornar possível o trabalho do diplomata no exterior, sem empecilhos mínimos que poderiam obstar o bom exercício da profissão. Isso não impede que diplomatas sejam revistados em aeroportos, precisem de vistos, possam ser julgados, no Brasil, por crimes cometidos no exterior etc.
Muitos também pensam que irão rodar o mundo em primeira classe, hospedar-se em palácios suntuosos, passear de iate de luxo no Mediterrâneo e comer caviar na cerimônia de casamento do príncipe do Reino Unido. Outros ainda acham que ficarão ricos, investirão todo o dinheiro que ganharem na Bovespa e, com três anos de carreira, já estarão próximos do segundo milhão. Se você quer ter tudo isso, você está no concurso errado, você precisa de um concurso não para diplomata, mas para marajá. Obviamente, não tenho experiência suficiente na carreira para dizer qualquer coisa, digo apenas o que já li e ouvi de diversos comentários por aí. É fato que há carreiras públicas com salários mais altos. Logo, se você tiver o sonho de ficar rico com o salário de servidor público, elas podem vir a ser mais úteis nesse sentido. Há não muito tempo, em 2006, a remuneração inicial do Terceiro-Secretário (cargo inicial da carreira de diplomata), no Brasil, era de R$ 4.615,53. Considerando que o custo de vida em Brasília é bastante alto, não dava para viver de maneira tão abastada, como alguns parecem pretender. É necessário, entretanto, notar que houve uma evolução significativa no aspecto salarial, nos últimos cinco anos (veja a seç~o seguinte, “Carreira e Salrios). De todo modo, já vi vários diplomatas com muitos anos de carreira dizerem: “se quiser ficar rico, procure outra profissão”. O salário atual ajuda, mas não deve ser sua única motivação.
H um texto ótimo disponível na internet: “O que é ser diplomata”, de César Bonamigo, que reproduzo a seguir.
O Curso Rio Branco, que frequentei em sua primeira edição, em 1998, pediu-me para escrever sobre o que é ser diplomata. Tarefa difícil, pois a mesma pergunta feita a diferentes diplomatas resultaria, seguramente, em respostas diferentes, umas mais glamourosas, outras menos, umas ressaltando as vantagens, outras as desvantagens, e não seria diferente se a pergunta tratasse de outra carreira qualquer. Em vez de falar de minhas impressões pessoais, portanto, tentarei, na medida do possível, reunir observações tidas como “senso comum” entre diplomatas da minha geraç~o.
Considero muito importante que o candidato ao Instituto Rio Branco se informe sobre a realidade da carreira diplomática, suas vantagens e desvantagens, e que dose suas expectativas de acordo. Uma expectativa bem dosada não gera desencanto nem frustração. A carreira oferece um pacote de coisas boas (como a oportunidade de conhecer o mundo, de atuar na área política e econômica, de conhecer gente interessante etc.) e outras não tão boas (uma certa dose de burocracia, de hierarquia e dificuldades no equacionamento da vida familiar). Cabe ao candidato inferir se esse pacote poderá ou não fazê-lo feliz.
O PAPEL DO DIPLOMATA
Para se compreender o papel do diplomata, vale recordar, inicialmente, que as grandes diretrizes da política externa são dadas pelo Presidente da República, eleito diretamente pelo voto popular, e pelo Ministro das Relações Exteriores, por ele designado. Os diplomatas são agentes políticos do Governo, encarregados da implementação dessa política externa. São também servidores públicos, cuja função, como diz o nome, é servir, tendo em conta sua especialização nos temas e funções diplomáticos.
Como se sabe, é função da diplomacia representar o Brasil perante a comunidade internacional. Por um lado, nenhum diplomata foi eleito pelo povo para falar em nome do Brasil. É importante ter em mente, portanto, que a legitimidade de sua ação deriva da legitimidade do Presidente da República, cujas orientações ele deve seguir. Por outro lado, os governos se passam e o corpo diplomático permanece, constituindo elemento importante de continuidade da política externa brasileira. É tarefa essencial do diplomata buscar identificar o “interesse nacional”. Em negociações internacionais, a diplomacia frequentemente precisa arbitrar entre interesses de diferentes setores da sociedade, não raro divergentes, e ponderar entre objetivos econômicos, políticos e estratégicos, com vistas a identificar os interesses maiores do Estado brasileiro.
Se, no plano externo, o Ministério das Relações Exteriores é a face do Brasil perante a comunidade de Estados e Organizações Internacionais, no plano interno, ele se relaciona com a Presidência da República, os demais Ministérios e órgãos da administração federal, o Congresso, o Poder Judiciário, os Estados e Municípios da Federação e, naturalmente, com a sociedade civil, por meio de Organizações Não Governamentais (ONGs), da Academia e de associações patronais e trabalhistas, sempre tendo em vista a identificação do interesse nacional.
O TRABALHO DO DIPLOMATA
Tradicionalmente, as funções da diplomacia são representar (o Estado brasileiro perante a comunidade internacional), negociar (defender os interesses brasileiros junto a essa comunidade) e informar (a Secretaria de Estado, em Brasília, sobre os temas de interesse brasileiro no mundo). São também funções da diplomacia brasileira a defesa dos interesses dos cidadãos brasileiros no exterior, o que é feito por meio da rede consular, e a promoção de interesses do País no exterior, tais como interesses econômico-comerciais, culturais, científicos e tecnológicos, entre outros.
No exercício dessas diferentes funções, o trabalho do diplomata poderá ser, igualmente, muito variado. Para começar, cerca de metade dos mil1 diplomatas que integram o Serviço Exterior atua no Brasil, e a outra metade nos Postos no exterior (Embaixadas, Missões, Consulados e Vice-Consulados). Em Brasília, o diplomata desempenha funções nas áreas política, econômica e administrativa, podendo cuidar de temas tão diversos quanto comércio internacional, integração regional (Mercosul), política bilateral (relacionamento do Brasil com outros países e blocos), direitos humanos, meio ambiente ou administração física e financeira do Ministério. Poderá atuar, ainda, no Cerimonial (organização dos encontros entre autoridades brasileiras e estrangeiras, no Brasil e no exterior) ou no relacionamento do Ministério com a sociedade (imprensa, Congresso, Estados e municípios, Academia, etc.).
No exterior, também, o trabalho dependerá do Posto em questão. As Embaixadas são representações do Estado brasileiro junto aos outros Estados, situadas sempre nas capitais, e desempenham as funções tradicionais da diplomacia (representar, negociar, informar), além de promoverem o Brasil junto a esses Estados. Os Consulados, Vice-Consulados e setores consulares de Embaixadas podem situar-se na capital do país ou em outra cidade onde haja uma comunidade brasileira expressiva. O trabalho nesses Postos é orientado à defesa dos interesses dos cidadãos brasileiros no exterior. Nos Postos multilaterais (ONU, OMC, FAO, UNESCO, UNICEF, OEA etc.), que podem ter natureza política, econômica ou estratégica, o trabalho envolve, normalmente, a representação e a negociação dos interesses nacionais.
O INGRESSO NA CARREIRA
A carreira diplomática se inicia, necessariamente, com a aprovação no concurso do Instituto Rio Branco (Informações sobre o concurso podem ser obtidas no site http://www2.mre.gov.birbindex.htm). Para isso, só conta a competência – e, talvez, a sorte – do candidato. Indicações políticas não ajudam.
AS REMOÇÕES
Após os dois anos de formação no IRBr , o diplomata trabalhará em Brasília por pelo menos um ano. Depois, iniciam-se ciclos de mudança para o exterior e retornos a Brasília. Normalmente, o diplomata vai para o exterior, onde fica três anos em um Posto, mais três anos em outro Posto, e retorna a Brasília, onde fica alguns anos, até o início de novo ciclo. Mas há espaço para flexibilidades. O diplomata poderá sair para fazer um Posto apenas, ou fazer três Postos seguidos antes de retornar a Brasília. Isso dependerá da conveniência pessoal de cada um. Ao final da carreira, o diplomata terá passado vários anos no exterior e vários no Brasil, e essa proporção dependerá essencialmente das escolhas feitas pelo próprio diplomata. Para evitar que alguns diplomatas fiquem sempre nos “melhores Postos” – um critério, aliás, muito relativo – e outros em Postos menos privilegiados, os Postos no exterior estão divididos em [quatro] categorias, [A, B, C e D], obedecendo a critérios não apenas de qualidade de vida, mas também geográficos, e é seguido um sistema de rodízio: após fazer um Posto C, por exemplo, o diplomata terá direito a fazer um Posto A [ou B], e após fazer um Posto A, terá que fazer um Posto [B, C ou D].
AS PROMOÇÕES
Ao tomar posse no Serviço Exterior, o candidato aprovado no concurso torna-se Terceiro-Secretário. É o primeiro degrau de uma escalada de promoções que inclui, ainda, Segundo-Secretário, Primeiro-
-Secretário, Conselheiro, Ministro de Segunda Classe (costuma-se dizer apenas “Ministro”) e Ministro de Primeira Classe (costuma-se dizer apenas “Embaixador”), nessa ordem. Exceto pela primeira promoção, de Terceiro para Segundo-Secretário, que se dá por tempo (quinze Terceiros Secretários são promovidos a cada semestre), todas as demais dependem do mérito, bem como da articulação política do diplomata. Nem todo diplomata chega a Embaixador. Cada vez mais, a competição na carreira é intensa e muitos ficam no meio do caminho. Mas, não se preocupem e também não se iludam: a felicidade não está no fim, mas ao longo do caminho!
DIRECIONAMENTO DA CARREIRA
Um questionamento frequente diz respeito à possibilidade de direcionamento da carreira para áreas específicas. É possível, sim, direcionar uma carreira para um tema (digamos, comércio internacional, direitos humanos, meio ambiente etc.) ou mesmo para uma região do mundo (como a Ásia, as Américas ou a África, por exemplo), mas isso não é um direito garantido e poderá não ser sempre possível. É preciso ter em mente que a carreira diplomática envolve aspectos políticos, econômicos e administrativos, e que existem funções a serem desempenhadas em postos multilaterais e bilaterais em todo o mundo, e n~o só nos países mais “interessantes”. Diplomatas est~o envolvidos em todas essas variantes e, ao longo de uma carreira, ainda que seja possível uma certa especialização, é provável que o diplomata, em algum momento, atue em áreas distintas daquela em que gostaria de se concentrar.
ASPECTOS PRÁTICOS E PESSOAIS
É claro que a vida é muito mais que promoções e remoções, e é inevitável que o candidato queira saber mais sobre a carreira que o papel do diplomata. Todos precisamos cuidar do nosso dinheiro, da saúde, da família, dos nossos interesses pessoais. Eu tentarei trazem um pouco de luz sobre esses aspectos.
DINHEIRO
Comecemos pelo dinheiro, que é assunto que interessa a todos. Em termos absolutos, os diplomatas ganham mais quando estão no exterior do que quando estão em Brasília. O salário no exterior, no entanto, é ajustado em função do custo de vida local, que é frequentemente maior que no Brasil. Ou seja, ganha-se mais, mas gasta-se mais. Se o diplomata conseguirá ou não economizar dependerá i) do salário específico do Posto , ii) do custo de vida local, iii) do câmbio entre a moeda local e o dólar, iv) do fato de ele ter ou não um ou mais filhos na escola e, principalmente, v) de sua propensão ao consumo. Aqui, não há regra geral. No Brasil, os salários têm sofrido um constante desgaste, especialmente em comparação com outras carreiras do Governo Federal, frequentemente obrigando o diplomata a economizar no exterior para gastar em Brasília, se quiser manter seu padrão de vida. Os diplomatas, enfim, levam uma vida de classe média alta, e a certeza de que não se ficará rico de verdade é compensada pela estabilidade do emprego (que não é de se desprezar, nos dias de hoje) e pela expectativa de que seus filhos (quando for o caso) terão uma boa educação, mesmo para padrões internacionais.
SAÚDE
Os diplomatas têm um seguro de saúde internacional que, como não poderia deixar de ser, tem vantagens e desvantagens. O lado bom é que ele cobre consultas com o médico de sua escolha, mesmo que seja um centro de excelência internacional. O lado ruim é que, na maioria das vezes, é preciso fazer o desembolso (até um teto determinado) para depois ser reembolsado, geralmente em 80% do valor, o que obriga o diplomata a manter uma reserva financeira de segurança.
FAMÍLIA : O CÔNJUGE
Eu mencionei, entre as coisas n~o t~o boas da carreira, “dificuldades no equacionamento da vida familiar”. A primeira dificuldade é o que fará o seu cônjuge (quando for o caso) quando vocês se mudarem para Brasília e, principalmente, quando forem para o exterior. Num mundo em que as famílias dependem, cada vez mais, de dois salários, equacionar a carreira do cônjuge é um problema recorrente. Ao contrário de certos países desenvolvidos, o Itamaraty não adota a política de empregar ou pagar salários a cônjuges de diplomatas. Na prática, cada um se vira como pode. Em alguns países é possível trabalhar. Fazer um mestrado ou doutorado é uma opção. Ter filhos é outra...
Mais uma vez, não há regra geral, e cada caso é um caso. O equacionamento da carreira do cônjuge costuma afetar principalmente – mas não apenas – as mulheres, já que, por motivos culturais, é mais comum o a mulher desistir de sua carreira para seguir o marido que o contrário2.
CASAMENTO ENTRE DIPLOMATAS
Os casamentos entre diplomatas não são raros. É uma situação que tem a vantagem de que ambos têm uma carreira e o casal tem dois salários. A desvantagem é a dificuldade adicional em conseguir que ambos sejam removidos para o mesmo Posto no exterior. A questão não é que o Ministério vá separar esses casais, mas que se pode levar mais tempo para conseguir duas vagas num mesmo Posto. Antigamente, eram frequentes os casos em que as mulheres interrompiam temporariamente suas carreiras para acompanhar os maridos. Hoje em dia, essa situação é exceção, não a regra.
FILHOS
Não posso falar com conhecimento de causa sobre filhos, mas vejo o quanto meus colegas se desdobram para dar-lhes uma boa educação. Uma questão central é a escolha da escola dos filhos, no Brasil e no exterior. No Brasil, a escola será normalmente brasileira, com ensino de idiomas, mas poderá ser a americana ou a francesa, que mantém o mesmo currículo e os mesmos períodos escolares em quase todo o mundo. No exterior, as escolas americana e francesa são as opções mais frequentes,
podendo-se optar por outras escolas locais, dependendo do idioma. Outra questão, já mencionada, é o custo da escola. Atualmente, não existe auxílio-educação para filhos de diplomatas ou de outros Servidores do Serviço Exterior brasileiro, e o dinheiro da escola deve sair do próprio bolso do servidor.
CÉSAR AUGUSTO VERMIGLIO BONAMIGO - Diplomata. Engenheiro Eletrônico formado pela UNICAMP. Pós- graduado em Administração de Empresas pela FGV-SP. Programa de Formação e Aperfeiçoamento - I (PROFA -
I) do Instituto Rio Branco, 2000/2002. No Ministério das Relações Exteriores, atuou no DIC - Divisão de Informação Comercial (DIC), 2002; no DNI - Departamento de Negociações Internacionais, 2003, e na DUEX - Divisão de União Europeia e Negociações Extrarregionais. Atualmente, serve na Missão junto à ONU (DELBRASONU), em NYC.
2 Conforme comunicado do MRE de 2010, é permitida a autorização para que diplomatas brasileiros solicitem passaporte diplomático ou de serviço e visto de permanência a companheiros do mesmo sexo. Outra resolução, de 2006, já permitia a inclusão de companheiros do mesmo sexo em planos de assistência médica.
Para tornar-se diplomata, é necessário ser aprovado no Concurso de Admissão à Carreira de Diplomata (CACD), que ocorre todos os anos, no primeiro semestre (normalmente). O número de vagas do CACD, em condições normais, depende da vacância de cargos. Acho que a quantidade normal deve girar entre 25 e 35, mais ou menos. Desde meados dos anos 2000, como consequência da aprovação de uma lei federal, o Ministério das Relações Exteriores (MRE/Itamaraty3) ampliou seus quadros da carreira de diplomata, e, de 2006 a 2010, foram oferecidas mais de cem vagas anuais. Com o fim dessa provisão de cargos, o número de vagas voltou ao normal em 2011, ano em que foram oferecidas apenas 26 vagas (duas delas reservadas a portadores de deficiência física4). Para os próximos concursos, há perspectivas de aprovação de um projeto de lei que possibilitará uma oferta anual prevista de 60 vagas para o CACD, além de ampliar, também, as vagas para Oficial de Chancelaria (PL 7579/2010). Oficial de Chancelaria, aproveitando que citei, é outro cargo (também de nível superior) do MRE, mas não integra o quadro diplomático. A remuneração do Oficial de Chancelaria, no Brasil, é inferior à de Terceiro-Secretário, mas os salários podem ser razoáveis quando no exterior. Já vi muitos casos de pessoas que passam no concurso de Oficial de Chancelaria e ficam trabalhando no MRE, até que consigam passar no CACD, quando (aí sim) tornam-se diplomatas.
Para fazer parte do corpo diplomático brasileiro, é necessário ser brasileiro nato, ter diploma válido de curso superior (caso a graduação tenha sido realizada em instituição estrangeira, cabe ao candidato providenciar a devida revalidação do diploma junto ao MEC) e ser aprovado no CACD (há, também, outros requisitos previstos no edital do concurso, como estar no gozo dos direitos políticos, estar em dia com as obrigações eleitorais, ter idade mínima de dezoito anos, apresentar aptidão física e mental para o exercício do cargo e, para os homens, estar em dia com as obrigações do Serviço Militar). Os aprovados entram para a carreira no cargo de Terceiro-Secretário (vide hierarquia na próxima seç~o, “Carreira e Salrios”). Os aprovados no CACD, entretanto, não iniciam a carreira trabalhando: há, inicialmente, o chamado Curso de Formação, que se passa no Instituto Rio Branco (IRBr). Por três semestres, os aprovados no CACD estudarão no IRBr, já recebendo o salário de Terceiro-Secretário (para remunerações, ver a próxima seç~o, “Hierarquia e Salrios).
O trabalho no Ministério começa apenas após um ou dois semestres do Curso de Formação no IRBr (isso pode variar de uma turma para outra), e a designação dos locais de trabalho (veja as subdivisões do MRE na página seguinte) é feita, via de regra, com base nas preferências individuais e na ordem de classificação dos alunos no Curso de Formação.
3 O nome “Itamaraty” vem do nome do antigo proprietrio da sede do Ministério no Rio de Janeiro, o Bar~o Itamaraty. Por metonímia, o nome pegou, e o Palácio do Itamaraty constitui, atualmente, uma dependência do MRE naquela cidade, abrigando um arquivo, uma mapoteca e a sede do Museu Histórico e Diplomático. Em Brasília, o Palácio Itamaraty, projetado por Oscar Niemeyer e inaugurado em 1970, é a atual sede do MRE. Frequentemente, “Itamaraty” é usado como sinônimo de Ministério das Relações Exteriores.
4 Todos os anos, há reserva de vagas para deficientes físicos. Se não houver número suficiente de portadores de deficiência que atendam às notas mínimas para aprovação na segunda e na terceira fases do concurso, que têm caráter eliminatório, a(s) vaga(s) restante(s) é(são) destinada(s) aos candidatos da concorrência geral.
O IRBr foi criado em 1945, em comemoração ao centenário de nascimento do Barão do Rio Branco, patrono da diplomacia brasileira. Como descrito na página do Instituto na internet, seus principais objetivos são:
harmonizar os conhecimentos adquiridos nos cursos universitários com a formação para a carreira diplomática (já que qualquer curso superior é válido para prestar o CACD);
desenvolver a compreensão dos elementos básicos da formulação e execução da política externa brasileira;
iniciar os alunos nas práticas e técnicas da carreira.
No Curso de Formação (cujo nome oficial é PROFA-I, Programa de Formação e Aperfeiçoamento - obs.: n~o sei o motivo do “I”, n~o existe “PROFA-II”), os diplomatas têm aulas obrigatórias de: Direito Internacional Público, Linguagem Diplomática, Teoria das Relações Internacionais, Economia, Política Externa Brasileira, História das Relações Internacionais, Leituras Brasileiras, Inglês, Francês e Espanhol. Há, ainda, diversas disciplinas optativas à escolha de cada um (como Chinês, Russo, Árabe, Tradução, Organizações Internacionais, OMC e Contenciosos, Políticas Públicas, Direito da Integração, Negociações Comerciais etc.). As aulas de disciplinas conceituais duram dois semestres. No terceiro semestre de Curso de Formação, só há aulas de disciplinas profissionalizantes. O trabalho no MRE começa, normalmente, no segundo ou no terceiro semestre do Curso de Formação (isso pode variar de uma turma para outra). É necessário rendimento mínimo de 60% no PROFA-I para aprovação (mas é praticamente impossível alguém conseguir tirar menos que isso). Após o término do PROFA-I, começa a vida de trabalho propriamente dito no MRE. Já ouvi um mito de pedida de dispensa do PROFA I para quem já é portador de título de mestre ou de doutor, mas, na prática, acho que isso não acontece mais.
Entre 2002 e 2010, foi possível fazer, paralelamente ao Curso de Formação, o mestrado em diplomacia (na prática, significava apenas uma matéria a mais). Em 2011, o mestrado em diplomacia no IRBr acabou.
Uma das atividades comuns dos estudantes do IRBr é a publicação da Juca, a revista anual dos alunos do Curso de Formação do Instituto. Segundo informações do site do IRBr, “[o] termo ‘Diplomacia e Humanidades’ define os temas de que trata a revista: diplomacia, ciências humanas, artes e cultura. A JUCA visa a mostrar a produção acadêmica, artística e intelectual dos alunos da academia diplomática brasileira, bem como a recuperar a memória da política externa e difundi-la nos meios diplomático e acadêmico”. Confira a página da Juca na internet, no endereço: http://juca.irbr.itamaraty.gov.bpt-bMain.xml.
Para saber mais sobre a vida de diplomata no Brasil e no exterior, sugiro a conhecida “FAQ do Godinho” (“FAQ do Candidato a Diplomata”, de Renato Domith Godinho), disponível para download no link: http://relunb.files.wordpress.com/2011/08/faq-do-godinho.docx. Esse arquivo foi escrito há alguns anos, então algumas coisas estão desatualizadas (com relação às modificações do concurso, especialmente). De todo modo, a parte sobre o trabalho do diplomata continua bem informativa e atual.
MEUS ESTUDOS PARA O CACD – http://relunb.wordpress.com
submitted by diplohora to brasilCACD [link] [comments]


2020.07.23 10:08 diplohora Bruno Rezende : meus estudos para o CACD Dúvidas Frequentes: a carreira

- Existe um limite ou uma idade “certa”, para tornar-se diplomata? Não. Todos os anos, são aprovados candidatos com idades bastante diferentes. Acredito que não haja uma média etária muito bem delimitada. No cursinho mesmo, conheci muita gente de diferentes faixas etárias. No geral, acho que é frequente a entrada de candidatos entre vinte e poucos e quarenta e poucos anos. Para prestar o CACD, o mínimo é de 18 anos, mas não há limite máximo de idade, salvo o previsto na Constituição Federal (70 anos).
- Sendo diplomata, dá para trabalhar em outro lugar também? É vedada a acumulação de cargos públicos, salvo para exercício da profissão de professor. Há vários diplomatas que dão aulas em cursinhos preparatórios para o CACD, em universidades etc. De todo modo, são oito horas diárias de trabalho no Ministério (mesmo durante o PROFA-I, não sobra muito tempo livre). Se você conseguir conciliar as duas coisas, sem problemas.
- E estudar? A mesma coisa. Há alguns diplomatas que conciliam o PROFA-I e/ou o trabalho no Ministério com o mestrado em Relações Internacionais na UnB, por exemplo. Se você der conta, ótimo. O problema é que a questão de horários pode não ser tão favorável, e você poderá, ocasionalmente, ter de abrir mão de alguma coisa.
- Quando terei meu passaporte diplomático? Assim que tomam posse, os Terceiros-Secretários podem solicitar sua identidade funcional e seu passaporte diplomático, que pode ser usado mesmo durante o período de férias. De todo modo, vale lembrar que isso não deixa os diplomatas imunes à necessidade de visto e de cumprimento dos regulamentos internacionais para circulação de passageiros (podendo, por exemplo, ser revistados em aeropostos etc.).
- Diplomata paga imposto? Lógico que paga. Acho que muitos se confundem porque, no exterior, de acordo com a Convenção de Viena sobre Relações Diplomáticas, os diplomatas não pagam impostos diretos (ou outros para os quais houver reciprocidade) para o governo do país onde estão acreditados (imposto de renda, IPVA, IPTU...). Isso não significa, entretanto, que diplomatas não paguem impostos indiretos (embutidos nos preços das mercadorias) ou, ainda, Imposto de Renda e Previdência Social para a União no Brasil (conforme previsão da Lei 8112/90 - Estatuto do Servidor Público Federal). Mesmo quando o diplomata está no exterior, continua pagando Imposto de Renda (a base de cálculo é diferenciada, não sei direito como é) e Previdência Social (para que o tempo de contribuição conte para a aposentadoria).
- Se eu for casado(a) com outra pessoa do serviço exterior brasileiro, conseguiremos uma remoção para o mesmo lugar? É, sim, possível. Segundo algumas informações que já li, o MRE facilita as coisas para casais de diplomatas, dando prioridade para que sirvam no mesmo posto. Isso não impede que sejam removidos para postos diferentes, caso queiram (vale lembrar que não há remoção obrigatória). É claro que pode ser mais difícil encontrar postos no exterior em que haja duas vagas especificamente correspondentes aos cargos dos diplomatas em questão - ou de um(a) diplomata e de um(a) oficial ou assistente de chancelaria. Se o casal ocupar o mesmo grau hierárquico (e.g. os dois são embaixadores), isso pode ser mais complicado. De todo modo, dá-se um jeito.
- Já vou receber salário durante o Curso de Formação? Sim, durante o Curso de Formação, os Terceiros-Secretários já recebem o salário integral da categoria.
submitted by diplohora to brasilCACD [link] [comments]


2020.07.16 16:52 fobygrassman HAPPN PARA CASADOS

HAPPN PARA CASADOS App para infidelidade casada e encontros discretos. Curta um caso agora!
Happn App para Casado. Infidelidade simplificada De uma dona de casa traidora real
DESCUBRA O APLICATIVO TRAIÇÃO MELHOR QUE A FELICIDADE Hoje em dia, com o Happn e outros aplicativos de namoro sendo usados, as mulheres estão mais abertas a encontrar parceiros on-line e a ter relacionamentos casuais e uma noite só ”
Mas e se você for casado ou noivo?
Você ainda pode usar o Happn?
A RESPOSTA É NÃO. Não use o aplicativo Happn se você é casado, você será pego 100%
Se você deseja que o Happn já esteja lá antes de se casar, leia isso! Porque existe um aplicativo Happn anônimo projetado para pessoas casadas. Happn requer seu perfil no Facebook. A Happn usa seu perfil pessoal do Facebook para criar seu perfil na Happn !! A Happn USA SEU NOME E IDADE NO FACEBOOK! Além disso, o Happn é tão amplamente usado, mesmo que você decida se inscrever na sua conta do Facebook, seria apenas uma questão de tempo até que um dos amigos solteiros de sua esposa o veja no Happn e o expulse. Você não pode carregar fotos discretas no Happn e espera se envolver com nenhuma mulher, porque existem milhões de homens com fotos de rosto inteiro com as quais você está competindo. Então, isso significa que, se você é casado ou noivo, não pode usar o happn app? Felizmente, existe um "Happn casado" e é assim que funciona
ASHLEY MADISON É UM PEDIDO PARA TRAIDORES CASADOS QUE FUNCIONAM EXATAMENTE COMO A HAPPN APP. Ashley Madison foi criada exclusivamente para traidores. Uma grande porcentagem de usuários é casada e há "destruição mutuamente garantida". Ou seja, se alguém o vê no Ashley Madison (Happn por trapaça), ele não o denuncia, pois precisaria explicar por que ele estava no site. Ashley Madison funciona perfeitamente no seu telefone da mesma maneira que a Happn. Você pode ver os usuários próximos a você ajustando o raio da pesquisa. O Happn para casais tem recursos adicionais que o Happn não possui, criados para mantê-lo 100% seguro e discreto. Ashley madison permite que você se inscreva sem verificação de e-mail, o que significa que você pode dizer que outra pessoa usou seu e-mail e que você não tinha ideia. A Happn obriga a usar seu perfil do Facebook com seu nome real e idade no seu perfil. Ashley Madison possui um assistente de foto que permite colocar uma máscara no rosto ou desfocar a imagem para que você não possa ser identificado. Os usuários de Ashley madison são muito mais compreensivos quando você tem apenas fotos discretas disponíveis. Se você tentasse isso no seu Happn, obteria zero correspondências. Ashley Madison também oferece uma galeria privada onde você pode armazenar suas fotos e conceder e revogar o acesso aos usuários a qualquer momento. No Happn, todas as suas fotos podem ser visualizadas ... por qualquer pessoa ... a qualquer momento! Ashley Madison tem um site para dispositivos móveis muito rápido, para que você não precise baixar um aplicativo para o seu telefone. Isso é especialmente útil para pessoas cujos parceiros geralmente têm acesso ao telefone. O Happn é apenas um aplicativo que você precisa baixar para o seu telefone. Ashley Madison é 100% grátis para mulheres, o que garante uma base de usuários feminina ativa e envolvente. Happn cobra homens e mulheres.
Se você quer toda a diversão e emoção de Happn, mas é casado ou tem um relacionamento, você definitivamente deveria tentar Happn for Married: Ashley Madison.
O QUE É A GERAÇÃO "HAPPN"? Devido a aplicativos como o Happn e outros, as mulheres são mais promíscuas do que nunca.
Antes do Happn, apenas um dos meus amigos usava qualquer site de namoro. Ela só saiu em 3 encontros ao longo de 2 anos. Mas desde que Happn, todas as minhas amigas têm um perfil e o estão usando ativamente! Graças à Happn, as mulheres agora estão confortáveis ​​e com experiência em namoro online e abertas a conhecer homens online. O namoro on-line agora é a maneira número 1 pelas mulheres encontrar homens para encontros.
EXPIRADO EM SEXO CASUAL Eu tive muitos encontros no Happn e aplicativos semelhantes, e todos os meus amigos também. Depois de ter seu primeiro encontro casual e perceber que uma noite divertida, apaixonada e emocionante é apenas um aplicativo, você não será privado.
A "GERAÇÃO HAPPN" É AGORA A FAIXA ETÁRIA DOS RECÉM-CASADOS. As mulheres que usaram o Happn entre 20 e 30 anos de idade estão casadas há anos e “o período da lua de mel está acabado. Eles estão ficando insatisfeitos e querem um caso. Muitos de meus amigos que usaram o Happn estão agora, casados, noivos ou em relacionamentos de longo prazo; Adeus Happn diversão e Olá compromissos de longo prazo.
ELES SÃO NOSTÁLGICOS POR SUA JUVENTUDE SEXY Agora sou um dos meus únicos amigos que ainda são solteiros e posso honestamente admitir que meus amigos casados ​​(especialmente aqueles que estão casados ​​há muito tempo) sempre me dizem como tenho sorte e o quanto eles sentem falta da diversão de encontros on-line. Happn para casados
A LUA DE MEL ACABOU Depois de um tempo casado, o sexo e a paixão desaparecem. Todos os meus amigos dizem que sentem falta da validação e do entusiasmo que têm de combinar caras atraentes. O Happn não é mais uma opção Todos os meus amigos casados ​​dizem que adorariam usar os aplicativos de namoro novamente. No entanto, se o fizessem, seus maridos descobririam muito rapidamente. A Happn e outras aplicações usam o facebook para gerar seu perfil. Happn mostra amigos em comum, seu nome, idade. Sites como ashley madisn estão vendo um grande aumento de usuários e um grande aumento de mulheres. Os aplicativos de conexão Happn e similares se tornaram um campo de treinamento para mulheres. Eles são treinados na arte do sexo casual e do namoro on-line e procuram ter encontros infiéis agora!
submitted by fobygrassman to TinderParaCasados [link] [comments]


2020.07.16 05:43 dhescarte Egoísmo

Conta descartável, estava precisando colocar tudo isso para fora e ouvir se estou sendo uma idiota.
Namoro faz algum tempo com esse garoto, e de forma geral gosto muito dele. Temos nossas diferenças mas conseguimos conciliar isso conversando, com algum esforço.
O problema é que desde o começo da quarentena, eu sinto nosso relacionamento cada vez mais desgastante para mim. Chegou ao ponto de eu achar irritante ele perguntar como foi meu dia várias vezes no decorrer deste, mesmo comigo já tendo previamente dito como foi. Quando pergunto para ele como preferiria que fossem nossas interações durante o dia, para evitar este sentimento, ele não consegue me responder. Eu me esforço para entendê-lo, mas às vezes sinto que ele sequer tenta me ajudar à fazê-lo. Sinto como se estivesse jogando meu mundo fora da própria órbita para agradá-lo, porque ele sente a necessidade de ativamente fazer parte de tudo que envolva nosso relacionamento.
Casais de plantão, é realmente tão difícil ajudar outras pessoas a te entenderem e eu não estou sendo compreensiva o bastante?
TL;DR: Acho meu namorado egoísta e difícil de agradar.
submitted by dhescarte to desabafos [link] [comments]


2020.07.14 16:30 galoccego Relato de um ex-barman

ESSE RELATO NÃO É MEU, ENCONTREI NO FACE E COMO ACHEI MUITO INTERESSANTE DECIDI TRAZER PARA O REDDIT.
Relato da internet: Parte 1 Já trabalhei como barman e observando bastante a vida dos que estavam do outro lado do balcão, tudo o que já falaram é verdade.
Entradas para as mulheres são sempre cortesias. Os homens pagam caro. E não se enganem achando que as mulheres não pagam a entrada, quem paga são os homens. Se a entrada na noite custa R$ 30,00 pra um homem, a verdade é que é R$ 15,00 masc(a dele). e R$ 15,00 femin(de alguma menina que entrou "free"). Os donos de bares jamais levam prejuízos e nada é de graça. No bar que eu trabalhava, o dono fazia "descontos" para os amigos, e usava esse argumento.
Nos bares sempre tem as bebidas originais bem guardadas, que são destinadas aos Vips. Geralmente, os alfa$. Os ricos chegam, as bebidas de qualidade vão todos para eles, e pegam mulher com o rodo. Já os pobres coitados que não são ricos, consomem bebidas falsificadas e não pegam ninguém.
Nesses lugares, o que mais vi mandar em tudo é o dinheiro. Quanto mais rico o cara for, mais mulher ele consegue. E nunca vi um alfa físico sair ganhando de um rico. A ordem de prevalências pelo que já constatei é:
  1. Ricos.
  2. Caras que tem o shape massa.
O resto nem entra, porque gordos, magrelos, baixos, pobres, etc, só levam prejuízo na balada. Prejuízo financeiro e EMOCIONAL. Quando conseguem alguma coisa, é no final da noite com alguma feínha que foi rejeitada pelos alfas. Quando a balada está terminando, e aquelas meninas que foram rejeitadas pelos alfas estão voltando para casa chateadas com a vida, é onde os zé ninguéns conseguem alguém. A única chance para o cara mediano na balada conseguir alguma coisa, é no fim dela. Pois mesmo uma vilena numa balada se sente uma rainha, e despreza todo mundo, com um ego gigantesco. Elas fazem isso porque se acham dignas apenas dos alfas. Mas quando os alfas as dispensam e a rejeitam porque acharam outra mulher mais atraente, é um tiro bem no meio do ego dela, pois ela passou a festa inteira dispensando os medianos porque se achava digna apenas do alfa, e agora no final ela vai embora sozinha sem ninguém? Aqui é onde o emocional está fragilizado e onde o homem mediano terá mais chances de conseguir alguma coisa com uma menina mediana ou feia. As bonitas, esqueçam. Não tem nem como se você não for alfa.
Se a intenção é pegar mulher, se for ao puteiro gastará bem menos financeiramente, não terá desgaste emocional, e o risco de pegar DST é o mesmo da mulher baladeira. Se brincar, é até menor. Se não for rico, beberá bebidas falsas, terá prejuízo, e saíra com o emocional destruído de lá, achando que o problema do mundo não te aceitar e te enxergar é seu.
Já vi muitos clientes homens medianos, indo pagar sua conta cabisbaixo, sem graças, com dois ou três amigos tudo desanimado porque vão embora sozinhos dentro um carro. E outros fingindo que só foram na balada pra curtir, que embora não tenham pegado ninguém, se divertiram e etc. O que é mito.
E tem um monte de mulher que paga de santinha falando que vai só pra curtir e ver o Dj, ou porque gosta de tal banda e etc, mas vai só pra dar toco. Não gostam de transar, não gostam de beber, não gostam de nada, só de se sentirem poderosas. Até os alfas penam nas mãos dessas mulheres em baladas.
Em baladas, o único que ganha realmente é o dono da boate. Pois ele ganhou um lucro exorbitante nas bebidas que vendeu(porque TODAS as bebidas são compradas a preço de banana, se você paga R$ 250,00 numa garrafa de whisky, pode ter certeza que ela foi comprada por R$60,00 no máximo, e se for falso, R$ 20,00 ou 30,00). Para constatar isso do preço, é bem simples, vá um supermercado e olhe o preço da garrafa. Depois divida ele por 2. E compare com o preço que você pagou na boate. No bar que trabalhei, compravam latinhas de Antartica por R$ 1,45 no próprio supermercado, e revendiam a R$ 5,50. Quando compravamos direto da Ambev, havia longneck que pagamos 0,90c a unidade, e revendiamos a R$ 6,00 ou R$ 7,00. O dono sempre tem mulher no pé dele, e mulher top. Ele nunca fica "desamparado sexualmente". O status do cara de ser dono de uma boate, desbanca todos os alfas.
Na minha opinião boate é um prejuízo de todas as formas possíveis, exceto para o dono. Mesmo para os alfas e ricos, é um prejuízo tanto financeiro como emocional. Pois você continua pagando pra comer a menina e se desgatando emocional fingindo interesse, competindo com outros machos e etc., mas eles não ligam, né?
Parte 2 Baladas é tanto o puteiro para mulheres, como disseram, como também é armadilha para bobos. É bom mostrar os outros aspectos que prejudica o homem, não sendo só as mulheres, para que possam ficar alertas. Todos os panfletos, as propagandas, as pulseiras de camarote, os copos e bonés e outros brindes... Tudo isso é friamente pensado pelos organizadores da festa para vender uma ilusão enorme, de tal forma que faça o nerd jogador de minecraft sentir vontade de sair de casa e ir lá e gastar seu dinheiro achando que vai se dar bem, de fazer a mais alta piranha sonhar que vai encontrar o Eike Batista dela lá dentro. Observem bem na cidade de vocês como são as propagandas, se você esquecer seu bom senso um pouquinho, você vai cair no conto de que balada é o melhor lugar para ir e ser feliz.
Por trás dos autofalantes, dos graves, do neon, daquelas pessoas fingindo ser felizes, está um máquina pronta pra sugar seu dinheiro. A intenção é sempre pegar o dinheiro do homem. É por isso que eles também lotam de mulheres, quanto mais cheio de mulher um lugar estiver, mais homem disposto a perder tudo o que tem. Mulheres são as iscas, a massa de manobra, para juntar homens fracos emocionalmente e sugarem seu dinheiro. Em uma análise bronca, pode-se dizer que boate é uma das coisas mais anti-homem já criadas. Porque ela nunca prejudica as mulheres de fato, somente homens. Pois mesmo as mulheres sendo apenas iscas, elas ganham emocionalmente e ganham a chance de encontrar um bobo para ser provedor (e acreditem, tem muito playboy que assume uma bomba dessa).
E depois que o camarada entra lá dentro, ele vai ser vampirizado financeiramente o quando puder. A vampirização emocional é só a consequência de ser bobo. Eu mesmo comprava maços de Carlton por R$ 6,50, e vendia cada cigarro picado por R$ 2,00. Eu ganhava em torno de R$ 30,00 por maço, pois na boate não era permitido vender e fumar, mas o cigarro é um símbolo de status que todo mundo lá dentro quer, até quem não fuma quer fumar pra poder ser notado, e quem se aproveitar disso... Será que é errado? Não sei. Eu fazia. Sei que quando meus maços acabavam, os caras ficavam tão fissurados que saíam da boate, iam até os postos de combustíveis, compram cigarro e voltavam. Só pra poder senta na mesa fumando. E a mesma lógica vale também as drogas ilicitas (que eu não vendia, mas quem vendia ganhava uma puta grana).
O ambiente geralmente é tão baixo, que as pessoas que estão no camarote, com pulserinha e copo estilizados por exemplo, esnobam as pessoas que estão na pista. Mulher então? Elas faziam questão de mostrar que são apenas para os vips lá de cima. As mulheres quando sobem para os andares superiores, elas se sentem como verdadeiras deusas. E falo isso porque, eu trabalhei no bar de camarote, e minha função era apenas preparar coqueteis e servir bebidas, nada mais e também não abria nenhuma exceção pra favorzinho. E ouvia muitos sapos de mulheres dizendo que estudam medicina ou direito, que estavam acompanhadas de fulano de tal, que eu tinha que fazer o que eles mandavam... E eu nunca fazia. Só me restringia ao bar. Já tive que chamar segurança pra me defender porque os ricões, além de bobos, ainda queriam pagar de machões e iam lá tirar satisfação do porque não levei algo para a mesa deles etc, sendo que tinha garçom pra isso. Alias, os garçons... Pobres coitados! Eram o que mais sofriam. Raramente eu trabalhei com o mesmo garçom por mais de dois meses, eles não aguentam. Eles chegam na mesa e são ridicularizados, pelos homens que querem bancar os machoes e pelas mulheres que sentem poderosas. É realmente um trabalho de cão. A maioria dos garçons(e barmans) eram estudantes, caras feios, magros, precisavam de um dinheiro extra, e faziam esses bicos. E quando topavam de servir uma mesa cheio de caras ricos, mulheres bonitas e etc... Puts. Dava dó. Eram motivo de piadas. Você via nitidamente o emocional dos caras destruídos. Tinha que ter um emocional muito forte pra aguentar aquilo sem esmorecer. As mulheres sentiam um prazer enorme em ver outros caras pisando no pobre coitado que estava servindo elas, elas se sentiam, de verdade, deusas. Eu aposto que elas gozavam quando debochavam dos outros.
E, também, boate é um ambiente muito inseguro. Além das brigas constantes que sempre acontecem, quase dono nenhum gasta dinheiro investindo na segurança da infraestrutura, porque eles pensam que nunca vai acontecer nada na boate deles.
Parte3
Sobre DSTs, era prache eu ouvir comentários de fulanas e ciclanas que tinham herpes na xota. Com tempo você vai pegando amizade com alguns caras, seguranças, e as fofocas correm. Mulheres bonitas, que só frequentam camarote e só andam com os ricões e esnobavam todo mundo, tinham histórias muito cabulosas. Tinha menina que eles falavam pra não deixar ela nem fazer boquete porque senão o pau pegava carie. Meninas que todo matrixiano JAMAIS pensaria que fosse tão nojenta. E são essas meninas que vão se casar aos 30 anos com um bobo matrixiano que jamais vai saber do passado negro dela. Já vi alguns casais por aqui, um cara gente fina, que mal saia de casa, junto com uma menina que era verdadeiro carrapato de boate. E quando elas reconhecem a gente na rua, abaixam os olhos, ficam com medo da gente ser amigo do namorado dela e contar as coisas que viamos.
Mals o textão. Mas pra quem teve saco e quis ler, fica o relato. Se eu contar todas as histórias escabrosas que já vi e ouvi, do que a gente faz nas boates com as bebidas, enfim, é de doer os olhos. Mas tem gente que apanha e apanha e continua indo. Tenho amigos que diz que exagero muito, que eu sou revoltado e etc. Mas, as pessoas são como animais criados pro abate, são influenciados pela propaganda, sempre vão, se dão mal, passam mal, mas acordam no outro dia crente que o próximo final de semana será diferente. Enquanto isso vão só perdendo dinheiro e tempo.
Eu não recomendo o cara nem ir a um pub bem light. Embora não sejam um ambiente tão fútil e banal como é a boate, acontecem as mesmas coisas, mas apenas em menor escala e mais discretamente. Se a intenção é beber com os amigos, descontrair e relaxar, é melhor queimar uma carne em casa e comprar bebidas por conta, por exemplo. Pelo menos é minha opinião. Para conhecer mulheres: não faça isso, meu amigo. É tiro no pé.
Talvez alguém pense que essas coisas são exageros, mas é a minha conclusão da minha experiência pessoal enquanto fiz bicos de barman. E quando falo barman, esqueçam aquele esteriotipo de cara fortão, bonito que usa uma gravata borboleta no pescoço, na maioria dos casos é só gente normal fazendo bico. Esses "showmans" são outra parte da história que tem bastante privilégios por serem alfas. Eu não fazia parte dessa categoria. Pra eles as boates devem ser boas. Não era para mim porque eu sou um cara normal, e talvez por isso até pareça um butthurt. Mas é só um relato que espero que sirva de alerta. Hehe
Parte 4 Obrigado pelas boas vindas, pessoal!
Então... Sobre as histórias cabulosas, vou começar contando as profissionais. Claro que existe boates exceções assim como mulheres (será? ), mas... Enfim. Eu também não trabalhei em clubes de tão alto padrão assim, quando eu falo que era clubes pra quem tinha dinheiro, é porque as coisas eram muito caras. Mas, não é nada comparado a uma boate grande e famosa. hehe
Começando pelas bebidas, coisas que barmans geralmente são obrigados a fazer:
- A maioria das pessoas não bebem as cervejas completamente, pois elas esquentam rápido na mão, e sempre volta pro bar ou fica espalhado pelo lugar longnecks pela metade. No final da festa, alguns barmans despejam toda essa sobra de cerveja num balde, enfileira as longnecks e coloca funis nos gargalos, e sai enchendo elas tudo novamente. Depois colocam a tampinha e botam pra gelar. As cervejas, lógicamente, vão ficar chocas. Por isso só devem começar a servidas após 2h da manhã, por exemplo. Onde a maioria já se encontra bêbada e qualquer coisa que consumir está gostoso. Como os barmans, por cortesia, sempre abrem as longnecks para os clientes, eles nunca desconfiam das tampas frouxas. Não fiz muito isso, mas já trabalhei em um local e uma festa ao ar livre que fez. Não era prática diária comigo.
- Os sucos naturais, não são naturais. Muita gente pagava o preço por um coquetel feito com o suco da laranja exprimida na hora, mas tudo era somente suco de saquinho(tang ou o mais barato que tiver) batido no liquidificador. Ele fica consistente e espumoso como um suco da fruta. Restaurantes também fazem essa jogada. Um copo de suco "natural" de 200ml era R$ 4,50, por exemplo. O saquinho tang que fazia 1l no liquidificador era 1 e pouco.
- As tequilas sempre saíam em dose, e as garrafas sempre ficam com o barman. Reaproveitamos sempre a mesma garrafa, enchíamos ela um pouco menos da metade de whisky vagabundo ou falsificado, e completávamos com pinga vagabunda. Sacudiamos e vu a la! Tinhamos uma tequila ouro José Cuervo. Como a maioria das pessoas não conhece gosto de nada, pagam R$ 15,00 numa dose de 50ml que custou apenas, no máximo, R$ 5,00 pra fazer. E pior: muitos ainda elogiavam. xD
- Tinhamos um tónel, que se dizia vender cachaça artesanal. Cada dose de 50ml era R$ 6,00. Mas sabe o que tinha lá dentro? Pinga barata de R$ 3,00 o litro. Aquelas 51, 21, 31...
- Os whiskys que servíamos no bar, sempre eram tretas. Muitas vezes a gente fazia aquele lance de encher a garrafa de coca-cola com whisky barato e acoplar ela na boca de uma garrafa de Red Label e mandar o o whisky vagabundo pra lá. Essas geralmente são as que ficam penduradas no dosador de garrafa invertido. Numa festa com umas 3 ou 4 caixas de whisky, tinha no máximo 3 ou 4 garrafas realmente originais, guardadas para os magnatas.
- Quase sempre a gente recebia ordens pra marcar coisa a mais na comada do cliente, se ele parecesse que estivesse muito bêbado. Quando eles iam pagar, sempre ficavam muito putos com as meninas que trabalhavam no caixa, mas, então o gerente jogava aquela onda de que ele emprestou a comanda pra alguma mulher, que ele não lembra, se a coisa aperta muito já vinhas os seguranças intimidar, no final o cara sempre pagava. Não tinha jeito.
- As porções nunca jogavam fora. Já vi cozinheira tirando cinzas de cigarro de um resto de porção de batata e guardando as batatas pra usar com outra pessoa que comprava porção.
Tomem bastante cuidado, porque vocês nunca vão saber o que realmente estão consumindo. Isso não vale só pra boate, vale pra restaurante, lanchonete, casa da vó etc.
Também existia alguns esquemas de lavagem de dinheiro, eu não sabia muito sobre isso, só ouvia a respeito. Mas alguns eventos em fazendas particulares, reunia bastante magnata e alguns amigos afirmavam que rolava um esquema de lavar dinheiro tenebroso. E que muitas boates são usadas pra isso. Sobre isso não posso afirmar com certeza, isso foi só um boato que eu ouvia e acreditava, por tudo o que eu já presenciei lá.
Para atrair homens para festa, o promoter dava brindes, cortesias e até dinheiro pra algum grupo de meninas fazer volume na porta da boate. Já dava as instruções para elas irem super maquiadas, roupas curtas e ficarem bem visíveis. A panfletagem nas ruas e nas faculdades, era sempre feito por meninas bonitas e com roupas curtas. O próprio promoter que cuidava da casa, fazia uma propaganda ferrenha no Facebook. Pra cada 5 mulheres que ele marcava no post, ele marcava 1 homem, por exemplo. E pedia pras meninas confirmarem presença no evento divulgado no Facebook. Tudo isso pra dar a impressão que naquela festa tem mais mulher do que homem.
Parte 5 Então, o homem escravogina, solitário e carente, via aquele harém pela baguetala de R$ 30,00 o ingresso... Era casa cheia na certa. Uma vez lá dentro, o cara até parcela a consumação no cartão de crédito. A maior dificuldade é sempre fazer o homem entrar na boate, porque depois que está lá dentro, já era.
Um pouco do lado obscuro:
As mulheres nunca me cantaram no balcão com um real interesse em mim. Geralmente, aparecia uma mediana que estava de favor na festa, jogar um charme pra tentar descolar um drink de graça. Como eu não dava, saíam nervosas e davam chiliques. Mas alguns colegas davam, e só ganhavam um sorrisinho de volta e a menina nem voltava mais no bar, senão pra tentar pegar outro drink na faixa. Mas para meus colegas, aquele sorrisinho era sinônimo de um casamento. kkkkk
Elas sempre pediam para o acompanhante delas levantar e buscar bebida no bar, jamais ela ia sozinha ou ia junto com ele. E nesses momentos, esses prazos de 5 e 10 min, é onde ela flertava com muitos outros homens. O cara saia da mesa para buscar mais bebida para ela, e ela levava aquelas bulinadas do cafa de leve, pra elas era como se estivessem numa sauna greco-romana.
Banheiro de deficiente físico sempre foi usado como quarto de sexo. Isso era unânime em todas casas que trabalhei e eventos que fiz, era só jogar um "café" na mão do segurança, que o próprio segurança vigiava a porta pra não deixar ninguém interromper a trepada. Aqui era onde muito cara com físico bom e pouca grana, algumas vezes ganhava a noite. Ele não precisava de carro, nem de levar no motel, nem nada, torava a menina na lá no banheiro e só dava uma gorjeta pro segurança. Havia vezes que garotas de programas trabalhavam discretamente nos eventos, em parceria com os seguranças. Elas davam uma grana pra eles, e ela fazia o trabalho. A mesma menina, que nem parecia puta, ás vezes transava com 3 ou 4 cara na mesma noite, sem ninguém nem desconfiar que rolava uma fita dessa lá dentro. Mas como nada fica discreto pra sempre, começou querer haver CONCORRÊNCIA, outras meninas também queriam, e aí começou virar bagunça até que o dono deu um jeito de cortar ameaçando os seguranças de demissão.
Muita gente FINGIA ficar bêbada pra ter desculpas para fazer merda. Isso eu via muito, e a maioria sempre era mulheres. Elas subiam na mesa, faziam danças sensuais, ligavam para ex, pegava no pinto do caras, traiam os namorados, enfim, fingindo completamente que estavam bêbadas. Eu sabia que era fingimento, porque eu tinha um certo controle de quem bebia no bar, dava pra saber o quanto a pessoa consumiu e tinha menina que tomava duas cervejas e começava a fazer merdas, só pra ter um monte de cara endeusando elas e poder fazer uma putaria "sem culpa". E quem fica bêbado com duas cervejas? Mas tinha muito idiota que caía.
Certa vez, trabalhei em um evento que veio uma Dj que era da Espanha, senão me engano. Não lembro o nome, mas era uma menina baixinha com trejeitos de sapatão, cabelos raspados do lado e tranças onde tinha cabelo. Quem é mais ligado em música eletrônica deve saber o nome, eu não lembro. (Ela é aquele tipo de dj desconhecido no país onde mora, mas quando vem pro Brasil, faz sucesso, porque brasileiro é lambe-saco de gringo.) Eu sei que foi um evento que todo mundo quis ir, mas o lugar estava lotado, ingressos caros e etc. Havia uma menina que estava lá dentro, mas queria passar mais cinco amigas pra dentro da festa na faixa. O segurança não deixava. Até que uma delas ofereceu um boquete pra ele. Não foi nem o cara que pediu. A própria menina ofereceu. Obviamente, ele não recusou. Deram um jeito de ir pro estacionamento da fazenda e mandou ver. Entrou as cincos. Depois vi essa mesma menina beijando um playboy na mesma festa, o que me embrulhou o estômago. E com o tempo, ela foi ganhando fama de boqueteira entre os seguranças, então toda festa grande, os caras quase saiam no tapa pra decidir quem ia ficar na portaria, porque já sabiam que ela ia aparecer por ali. Afinal, ela não tinha grana e não tinha jeito de entrar, mas queria estar no meio dos playboys. E ela virou figurinha marcada mas depois sumiu. Um belo dia, num pubzinho, eu tava na porta conversando com os seguranças, ela me desce do carro de mãos dadas com um playboy. O segurança cumprimentou ela, e ela fingiu que não conhecia(sendo que ela tinha um passado negro com ele). Cumprimentou apenas o dono do pub e falou que agora estava noiva do fulano de tal. O cara tinha grana, a julgar pelo carro que ele tinha na época. E depois nunca mais víamos ela nas festa, e quando ia, ia acompanhada dele.
Que fique claro que não estou querendo criar ódio por boates, é só um relato do que vivenciei. O cara que quiser ir, não se prenda no que eu falo não, só fique atento. Hehe
Parte 6 Fico feliz em saber que tem alguma utilidade minhas observações. É impressionante o que você enxerga por trás das coisas somente observando. Nem precisa ser clarividente. hehe
Com o decorrer do tempo vou dando um up aqui com as histórias banais.
Mas acho que o mais importante que eu queria ter compartilhado com vocês a respeito das boates, era a questão de como fraudávamos bebidas. Porque isso é algo que prejudica a saúde dos consumidores a longo prazo, e além de pagar caro por algo que você nem sabe o que é. É algo que me arrependo de ter feito, embora fosse meu trabalho, então eu sempre tento alertar as pessoas que vão em boates para ficar espertas nesse sentido.
As histórias das perícias femininas são coisas bem baixas, praticamente histórias de filmes pornôs. Mas nada diferente do que acontece fora da boate, também.
Eu achava mais interessante o comportamento masculino do que o feminino, e aprendi muito observando caras que estavam caídos, usando a tal lógica reversa. Por exemplo, nas festas acontecem muitas frustrações, e na minha condição de barman, muitas vezes acabávamos fazendo um papel de ouvinte e psicólogo. Muitos homens bebem para amenizar as dores, e quando encontram alguém para ouvir os problemas deles, os caras desabam. Geralmente, esse alguém é o barman, o garçom... Ninguém do outro lado do balcão, nem os próprios amigos do cara, o acolhem nesse momento. E aqui vivenciei muitas situações constrangedoras, de caras enormes de tamanho, chorando feitos beberrões na minha frente. Era engraçado, porque eu sou um cara pequeno e mais duro emocionalmente do que eles(que em teoria, pareciam ser os caras mais frios do mundo) . hehe
Eu não podia fazer muita coisa a não ser ouvir e guardar aquelas histórias como experiências. Eu praticamente nunca consegui ajudar nenhum cliente. Todos eles queriam ouvir que a esposa era exceção, que mesmo traídos deveriam dar segunda chance, que ele era o errado da história, etc. Nenhum aceitava qualquer ponto de vista diferente em que a sua companheira fosse uma pessoa ruim. E ás vezes, discutiam comigo defendendo a esposa após eu aplicar pequenas injeções de real. Mas com tempo percebi que era inútil tentar salvar alguém, porque existe homens que se acomodaram a viver numa lama emocional que tem até medo de sair dali. Eu no máximo consegui algumas amizades, que me ajudaram depois a arranjar outro emprego melhor, mas, os caras infelizmente vivem a mesma vida que levavam, com migalhas emocionais, dores profundas e um depressão que eles tentam abafar com bebida, gerando lucro pra alguém que se aproveita da fraqueza emocional desses mesmo caras.
Acho que se o cara assimilou bem a real, é esperto, tem uma grana pra gastar que não vai fazer falta, tem problema nenhuma ir em boate. O único problema que vi mesmo é o cara pobre que se endivida achando que vai ter sexo fácil ou o ingenuo que vai achando que vai encontrara mulher da vida dele lá.
submitted by galoccego to brasilivre [link] [comments]


2020.07.09 14:47 Brunobriro Crônica de um relacionamento aberto e suas consequências.

Olá, Luba!
Como vai? Resolvi contar um pouco da minha história visto que na maioria dos Reddits que você compartilha com a turma sobre relacionamento sempre é voltado pro lado da guerra e dispustas entre os casais e seus términos. Então vamos lá:
Em 2014 eu entrei num relacionamento que durou 4 anos! Nos casamos e fomos morar juntos. Eu e ele nos conhecemos numa rede social (o que pra época ainda era algo considerado esquisito) mas deu certo. Com quase 2 anos juntos decidimos com uma boa conversa abrir o relacionamento o que por muito tempo deu super certo e nunca tivemos problemas com ciúmes ou qualquer outra coisa. Mas no ano de 2018 conhecemos um rapaz (vamos chama-lo de Carls) numa festa e eu me envolvi com ele e depois o meu ex também quis sair com ele. Acontece que um tempo depois descobrimos que este rapaz também namorava só que tinha um relacionamento monogâmico. Os dias se passaram e nós fomos ficando um pouco próximos (eu, meu ex o Carls). Acontece que ele sofria um relacionamento abusivo onde o namorado dele chegou até expulsa-lo de casa e fazer outras coisas que não convém comentar, e ele encontrou na gente uma vávula de scape para pedir conselhos, desabafar e simplismente conversar, percebendo eu que ele queria algo a mais cortei imediantamente as relacões para nao gerar conflitos entre eu e meu ex. Só que o meu ex nestas indas e vindas se apaixonou por ele e eu percebi. Numa noite reparei que meu ex estava muito triste e fui perguntar (já tinha mais ou menos noção do que estava acontecendo) e perguntei: Ex você está apaixonado pelo Carls? E ele com os olhos arregalados respondeu: Acho que sim.
Eu não sabia o que fazer, apesar de ter a consciência de que não somos donos de ninguém e eu não tinha "comprado" o meu ex para ser meu para sempre, a gente fica meio surpreso! Então respirei fundo tentando não julgar pois, poderia ter acontecido comigo em qualquer outra ocasião. Nós conversamos quase a noite toda e ele estava quase tão perdido quanto eu. Os dias foram passando e eles continuaram se encontrando algumas vezes. Eu dei um tempo para meu ex pensar no que ele queria ( eu ou ele) mas simplismente meu ex não conseguia tomar uma decisão! Ele dizia que amava os dois e queria que fossemos um trisal. Bom, eu amava o meu ex e tinhamos muitos planos pro futuro então tentei não me colocar numa caixa e decidi dar uma chance, mas foi um desastre, pois eu não estava apaixonado pelo Carls, o sentimento era só entre eles dois e eu fiquei completamente deslocado, então disse: Ex ou você escolhe ele ou eu pois os dois não vai rolar. E eu disse isso crendo que ele ia escolher a mim, a final, tinhamos 4 anos de casados. Mas ele escolheu o Carls. Meu ex terminou comigo na frente do meu trabalho na calçada na hora do almoço. Acontece que o namorado do Carls descobriu o que rolou e jogou todas as roupas do Carls na minha casa pelo muro da frente e ameçou tanto o Carls quanto o meu ex. Só que o Carls não tinha pra onde ir, a família dele era de outra cidade e não o aceitava pois eram todos da Igreja, ali ele só tinha o seu agora ex namorado. O que eu fiz? Segurei de novo meu julgamento, e minha ira e meu ego e coloquei ele pra dentro da minha casa com então agora o meu ex que era atual dele, então ficamos nó 3 morando na mesma casa por 1 mês pois eu precisava cumprir aviso no escritório onde trabalhava para poder voltar para a minha cidade (sim, eu tinha me mudado para a cidade dele para ficarmos juntos). Foi 1 mês muito difícil e cheio de aprendizado, muitas coisas se passaram, muitas pessoas choraram, fui taxado de trouxa por muitas pessoas. Mas no fim, Luba eu compreendi que tudo termina quando tem que terminar por um meio ou por outro e o meu foi esse. Então galera, compreendam que o amor é lindo, a paixão é quente e excitante mas quando termina não é o fim dos tempos. Você não vai morrer, pense duas vezes antes de machucar o outro, de humlhar alguém só pq ela não te quer mais. Tudo que você emana de negativo vai voltar para você.
Enfim Luba, é isso! Adoro você e o seu canal e gostaria muito de te conhecer um dia! Pela tela mesmo da para sentir que você tem uma boa energia e conexão consigo mesmo o que hoje em dia é algo muito valorozo.
Até mais.
submitted by Brunobriro to TurmaFeira [link] [comments]


2020.07.05 06:46 brbr3542 Terminei namoro de 5 anos

Terminei meu namoro de 5 anos há alguns dias atrás, mas na verdade acho que já tinha acabado fazia tempo, só nenhum dos dois tinha coragem.
Eu só recebia críticas, nenhuma sugestão minha era aceita, o sexo já tinha caído na mesmice e só quando dava também. No começo era 3 vezes por dia com direito a tudo, mas ultimamente estava sendo dia sim e três dias sem e o mais básico de todos: oralzinho básico e papai-mamãe. Já há quase um ano estávamos se vendo um vez por semana somente.
Enfim, graças ao corona há 3 meses ela não vinha em casa, não comemoramos o aniversário dela nem o meu, ela dava desculpas que tinha medo de se contaminar, mesmo que na nossa cidade não tivesse praticamente nenhum caso.
Num ato de impulso resolvi terminar, mas creio que tenha sido melhor assim. Sempre disse para ela que quando terminasse seria para sempre, que eu não fico terminando e voltando igual o que os outros casais fazem.
Enfim, desde então ela não falou comigo (15 dias), nem me disse o que achou do término. Devo perguntar algo?
Tambem ainda não contei aos meus pais, preciso ver a melhor forma.
submitted by brbr3542 to desabafos [link] [comments]


2020.06.27 15:03 UrsoKamii ATÉ O ULTIMO GOLE *GLUB GLUB* - AJUDA AE RAPAZEADA ( A HISTORIA É LONGA MAS COMPENSA A LEITURA) KKKKK

Olá meu querido Luba, Editores, Leitores, Possiveis convidados, Almas de Papelões, animais e plantas deste mundo, primeiramente gostaria de dizer que amo seus vídeos, estou fazendo uma maratona deles todos os dias enquanto trabalho de noite/madrugada, e me deu coragem para apresentar este capitulo da minha vida. (poucas pessoas sabem)
Deixe-me apresentar, meu nome é Rodrigo, mas pode me chamar de URSÃO. e eu chamo esse episodio de " ATÉ O ULTIMO GOLE " - Espero que esta historia seja concorrida para ganhar Turma a Feira Awards 2020.
E antes de começar a História (que será longa), preciso dar alguns detalhes para fazer sentido.
No condominio (DE POBRE) aonde eu morava tinha um cara chamado Farls e ele era muito conhecido por pegar muitas mulheres realmente atraentes, repito REALMENTE ATRAENTES, e minha pessoa sempre quis saber como é que ele conseguia fazer tal façanha se era apenas lábia ou apenas por dinheiro (pois ele é advogado).
Agora que sabe deste detalhe podemos prosseguir com a minha historia que se passa em meados de 2011/2012 quando eu tinha 18/19 anos (Aonde o YT ainda não era tão famoso)
Estava eu voltando de meu suado trabalho de shopping, quando avistei sentado em umas das escadas do bloco Farls e seu amigo Darls estavam conversando a respeito de participarem de uma festa que ocorreria naquela noite, Farls me avistou e perguntou, - Painho (que era o meu apelido na epoca por eu ser baiano mesmo tendo sotaque de paulista) você está afim de ir com a gente para uma festa HOJE?! Eu super animado que ele tinha me convidado para uma festa, disse - Mas é claro que eu quero ir, perguntei ao meu melhor amigo que estava se aproximando no exato momento e ele negou a vir comigo, mas como eu estava curioso em saber quais eram os segredos do Mister M Farls, eu aceitei ir com ele.
Tomei meu banho e fui para o estacionamento do condominio para esperar Farls e turma chegarem, 5 minutos depois de minha pessoa estar esperando Farls chegar, Barls (3° pessoa) disse que ele possivelmente estaria trazendo mulheres para nos acompanhar, ou seja iriamos em 8 pessoas/2 Carros (Eu, Farls, Darls, Barls e as 4 mulheres).
15 min depois chegou a Carreta furacão (Corsa Hatch Preto) com a tals das mulheres que iam com a gente, a Primeira que saiu do carro, aparentemente era a mais SENSUAL entre elas, a Segunda era Bonita mas não tanto como a primeira, a terceira ja era apresentavel e a Quarta era a 2 guerra mundial (O Proprio Grande Gustav) Pesquise no google - Enfim, a primeira foi logico com Farls a Segunda com o Darls (carro 1) a terceira com o Barls e o Grande Gustav comigo (carro 2), já que a beleza fisica não me atraia, tentamos puxar conversa no caminho, pra ver se pelo menos no papo dava pra rolar algo, mas fiquei convicto que tinhamos gostos diferentes e ideias totalmente contraditorias, e tambem fiquei muito desconfortavel com as posturas que elas teve ao longo do caminho, parecia que eu estava conversando com um parceiro, não que eu ligue para Girias e Palavrões, mas na epoca me incomodava de mais, minha preferencia na epoca era minas (Kwaii *-*/Fofas). \Leitores não pense que eu sou um cara seletivo/escroto são fases da vida, eu era seletivo, você é ou será seletivo, todos vamos ser, é só mais uma fase de nossas vidas**
VOLTANDO
Chegando na tal festa ja me deparo com uma grande luz forte e verde neon do lado de fora dessa balada e os caras na porta oferecendo Azulzin e LSD. COMPLETAMENTE NORMAL. *detalhe eles tinham mais de 30 anos e eu era apenas um jovem pupilo apredendo como é a vida\* Vejo Farls Darls e Barls conversando com o Promoter da festa combinando valores para respirar la dentro, eles chegaram em um veredito que para entrar seria 120 reais, ou seja 60 meu e 60 da Gustav, logo de cara Recusei, pois não ia pagar para alguem que eu não gostei, mas eles acabaram me convencendo que minha pessoa não precisava ficar com ela na festa, poderia ficar com outras (mesmo eu não sabendo chegar nem em uma maquina de refrigerantes) mas beleza entrei na festa e logo de cara senti um forte odor no Ar, Era cheiro de ILARI ILARI Ê ÔÔÔ É A TURMA DO XEXO DANDO SEU ALÔ e me deparei que eu estava em uma casa de SWING, sim TROCA DE CASAIS pra galerinha que n sabe, minha cabeça explodiu da novidade e fiquei " Mas que caralhas estou fazendo nesse lugar ", Eu simplesmente odiei o lugar, pois pensava que era apenas uma festa comum aonde as pessoas dançavam, faziam suas cantadas e beijava na boca... mas não, era um XVIDEOS AO VIVO... era no sofa, atras das cortinas, nos quartinhos, na ala VIP (aonde a gente estava indo) por toda a parte, um Fuzuê do caramba, fiquei em choque e ao mesmo tempo veio a GUSTAV na minha cabeça, e ja começei a ficar desesperado igual gato quando tenta sair da banheira, dizendo: - Não mano, Nãaao quero fazer nada com ela ta louco?? olha o lugar que voces me trouxeram esse é o verdadeiro inferno na terra...
- Calma Painho você não precisa fazer Ilariê com ela voce pode escolher qualquer uma...
Mas eu não queria de jeito maneira e tentei argumentar no som alto o porque não queria ficar la, foi inutil. Enfim, eles me disseram que não tinha como sair daquele lugar pois ja tinham pago pela Ala VIP... como eu não tinha carro, me acalmei e avistei no DESERTO DA SURUBAARA - uma GP trazendo 2 garrafas de SMINORFF e disse a mim mesmo - Até hoje nenhuma bebida me derrubou, então o dia será HOJE! (eu só tomava cerveja, destilado era a primeira vez) - peguei a garrafa de vodka mais um copo de 500ML, enchi metade do copo, mandei purinha pra dentro do Opalão 86, na segunda dose o Opala tinha virado um CHEVET, e na Terceira dose virei um FIAT 147, mas consegui acabar com a garrafa sozinho...
Darls perguntou se eu estava bem, eu disse que estou otimo não poderia estar melhor... Bateu uma Luz verde no meu rosto... e apaguei.... Nós chegamos na festa por volta das 00:30 e saimos de lá 01:20, pois eu tinha dado PT, derrubei 2 seguranças que por relato era maior que eu, (tenho 1,84) bati na bunda de uma mulher desconhecida, e começei a falar ingles e frases prontas do jogo CS:GO que eu era viciado (sou viciado), Fire in tha hole e por ai vai...
Farls que era faixa preta em Jiu-Jistu, me imobilizou e me levou pra fora da " BALADA ", na hora que ele me pois no chao, eu cambaliei e bati numa mesa de metal fixa no chão de concreto e cortei meu supercilio, fiquei jogado na sarjeta por um tempo e depois fui parar no colo da GP que tinha levado as bebidas...
Depois disso eles tiveram que me levar pra casa, e todos ali sairam com uma mão na frente e outra atrás. Eu sei que eu parcialmente fui um babaca com os caras o que eles tambem foram por não terem me avisado que a tal festa seria uma casa de SWING ( ESH ) \Detalhe que neste dia eu não jantei porque estava empolgado para ir para a festa o que fez a bebida subir muito mais rapido do que de costume e porque tambem não era acostumado a destilados\**
Para encerar a historia, chegamos no condominio, os caras encheram uma camisinha e começaram a esfregar na minha cara, gravaram video, mas o mesmo foi para o limbo do tempo, (Eu sei que vai dizer que é mentira se não tiver vídeo, mas como eu disse o yt não era famoso na epoca eu tbm queria ter em mãos porque foi engraçado e seria daora compartilhar)
No video eu dizia que queria comer umas putas e afins, mas não era eu, era meu subconciente kkkkkkk. Farls e Darls me carregaram por 4 andares (escadas) por volta das 02:00 da manhã, abriram a minha porta que estava destrancada e me jogaram na cama. \até hoje não sei se eles fizeram coisas piores comigo kkk, ao meu ver o meu fiófovis está intacto**
Acordei no outro dia, todo vomitado na blusa, simplesmente levantei, desci as escadas fui até a passarela do predio e perguntar o que tinha acontecido, todos estavam lá me esperando e riram do acontecido e disseram que tinha compensado o rolê por conta do meu PT. *E por fim na epoca jamais descobri como Farls pegava mulheres, hoje no meu auge de idade 27 anos, tenho certeza que era pelo dinheiro. kkkkk\*
Obrigado Luba pela oportunidade, não bebam alcool sem moderação, se cuidem, comam antes de sair, bebam bastante agua e um beijão na bunda cross fit se você quiser e um grande abraço de ursão peludo :D Luba <30
PS: Se gostarem dessa historia eu tenho mais, mas essa com certeza é a melhor de todas!
submitted by UrsoKamii to TurmaFeira [link] [comments]


2020.06.26 20:08 MulherdaWeb Como usar QUIABO para DERRETER a GORDURA DA BARRIGA

Como usar QUIABO para DERRETER a GORDURA DA BARRIGA

Como usar quiabo para emagrecer
Como usar quiabo para emagrecer e perder toda gordura da barriga de forma simples e eficaz. Além disso, o quiabo possui substâncias que te ajudam a emagrecer de forma rápida e eficaz. O quiabo tem um sabor suave e uma textura única, com um penugem de pêssego por fora. Dentro do casulo há pequenas sementes comestíveis. LEIA TAMBÉM↓↓: → Poderoso AFRODISÍACO NATURAL está mudado a vida de mulheres FRIGIDAS Como EMAGRECER 23kg SEM cirurgia nem exercícios.... Método PSICOLÓGICO é capaz de RECUPERAR QUALQUER RELACIONAMENTO em... Composto que "Seca Barriga" e Tira Inchaço Vira Febre em São Paulo! Como REDUZIR 96% das RUGAS Rapidamente Sem... → DESCOBERTO Método NATURAL que ELIMINA Sintomas de MENOPAUSA Tratamento NATURAL está realizando o sonho de mulheres serem mães rapidamente
Este artigo analisará o conteúdo nutricional do quiabo, seus possíveis benefícios à saúde, algumas dicas de receita e possíveis riscos à saúde, e Como Usar Quiabo Para Emagrecer.

O que é quiabo?

O quiabo é uma planta que é conhecida em muitas partes do mundo como ladyfinger ou bhindi, é muito apreciada por causa de suas vagens. O nome científico desta planta interessante é Abelmoschus esculentus. Embora sua origem ainda não esteja clara, a pesquisa diz que poderia ter sido originária do sul da Ásia, da África Ocidental ou da Etiópia, mas o júri ainda está de fora. Além disso, aprenda agora nesse artigo Como Usar Quiabo Para Emagrecer

Origem do quiabo:

O quiabo, conhecido como gumbo em algumas partes da América, é um vegetal de vagem e de erva-moura. O nome científico do quiabo é Abelmoschus esculentus, mas às vezes também é chamado de Hibiscus esculentus. A maioria das pessoas o usa para fazer pratos crioulos, cajun e sopas grossas devido à sua capacidade de aumentar significativamente a consistência do prato. No entanto, o quiabo tem vários benefícios à saúde devido aos muitos nutrientes que contém.

Valor nutricional do quiabo:

O quiabo contém uma grande quantidade de fibra solúvel, que tem contribuições significativas para a boa saúde. Além disso, meia xícara de quiabo cozido ou fatiado fornece pelo menos 10% da ingestão diária recomendada de ácido fólico, vitamina B2 e vitamina B6. O quiabo também contém quantidades significativas de magnésio, vitamina C, vitamina A, potássio, cálcio, ferro, proteínas e carboidratos.

Como usar o quiabo?

O quiabo é usado em pratos em todo o mundo. Sua popularidade está aumentando o tempo todo, principalmente devido aos seus vários usos. Os diferentes usos incluem:
  • Como um vegetal em conserva;
  • Como ingrediente em sopas e acompanhamentos;
  • O óleo extraído do quiabo também pode ser utilizado como óleo vegetal;
  • A água de quiabo é usada como uma terapia alternativa e tradicional para o diabetes.

Benefícios do quiabo para saúde:

1. Melhorar a digestão: Um estudo mostrou que extratos de Como Usar Quiabo Para Emagrecer inibem a adesão de Helicobacter pylori no intestino. Isso impede que as bactérias se espalhem no intestino. Assim, o quiabo pode ajudar a prevenir uma série de complicações digestivas. Além disso, outro estudo mostrou que o quiabo ajudou a diminuir as contrações musculares gástricas no início da digestão e aumentou depois de três horas. Isso ajuda significativamente na absorção adequada de nutrientes. O mesmo estudo também mostrou como usar quiabo para emagrecer diminui o tempo que leva para o sistema digestivo se esvaziar. O quiabo é rico em fibras insolúveis, essencial para manter intacta a saúde do trato intestinal. Devido ao seu alto teor de fibras, o quiabo é útil para auxiliar o laxamento. A fibra aumenta o peso das fezes, o que facilita a defecação. A fibra também pode prevenir a constipação porque, ao adicionar o peso das fezes, a fibra diminui o tempo que leva para as fezes passarem pelo trato intestinal. 2. Prevenir diabetes: Vários estudos demonstraram que extratos de como usar quiabo para emagrecer possuem atividades anti-hiperglicemia, que podem ser extremamente úteis no combate ao diabetes. O alto teor de fibras do quiabo é eficaz na regulação do açúcar no sangue, o que tem implicações significativas na saúde de indivíduos que sofrem de diabetes. A fibra afeta a taxa na qual o corpo absorve o açúcar do trato intestinal. Um estudo mostrou que a fibra também ajuda a reduzir os níveis de açúcar no sangue, retardando o processo de assimilação do açúcar, que ocorre no intestino. Um grande estudo multiétnico realizado no Havaí demonstrou que a alta ingestão de fibras na dieta reduziu significativamente o risco de diabetes tipo II. Também foi estabelecido que o quiabo pode ajudar a prevenir doenças renais associadas ao diabetes. Estudos demonstraram que quase 50% dos danos nos rins geralmente são resultado de diabetes. LEIA TAMBÉM↓↓:
→ Nova fórmula emagrecedora choca labóratorios brasileiros e..
. Fertilidade acessível: Casais de baixa renda apostam em...
→ Casal EMAGERCE 86KG com a "Ajudinha" de Cápsulas 100% Naturais...
→ DESCOBERTO: Composto 100% NATURAL que Revoluciona a libido Feminina!
→ Mãe de dois filhos perde 20kg em 22 dias e dá um susto na família... 3. Reduzir doenças cardíacas: O quiabo é uma boa fonte de fibra alimentar, e estudos mostram que a fibra reduz o risco de doenças cardíacas nas coronárias e de doenças cardiovasculares. Isso ocorre porque ajuda na redução dos níveis de LDL, que é o colesterol ruim. É importante notar que a fibra pode reduzir os níveis de LDL no sangue sem afetar os níveis de colesterol HDL, que é o bom colesterol. Em particular, o quiabo contém uma quantidade significativa de fibra viscosa, a pectina, que estudos mostram que reduz os níveis elevados de colesterol no sangue, regulando a fabricação de bile no organismo. Também foi demonstrado que a fibra reduz os níveis de pressão arterial em indivíduos que sofrem de hipertensão. A pressão alta é um fator de risco significativo para doenças cardiovasculares. 4. Melhorar a visão: As vagens de quiabo são ricas em vitamina A e beta-caroteno, e estudos demonstraram que esses nutrientes são essenciais na prevenção da degeneração macular relacionada à idade. Além disso, o quiabo contém quantidades significativas de vitamina C, o que ajuda na formação de colágeno nos olhos e evita o estresse oxidativo no tecido ocular. O quiabo também contém luteína e zeaxantina. Que são os únicos carotenoides encontrados na retina e na lente. Esses nutrientes evitam danos oxidativos na retina alimentar de carotenoides pode diminuir significativamente o risco de degeneração macular relacionada à idade. Os quiabos contêm carotenoides, como zeaxantina, luteína e beta-caroteno, além de vitamina A e C, os quais têm um papel importante na manutenção da saúde ocular. 5. Eliminar os radicais livres: Outro estudo também descobriu que as sementes do quiabo eram ricas em compostos fenólicos, que demonstravam atividades significativas de eliminação de radicais livres. O quiabo também contém altos níveis de vitamina C, que é considerado um dos antioxidantes mais importantes do corpo. Ele elimina os radicais livres no corpo e evita danos oxidativos e estresse. Os quiabos também são ricos em luteína e zeaxantina, que provaram ser antioxidantes eficientes, especialmente nos olhos. 6. Beneficiar mulheres grávidas: O quiabo é um alimento rico em cálcio, e um estudo mostrou que a ingestão de alimentos ricos em cálcio durante a gravidez leva ao nascimento de crianças com maior conteúdo mineral ósseo. O quiabo também é rico em folato, e pesquisas mostram que mulheres grávidas com maior status de folato durante a gestação deram à luz crianças com maior densidade mineral óssea. Estudos também indicam que um aumento na ingestão de folato durante a gravidez tem efeitos benéficos no tempo de gestação, no peso da placenta e no peso do recém-nascido. Pesquisas também mostraram que o folato é essencial quando se trata do crescimento e desenvolvimento adequados do cérebro do feto. 7. Prevenir contra substâncias toxicas: Foi demonstrado que o quiabo possui propriedades hepatoprotetoras contra alguns dos produtos químicos comuns que causam doença hepática. Um estudo mostrou que o quiabo reduziu significativamente o nível de tetracloreto de carbono no organismo, oferecendo hepatoproteção. Os quiabos também contêm vitamina C, e investigações científicas revelaram que a vitamina é eficaz na proteção do corpo contra toxicidade por chumbo, arsênico, cádmio e mercúrio. 8. Fortalecer os ossos: O quiabo contém uma quantidade significativa de cálcio, quase 5% da ingestão diária recomendada de minerais. O cálcio da dieta é essencial na promoção de alta densidade mineral óssea em pessoas, principalmente em mulheres na pós menopausa e idosos. Estudos mostram que uma dieta rica em cálcio em mulheres grávidas contribui para um melhor crescimento esquelético e densidade de massa óssea na prole. Outro estudo publicado mostrou que crianças que sofriam de deficiência de cálcio apresentavam maior risco de desenvolver fraturas antes da puberdade. Vários estudos demonstraram que a alta ingestão de alimentos ricos em cálcio pode ajudar na prevenção de perda óssea, fraturas e osteoporose em adultos. Estudos demonstram que a disponibilidade de cálcio é essencial para a mineralização óssea e sua deficiência resulta em raquitismo em crianças e osteomalácia em adultos. 9. Ajudar a emagrecer: Devido ao seu alto teor de fibras, o consumo de quiabo pode ajudar no controle de peso. Estudos demonstraram que a fibra é eficaz no aumento da saciedade e saciedade, o que pode ajudar as pessoas a evitar excessos, o principal contribuinte para o ganho de peso e a obesidade. Estudos também mostraram que a ingestão regular mais alta de fibra pode ajudar a diminuir o peso corporal e que as pessoas que ingerem mais fibras em sua dieta geralmente pesam menos do que aquelas que ingerem pouca fibra. Pesquisadores demonstraram que a ingestão alimentar de cálcio de fontes alimentares, como o quiabo, reduz diretamente os níveis de gordura armazenados no corpo. Os cientistas também especulam que uma deficiência alimentar de cálcio no organismo pode resultar em aumento da fome, o que pode afetar as tentativas de perda de peso. 10. Aliviar os sintomas da TPM: Devido ao seu alto teor de cálcio, o quiabo pode ajudar a prevenir ou controlar os sintomas da TPM. Estudos demonstraram que o aumento da ingestão de cálcio na dieta reduz as flutuações de apetite, fadiga e depressão em mulheres com TPM . O quiabo também contém quantidades relativamente altas de vitamina B6 e magnésio, cujos estudos mostram que são eficazes na redução da gravidade da síndrome pré-menstrual. Esses sintomas incluem depressão, ansiedade, dor de cabeça, dor lombar, inchaço e micção frequente. Estudos demonstraram que um aumento na ingestão de magnésio durante a menstruação pode ajudar a reduzir o ataque de enxaqueca. O triptofano, um aminoácido essencial encontrado nos quiabos, é eficiente no tratamento de sintomas relacionados ao Transtorno. Esses sintomas incluem irritabilidade, alterações de humor e disforia.

Como quiabo ajuda a emagrecer?

Como usar quiabo para emagrecer é uma dúvida frequente. O conteúdo de gordura no quiabo é de 0,3 g, ou menos de 1% do valor diário de 65 g do USDA. A gordura é um nutriente que fornece um alto número de calorias na dieta 9 para cada grama de gordura. Em comparação com 4 para carboidratos e proteínas. Incluir não mais do que a necessidade diária de gordura na dieta é importante para evitar o ganho de peso. Como mencionado anteriormente, o quiabo é rico em fibras. A fibra encontrada no quiabo atua como combustível para as boas bactérias encontradas em nossas barrigas, que auxiliam na digestão da gordura. A fibra ajuda a transportar a gordura para fora do corpo e, ao mesmo tempo, ajuda a regular o açúcar no sangue. O quiabo também tem a capacidade de absorver água, o que significa que, quando você come quiabo, retém o excesso de colesterol, bílis e toxinas e ajuda a eliminá-las através de processos normais do corpo. Ele também é uma grande ajuda na prevenção de constipação, inchaço e gás.

Receita com quiabo para emagrecer:

Água de quiabo para emagrecer:

Ingredientes:
  • 500 g de quiabo
  • 350 ml de água
Modo de Preparo: 1. Apare as pontas de 4 quiabo e faça uma fenda longa em cada uma.2. Enxágue 4 quiabo e coloque-os em uma tábua.3. Em seguida, use uma faca para cortar as duas extremidades de cada quiabo. 1. Descarte as pontas e faça 1 fenda longa e rasa em cada quiabo.4. Coloque o quiabo em um copo de água.5. Despeje a água em temperatura ambiente em um copo grande e coloque o quiabo nele.6. Deixe o quiabo de molho durante a noite em temperatura ambiente.7. Você pode colocar uma tampa no copo ou cobri-lo com filme plástico para que nada caia na água.8. Deixe o quiabo por cerca de 24 horas para amolecer e infundir a água.9. Esprema a mucilagem em um copo novo.10. Despeje a água infundida no copo novo e mexa a mistura.11. Despeje lentamente a água que o quiabo absorveu no copo com a mucilagem.12. Em seguida, mexa delicadamente para que a mucilagem seja incorporada. LEIA TAMBÉM↓↓:
→ Nova fórmula emagrecedora choca labóratorios brasileiros e...
Fertilidade acessível: Casais de baixa renda apostam em...
→ Casal EMAGERCE 86KG com a "Ajudinha" de Cápsulas 100% Naturais...
→ DESCOBERTO: Composto 100% NATURAL que Revoluciona a libido Feminina!
→ Mãe de dois filhos perde 20kg em 22 dias e dá um susto na família...
submitted by MulherdaWeb to u/MulherdaWeb [link] [comments]


2020.06.23 13:40 Rememberwhoweare Optar por viver em Lisboa é melhor do ponto de vista financeiro a longo prazo (20 anos) do que viver nos suburbios?

Vou fazer umas contas muito simplistas em baixo, agradeço opiniões sff:
..
Casal A e Casal B trabalham todos na mesma empresa em Lisboa, ganham exatamente o mesmo salário e vão ter exatamente a mesma progressão de carreira ao longo de 20 anos. Para além disso o nível de vida e os gastos e as opções destes dois casais são genericamente as mesmas. No entanto, estes 2 casais fazem apenas duas opções bem distintas:
..
Casal A:
-Decide comprar uma casa perto do centro de Lisboa por 400 mil euros.
-Ao longo de 18 anos vai pagar 15 mil euros de IMI e condominio + 30 mil euros de juros extra credito habitação (comparativamente com o casal B) e 25 mil euros IMT + impostos. Total custos habitação: 70 mil euros
-Tem um filho que vai durante 18 anos andar numa creche e escola privada no centro de Lisboa. 5000€/ano durante 18 anos dá um custo total de 90 mil euros.
..
Casal B:
-Decide comprar uma casa nos suburbios de Lisboa por 200 mil euros. Os restantes 200 mil euros (que não gastou em relação ao casal A) são alocados em investimentos de geram 1% líquidos ao ano. No final dos 20 anos terá 244 mil euros.
-Tem um filho que vai durante 18 anos andar numa creche e escola publica na periferia de Lisboa. 2000€/ano durante 4 anos na creche/ATL e escola publica gratuita dá um custo total de 8 mil euros.
-Vai pagar 7 mil euros de IMI + condominio e 7 mil euros de IMT + impostos. Total custos habitação: 14 mil euros
. .
Imaginando que os preços das casas valorizam 100% (duplicam) em 20 anos, então a casa do Casal A irá ter um valor de 800 mil euros e a casa do Casal B irá ter um valor de 400 mil euros.
No final de 20 anos, o casal A vai ter:
..
800 mil euros (casa no centro de Lisboa) - 160 mil euros em gastos + ganhos com salários no emprego em 20 anos = 640 mil euros + ganhos com salarios no emprego em 20 anos
. .
No final de 20 anos, o casal B vai ter:
..
244 + 400 – 8 – 14 = 400 mil euros (casa na periferia de Lisboa) – 22 mil euros em gastos + 244 mil euros em poupanças + ganhos com salários no emprego em 20 anos = 622 mil euros + ganhos com salarios no emprego em 20 anos
. .
Conclusão: O casal A gastou mais dinheiro do que o casal B, mas no final compensou pois viveu toda a sua vida no centro da cidade sem perder tempo em deslocações. O filho do casal A andou nas melhores escolas, pode ir para a faculdade facilmente a pé, bicicleta ou metro e tem uma casa no centro de Lisboa caso os pais queiram mudar-se para o campo quando se reformarem. O casal B teve uma vida mais folgada e segura do que o casal A, embora provavelmente com menor qualidade de vida. O filho do casal A tem vantagem em relação ao filho B, pois teve acesso a melhor educação, melhores contactos e já tem uma casa no centro de Lisboa.
submitted by Rememberwhoweare to portugal [link] [comments]


2020.06.08 21:44 zeus789ks9wjd Indo em uma festa na igreja sendo lésbica

Olá luba, editores e possível convidada(o)... bem meu nome é Sara ( 26 anos) e moro com minha esposa Sandra (23), no ano passado adotamos duas crianças Raquel e Matheus que hoje eles têm 10 e 12 anos, bem ...... esse foi o contexto vamos para a história. ( desculpa não consegui encurta )
Em pleno domingo Matheus me conta se nós poderíamos ir a uma festinha de aniversário de um amigo dele, ( que seria na segunda )e que precisaria da presença dos pais eu logicamente neguei na hora pois estamos em quarentena e expliquei porque nós não poderíamos ir à tal festa , horas depois minha esposa aparece falando que seria bom pras crianças sair um pouco e que levaríamos álcool em gel , máscaras, mas mesmo assim me recusei pois não gosto de sair de casa muito menos em plena pandemia. Contudo a noite Sandra continuou a encher minha paciência dizendo que teve a confirmação que seriam poucas pessoas, e que o menino (amigo do meu filho) estava louco para vê-lo e que séria um espaço aberto, então poderíamos ficar em um distanciamento seguro, Mas ainda assim não queria ir pois não estava com paciência e muito menos vontade de sair, então achei que o assunto tinha morrido ali ( e realmente fiquei mais tranquila ) mas como tudo não são rosas, despertei com Matheus gritando no meu quarto dizendo : MÃEEEEE ACORDA NÃO QUERO ME ATRASAR, nesse momento meu cérebro estava uma zona e só consegui me Levantar e ir direto pro banheiro o enguinorando .
 Só pra depois minha mulher vim falar pra eu me arrumar que iríamos dar nem que fosse só uma passadinha na festa, e lá estávamos arrumados em direção a festa e eu com uma carranca horrível no rosto, chegando lá minha cara só piorou pois a festa era numa igreja (coisa que minha mulher não me contou pois não tive memórias boas com uma ) respirei fundo e entramos, e realmente tinha poças pessoas e a festa estava acontecendo nos fundos da igreja , onde havia um campo aberto . Um tempo depois eu já estava bem distante de todos so vendo a paisagem e olhando meus filhos , quando um mulher fica me encarando a distância de cima a baixo (Eu estava com uma camisa social de botões onde estava aberto apenas os 3 primeiros e com sapatos sociais pretos ) isso acabou me encomodando bastante, pois ela não disfarçava um olhar de dúvida que só com a aproximação da minha mulher fez com que tirasse suas dúvidas. ( não tenho nada contra as pessoas religiosas e respeito mas aquela mulher estava me matando com os olhos). 
E finalmente a festa tinha acabado e já estáva me dirigindo ao carro quando a mulher do olhar mortal, chama todas as crianças em um círculo para contar um pouco da palavra (até então não estranhei nem nada ) e com isso os pais também se aproximaram, quando do nada a mulher começa a falar de sexualidade para crianças de menos de 14 anos!!, minha mulher que estava ao meu lado já fazia caras e bocas não gostando muito disso ( e comseguentimente os outros pais também não) meu coração foi a mil quando ela falou que todos aqueles que tiverem relação do mesmo sexu são horríveis e que irão para um lugar pior quando morrerem,(e só pra constar eu já tinha começado a falar com meus filhos sobre o porquê haver vários tipos de casais mais nada como aquilo ) minha mulher Deu um passo a frente e eu segurei seu braço, temendo pelo pior ;
 O olhar que ela me Deu foi amedrontador e pior que isso foi sair da festa com meus dois filhos me lotando de perguntas sobre o porquê é errado ter 2 mães, e minha mulher brava comigo que nem olhou pra mim depois disso . 
Ps: a mulher era a pastora do local e ainda por cima a mãe do amigo do meu filho que por acaso queria conhecer a "mãe e o pai " do amigo do filho .
submitted by zeus789ks9wjd to TurmaFeira [link] [comments]


2020.06.06 08:37 Ayka_Okimura Uma história bem longa sobre um nice guy

Ola Luba,gatas,Mateus,tuxo,editores novos(boa sorte) e tuma que estar a ver,a história é bem grande "Nunca ignore sua intuição" Eu estava ficando com um garoto,tinhamos ficado duas vezes,ele me chamou pra ir na casa de uma amiga minha pra beber,ia ele e o amigo dele(vamos chamar de carls),eu queria muito ir,então falei pra minha mãe que era un trabalho,ela não queria deixar eu ir,briguei com ela e td ate ela deixar(porque não ti ouvir mãe)nisso era segundo e tinhamos marcado pra sexta,fiquei conversando com minha amiga e o garoto e eles tavam querendo me jogar pro calrs,que inclusive tinha dado em cima de mim e eu lerda não entendi,ai chegou terça feira,me arrumei,e fui encontra a minha amiga,eu não tava mt afim de ir,tava sentindo que ia dar merda mas fui mesmo assim,no caminho encontro ela e o carls que tinham ido comprar bebida,descubro que o garoto que eu tava ficando so chegaria mas tarde pq tava trabalhando,ate ai td bem,fomos pra casa da minha amiga e ficamos na garragem bebendo,so que ai minha amiga viu um conhecido passando e foi conversar com ele,eu fui atras e sentei na casinha do registro de água,ate que do nd o carls vem do meu lado,me cutuca e diz "vamos?" Ai qnd eu ia perguntar vamos pra onde ele me deu um selinho,eu fiquei em choque e ele me deu outro,então minha amiga virou pra olhar e perguntou o q a gente tava fazendo e ele respondeu que não estávamos fazendo nd,depois que ela terminou de conversar voltamos pras escadas onde estavamos sentados,so que dessa vez o carls sentou do meu lado e ficou passando as mãos nas minhas costas e apertando minha cintura,ai começou a subir um fogo pq né,então o garoto que eu tava ficando chegou a gente conversou,até que eles foram buscar uma água e deixaram eu e o carls sozinha,nos beijamos e os dois "flagraram"(so que não pq quase certeza que eles sabiam) ai eles desceram e eu e o carls subimos mas pro começo da escada(era uma escada que subia reto e dps virava,então assim niguem via a gente) ficamos nos beijando e ele ficou me tocando por cima da calça e nos meus peitos (olha eu acho que se eu quero eu n vou ficar me fazendo de difícil eu estava afim então que se foda)depois disso td eu fui pra casa. No outro dia eu tive que sair pra comprar breu(é um negocio que passa no arco do violino)chamei minha amiga mas ela tava demorando pra responder,então chamei o carls,e acabou indo nós três,nisso ele foi super fofo,comprou chocolate pra mim e pra ela,ficou pegando na minha mãe e tals,me levou ate a esquina da minha casa(pq não queria que ele descesse ate a minha casa),so que no caminho ate a minha casa ele falou que tinha apostado com meu amigo(o garoto que eu fiquei e que ficou dps com a minha amiga(fiquei bem chateada qnd soube)qual de nos duas(eu e minha amiga)pedia um deles em namoro primeiro,e ficou tentando me convencer a namorar com ele,nisso eu pedi pra gente ir com calma,então chegamos,nos beijamos(dei o restante do chocolate pra uma amiga minha pq não gosto de comer muito mas isso não vem ao caso)nisso era quarta feira. Na sexta a gente marcou de os quatro ficar na casa da minha amiga,fui mas cedo la,me arrumei,eles chegaram e cada um dos casais ficou num canto,então o carls me pediu em namoro sussurando no meu ouvido,e eu não tava gostando dele mas não queria falar não na cara dele então aceitei(uma péssima escolha pq se ele não respeitou meu pedido de ir com calma n ia respeitar nd)nisso a gente fingiu que eu que pedi e claro que meu amigo n acreditou,ai eu fui pra casa e contei pra minha mãe,ela quase desmaiou(ele foi meu primeiro namorado),no outro dia levei ele pra conhecer minha familia,Luba eu escancarei minha vida pra ele,apresentei ele pras pessoas que eu mais amava,levei ele pra minha igreja e td mais,so que ele nunca me levou na casa dele(dizia que tava sem tempo,q tinha que marcar direitinho com a mãe dele),passou um tempo e eu me apaixonei,mas ele era bem abusivo,ele falava mal do meu corpo,da minha altura(eu era mais alta que ele),falava que eu parecia uma virgem no sexo(sendo q eu não me soltava por causa de um trauma meu q ele sabia e pq não tinha confiança nele pelo jeito que me tratava)desprezava meus gostos e minhas opiniões,ficava me ignorando pq eu sou mais nova que ele,e morria de ciumes do meu amigo,pq eu gostava mt dele,a gente sempre saia junto com a minha amiga,e o carls nunca tinha tempo pra mim,eu era mt chegada nesse amigo pq confiava nele e ele me entendia,n desprezava meus sentimentos e minhas opiniões,eu n sentia nd por ele,mas o carls vivia discutindo por causa desse ciúmes e terminamos algumas vezes,depois voltavamos,pq ele me pedia e eu n queria desistir,nisso ele ia ficando cada vez mais distante passando semanas sem vir me ver e sem falar comigo,e eu fui perdendo os sentimentos,numa dessas nossas brigas eu sai com meus amigos,e meu amigo levou um amigo dele(tambem amigo do meu namorado),que vamos chamar de farls,o farls é um otaku gamer skatista,daqueles que deixa de sair pra jogar lol,ele era timido e fofo,mt fofo,um verdadeiro princeso,so que eu estava focada no meu namorado e n tinha prestado atenção direito no farls nem olhado com outros olhos(e meus amigos bem que tentaram pq deram um sumiço no meio do caminho pra casa da minha amiga e mesmo assim eu e ele nem ligamos)chegando na casa da minha amiga eu me isolei num canto sozinha,coloquei um casaco na cabeça e fiquei la deprimida,então decidimos comprar uma pizza,pedimos e meus amigos foram buscar,deixando a gente sozinhos,mas antes de sair meu amigo disso "cuidado com o q vc vai fazer farls,a ayka é comprometida",nisso me atisou e eu comecei a olhar farls com outros olhos,mas n fiz nd pq tinha namorado,depois de duas semanas eu e o carls terminamos,e eu pedi pro meu amigo arrumar o farls pra mim,mas no dia seguinte o carls ficou sabendo e veio brigar comigo,ai ele pediu para voltar e eu aceitei com umas condições,que ele n ia ficar tocando no assunto do farls e que agora ele tava em teste(ele tinha me colocado em teste no nosso primeiro termino,sendo que era culpa dele que tinhamos terminado,pq ele que tava com ciumes de nd e ele que terminou),nisso a gente voltou,brigamos algumas vezes,mas dps de uma tempo ele ficou um mês sem vir me ver e sem falar comigo direito,nisso a minha mãe disse que ele tava me traindo,meu pai(que não mora comigo e n nos falamos direito so voltamos a nos falar pq apresentei o carls mas dps nos afastamos de novo)disse que ele soube que o carls tava me traindo,perguntei pro meu amigo ele disse que não sabia,o carls veio me ver e a troxa aqui disse o q eles tinham falado e ele disse que era neurose deles,depois ele sumiu de novo,mas eu n tentei puxar conversa nem nd pq n tava ligando tanto. Ai um belo dia minha amiga me diz que o meu amigo e o carls tavam num corujam com os amigos deles(passaram a noite td jogando)e um deles teve a brilhante ideia de mostrar os nuds que tinham no celular(carls tinha acabado de ganhar um celular novo)meu amigo que tava comprometido com a minha amiga n tinha mas nenhum então n mostrou nem o carls,então meu amigo foi no banheiro e qnd voltou viu o carls mostrando um nuds pros garotos,meu amigo contou pra minha amiga mas n ia contar pra mim pra n se envolver e minha amiga me contou,nisso Luba eu fui pro chão,fiquei o dia td chorando,fiquei arrasada,mas como ja tinha dado ts de mim desisti,passei o fim de semana tentando falar com o carls pra terminar mas ele n respondia minhas mensagem,enquanto isso eu marquei de ficar com o farls(pelo meu amigo é claro)e de possivelmente fazer secho,achando q o carls ia me responder a tempo,chegou o dia e o farls n pode ir,no fim desse dia o carls me respondeu eu fui tirar satisfações do ocorrido e ele disse q a garota que tinha mandado q ele n tinha me traido(so q Luba se ele n tivesse me traido ele deixaria eu ver o celular dele,coisa q ele nunca deixou mas sempre queria fuçar no meu,ele teria apagado,como me obrigou a fazer com a minha coleção de nuds qnd começamos a namorar,e n teria mostrado pros garotos se vangloriando)terminamos e no outro dia fiquei com o farls,nos beijamos na casa da minha amiga e depois saimos com meus amigoa passamos o dia passeando e no fim da tarde voltamos pra casa da minha amiga,nisso a gente foi pro quarto dela(os quatro)ela colocou um colchão no chão,a gente brincou um pouco de eu nunca(eu ganhei) e depois dormimos abraçados (no caso eu e o farls),como n tinha rolado nd de secho marcamos pra na outra semana fazer na casa do meu amigo,so q rolou uma festa no fim de semana na casa de um amigo deles,meu amigo me chamou e eu fui ja na intenção né,levei camisinha e td,so q o farls n sabia que eu ia,chegando la ele tava jogando lol,e eu n ia atrapalhar então enquanto esperava ele terminar o amigo deles e meu amigo encheram eu e ele de askov,qnd o farls terminou eles foram falar com ele sobre o motivo de eu estar la(eram duas casas ligadas então a festa tava rolando em uma e a gente ia pra outra e meu amigo e o amigo deles queriam gravar,eu aceitei na brincadeira pq achei q eles n tavam falando serio)nisso o farls ficou meio assim mas aceitou,nisso o amigo deles me levou na outra casa conversou um pouco comigo e o farls veio,fizemos e foi o melhor secho da minha vida,e os garotos gravaram mas a gente nem ligou,so q depois o carls ficou sabendo e ficou puto,brigou comigo por ter transado com o farls,por ter gravado e td mais,passou um tempo e eu fiquei mas algumas vezes com o farls e depois perdi o interesse,so q semana passada uma amiga minha apostou comigo dizendo q eu n conseguia perguntar pro meu ex o pq ele namorou comigo,como odeio q duvidem de mim perguntei,ele disse q so namorou comigo pq eu tenho buceta,eu fiquei chateada mas fingi q n liguei,so q ele passou a semana me infernizando,ele veio falar q era uma pena q a gente acabou e q a culpa era minha por ter ficado com o farls,q ele era um cara legal,disse q o farls só ficou comigo pq tava bebado e q nas outras vezes foi obrigado e q ele nunca se interessou por mim,depois ele pediu pra ficar comigo e eu disse q n pq tava ficando com alguém,ai ele me ligou,me deu os parabéns e disse q achou q eu nunca fosse conseguir alguém de novo,disse q a gente podia fazer um menage eu ele o garoto q eu to ficando e o farls,eu disse q n,ai ele perguntou se eu tinha cansado dele,eu disse q sim e ele disse q logo eu ia correr atras,dps ele veio pedindo a foto do garoto q eu to ficando,e eu mandei pq o garoto é mt lindo,bem mas bonito q ele,ai ele disse q um garoto bonito desse jeito nunca ficaria comigo e q ate ele dava pra o garoto,eu disse q eu podia arrumar um esquema pros dois pra ele se descobrir,ai ele disse q ja era bem descoberto e me bloqueou Bom lubisco a historia é longa mais foi isso,te amo bjs <3
submitted by Ayka_Okimura to TurmaFeira [link] [comments]


Tempo para recomeçar TPM - TEMPO PARA MEDITAR! 'Tempo a sós para o casal.(parte 2)', 'Inegociáveis - O Amor.' e 'Agir de Deus.' Dinâmica de Casais - Perdendo Tempo, Problemas! Arrume tempo para o Romance Disciplina Positiva para Casais há tempo para todas as coisas - YouTube DINÂMICA DE CASAIS - MARCAS DO TEMPO

Para quem é? - familylifeportugal

  1. Tempo para recomeçar
  2. TPM - TEMPO PARA MEDITAR!
  3. 'Tempo a sós para o casal.(parte 2)', 'Inegociáveis - O Amor.' e 'Agir de Deus.'
  4. Dinâmica de Casais - Perdendo Tempo, Problemas!
  5. Arrume tempo para o Romance Disciplina Positiva para Casais
  6. há tempo para todas as coisas - YouTube
  7. DINÂMICA DE CASAIS - MARCAS DO TEMPO

'Abra a sua Bíblia' é um programa da Igreja de Cristo. Gravado em 03.05.14, com o bate-papo sobre 'Qual é a importância do tempo a sós para o casal?' (parte 2) com Antenor Gonçalves (Igreja ... Existe uma idade para recomeçar. Shallow Cover - Lady Gaga & Bradley Cooper (Daddy Daughter Duet) Mat and Savanna Shaw - Duration: 3:35. Mat and Savanna Shaw Recommended for you Arrume tempo para o Romance Disciplina Positiva para Casais Link Playlist https://www.youtube.com/playlist?list=PLsy61Oh1zCHKtyHvmllOjHaQtuQxMOkHK 'Disciplin... Uma dinâmica que serve de reflexão sobre o quanto temos deixado nossos problemas afetarem nosso relacionamento. conheça nosso site www.umcasalcheiodagraca.com.br agenda aberta para palestras e ... Paulo Oliveira Ha Tempo pra Todas as Coisas - Duration: 4:25. Rafael Wanderson Martins 36,361 views. 4:25. REFLEXÃO PARA CASAIS - BUSQUE A FELICIDADE AGORA! - Duration: 4:52. GENTLEWIFE 880,565 views. 4:52. Há tempo para todas as coisas - Pr Luiz Antonio - Duration: 39:07. conhecida como tambÉm dinÂmica do creme, nesta dinÂmica abordamos sobre a importÂncia de olhar para seu cÔnjuge e perceber as marcas do tempo. Uma fase tão desafiadora para as mulheres, vista do ponto de vista de pausar, meditar! ... TEMPO PARA MEDITAR! Márcia Shivam Yoga. ... Princípios de Deus para casais Pr Hernandes Dias Lopes ...